Nem Trump, nem Temer: xereca no rio Solimões, por José Ribamar Bessa Freire

O homem que não lê bons livros não tem nenhuma vantagem sobre o homem que não sabe ler”. (Mark Twain, 1835-1910).

No Taqui Pra Ti

O prazer. Não foi através dos olhos, mas dos ouvidos, que descobri no final dos anos 1950 o prazer da leitura. Aconteceu em Coari (AM), no Solimões. Lá, no seminário redentorista, no refeitório, na hora do almoço, enquanto a gente comia em silêncio, um colega maior lia em voz alta romances consagrados da literatura universal. Cada dia um leitor diferente avançava alguns capítulos, que seriam comentados no recreio. Dava de dez a zero nas telenovelas. Foi assim com o Trem de Istambul de Graham Green, Lord Jim de Joseph Conrad e As aventuras de Tom Sawyer de Mark Twain, entre tantos outros. (mais…)

Ler Mais

Governo ignora STF e não divulga “lista suja” do trabalho escravo, por Leonardo Sakamoto

No blog do Sakamoto

O ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira ainda não divulgou o cadastro de empregadores flagrados com mão de obra análoga à de escravo, a chamada ”lista suja” da escravidão.

Criada em 2003 pelo governo federal, a ”lista suja” é considerada pelas Nações Unidas um dos principais instrumentos de combate ao trabalho escravo no Brasil e apresentada como um exemplo global por garantir transparência à sociedade e um mecanismo para que empresas coloquem em prática políticas de responsabilidade social. (mais…)

Ler Mais

MPF apresenta dados de atuação no combate ao trabalho escravo

Pesquisa da Câmara Criminal do MPF traz números sobre apuração de casos de trabalho escravo por estado

MPF

Levantamento realizado pela Câmara Criminal do Ministério Público Federal (MPF), divulgado nesta sexta-feira, 27 de janeiro, data que antecede o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, indica que estão em andamento 459 inquéritos policiais/termos circunstanciados para apurar o crime de redução a condição análoga à de escravo (trabalho escravo). (mais…)

Ler Mais

“ONG trabalha para banir o fracking do Brasil (antes mesmo que ele chegue aqui)”

Por Cíntia Junges, na Gazeta do Povo

Em novembro de 2013, durante a 12.ª rodada de licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), o paranaense Juliano Bueno de Araújo e alguns colegas da Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Vida (Coesus) foram interpelados por um diretor da agência no elevador: “então vocês são os caipiras do Paraná que acham que vão banir o fracking do Brasil?”. Ele não respondeu, mas, sim, esse era o objetivo. (mais…)

Ler Mais

Neoliberalismo, assexualidade e desejo de morte

Filósofo italiano aponta: obsessão pelo sucesso individual e troca dos contatos corpóreos pelos digitais podem realizar distopia da humanidade insensível, para a qual já alertava Pasolini

Franco Berardi, entrevistado por Juan Íñigo Ibáñez, no Outras Palavras

Uma das metáforas mais potentes – e de maior ressonância até nossos dias – no imaginário de Pier Paolo Pasolini é a de “mutação antropológica”. Trata-se de uma expressão que o cineasta, escritor e poeta italiano utilizava para ilustrar os efeitos psicossociais produzidos pela transição de uma economia de origem agrária e industrial para outra, de corte capitalista e transnacional. (mais…)

Ler Mais

Nota de Esclarecimento da Aty Guasu Guarani Kaiowá

A ATY​ GUASU – GUARANI KAIOWÁ,​ organização tradicional constituída por caciques, lideranças e comunidades Guarani e Kaiowá de Mato Grosso do Sul, juntamente com os estudantes de Ara Verá e os acadêmicos da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Faculdade Intercultural Indígena (FAIND) e Licenciatura Intercultural Indígena Teko Arandu, das turmas dos anos de 2012, 2013 e 2015, vem​ por meio desta nota esclarecer às autoridades competentes, às instituições governamentais e ao público em geral que somos representados por nossa “Grande Assembleia” (Aty Guasu), pelo movimento de professores Guarani e Kaiowá e por nossas lideranças, e que as decisões tomadas pelos nossos representantes são legítimas e soberanas. (mais…)

Ler Mais