O exército de pinóquios: Como operam dez dos maiores sites de notícias falsas do país, pagos até com verba de gabinete para disseminar boatos

Por Helena Borges, na Época

“Estão entregando dinheiro na mão de terrorista!”, dizia o vídeo publicado no dia 26 de janeiro pelo site Gospel Prime, um portal de notícias focado no público evangélico com média de quase 2,8 milhões de leitores ao mês. De acordo com a denúncia do site, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o presidente Michel Temer estavam tentando desviar dinheiro de uma obra, por meio de uma Medida Provisória de ocasião, para financiar terroristas palestinos. No Facebook, o líder da bancada evangélica na Câmara dos Deputados, o pastor Takayama (PSC-PR), gravou outro vídeo com um comentário que teve cerca de 4 mil visualizações. “Estão nos comunicando que muito do que é enviado para a Palestina é para patrocinar terrorismo”, disse, grave. (mais…)

Ler Mais

Jornais noticiaram Esquadrão da Morte de acordo com clima político

Veículos paulistanos foram mudando de posicionamento frente ao grupo paramilitar de acordo com a situação política do País

Por , no Jornal da USP

Em meio ao regime militar, surge, em 1968, um grupo paramilitar formado por policiais intitulado Esquadrão da Morte. Seu objetivo era simples: perseguir e executar criminosos potencialmente perigosos à sociedade. Mas como, em um regime militar, a mídia se portou perante esse grupo? De acordo com a tese de doutorado da pesquisadora Márcia Gomes, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, a mídia apresentou diversas facetas e mudou de posicionamento ao longo do tempo, adaptando-se aos diversos contextos vividos nos dez anos em que o Esquadrão da Morte foi ativo. (mais…)

Ler Mais

Facebook anuncia recadastramento de páginas contra manipulação em eleições. Por Leonardo Sakamoto

No blog do Sakamoto

O Facebook anunciou, nesta sexta (6), o recadastramento de páginas ”com um grande número de seguidores” em sua rede social. De acordo com a empresa, caso os perfis que as administram não consigam comprovar que não são falsos, mas correspondam a pessoas reais, serão impossibilitados de atualizá-las.

A empresa não informou, por questões estratégicas, a linha de corte para o ”grande número de seguidores”. Quer evitar que os responsáveis por páginas baseadas em perfis falsos driblem as regras, com a criação de páginas menores para propagar conteúdo voltado à manipulação. (mais…)

Ler Mais

Para o pastor Ariovaldo Ramos, a mídia brasileira é uma ‘escola de fake news’

Integrante de comunidade evangélica defende Estado laico e critica uso da religião como instrumento para “ganhos particulares”. Ele vê o racismo como “a maior agressão que se pode fazer a Deus”

por Redação RBA

São Paulo – O pastor evangélico Ariovaldo Ramos, convidado de Juca Kfouri no programa Entre Vistas, às 21h desta terça-feira (3), na TVT, é voz pouco usual no meio religioso televisivo. Aliás, Ariovaldo é absolutamente contrário a que instituições religiosas usufruam de concessões de rádio ou televisão. “Uma concessão pública, como a que a Record tem, me parece que só é possível numa perda total da noção da laicidade do Estado”, diz, lembrando que cabe ao Estado a outorga de concessões. (mais…)

Ler Mais

Mulheres ocupam jornal O Globo em defesa da democracia

“A Globo quer dar golpe na eleição, as mulheres organizam a reação” é o lema principal da ação

Da Página do MST

Neste 8 de março, 800 mulheres de diversos movimentos populares ocuparam o parque gráfico do jornal impresso no Rio de Janeiro, que pertence ao grupo Globo Comunicação. O objetivo da ação, iniciada às 5h30 da manhã, é denunciar a atuação decisiva da empresa sobre a instabilidade política brasileira. Elas destacam a articulação da Globo no processo do golpe, desde o impedimento da presidenta Dilma em 2016 até perseguição ao presidente Lula, para inviabiliza-lo como candidato em uma eleição democrática. (mais…)

Ler Mais

“Combate às fake news”: ética ou espetáculo?

Difusão em massa de notícias falsas é gravíssima para democracia. Mas há algo ainda pior: a crença em que esta prática pode ser freada por censura humana ou algorítimica

Por Sérgio Amadeu da Silveira* – Outras Palavras

Eliminar a mentira da política é possível? A informação distorcida e quase inverossímil, a informação duvidosa deve ser criminalizada no debate político? É viável determinar qual o grau de exagero seria aceitável na disputa eleitoral? Se qualquer uma das respostas for sim, então uma das primeiras providências a adotar é proibir o marketing e as técnicas de publicidade nas eleições. A propaganda, seja comercial ou política, seleciona elementos positivos de um candidato ou produto e os superdimensiona ou os contextualiza de modo a atrair as atenções para algo que não é efetivamente encontrado na realidade. Dito de outro modo, ela exagera, superdimensiona, distorce. (mais…)

Ler Mais

Manchetômetro Facebook: 14 a 20 de fevereiro, 2018

Por Natasha Bachini e João Feres Jr., no Manchetômetro

Entre 14 e 20 de fevereiro de 2018 foram publicados 3.786 posts nas 41 página[1] monitoradas por nossa pesquisa, totalizando 2.388.614 compartilhamentos. As páginas que mais postaram foram as de mídia: Mídia Ninja (276 posts), Metropolitana FM (260 posts) e VEJA (255 posts).

Os 10 posts da tabela AQUI concentram 15% do volume total de compartilhamentos alcançados pelas 41 páginas ao longo desse período. O recurso mais usado foi a foto (60%), seguido pelo vídeo (40%). (mais…)

Ler Mais