A desqualificação da “diversidade” na força de trabalho pós pandemia. Por Amyra El Khalili

para Pravda.RU

Durante a pandemia acompanhamos o processo de seleção em dois tipos de empresas: as que utilizam como estratégia de marketing junto ao público e ao mercado a simulação de oferecer oportunidades de vagas pelos critérios de diversidade, mas cujas “minorias” de fato continuam sendo preteridas durante e após o período de “experiência”; e as que têm de se enquadrar nos “Termos de Ajuste de Conduta – TAC”  por efeito de ações judiciais, à contratação de vagas pelos critérios de “diversidade”. Em ambos os casos, presenciamos e também recebemos denúncias de atos de assédio moral, bullying, discriminação etária, étnica, racial, sexual e religiosa. (mais…)

Ler Mais

Sete candidatos à Presidência e 15 aos governos estaduais assinam Carta-Compromisso contra o Trabalho Escravo nas eleições de 2022

Os candidatos à Presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC) e Léo Péricles (UP) aderiram à Carta-Compromisso contra o Trabalho Escravo, afirmando que estabelecem como prioridade o combate a esse crime, caso sejam eleitos.

por Campanha Nacional de Prevenção e Combate ao Trabalho Escravo / CPT

Os outros presidenciáveis foram convidados, mas não responderam até a data limite para as assinaturas, na última sexta (23). (mais…)

Ler Mais

Duas operações contra trabalho escravo resgatam 90 pessoas no Piauí e em Minas

Fiscais localizaram 57 trabalhadores (dois adolescentes) em pedreiras e 33 na colheita de eucalipto

Por Redação RBA

Duas operações recentes de grupos móveis de fiscalização, no Piauí e em Minas Gerais, resgataram ao todo 90 pessoas de trabalho análogo ao escravo. No Piauí, a fiscalização resgatou 57 trabalhadores em pedreiras nos municípios de Canto do Buriti, Amarante e Nazaré do Piauí. Entre eles, dois adolescentes. As demais estavam sendo exploradas em área de colheita de eucalipto. (mais…)

Ler Mais

BA: Em decisão inédita, empresa de sisal é multada em R$ 1 milhão por usar matéria-prima com trabalho escravo

Justiça determinou que Sisalândia, com sede no sertão da Bahia, se beneficiou indiretamente de violações aos direitos humanos em sua cadeia produtiva; operação resgatou 12 trabalhadores em situação análoga à escravidão

Por Isabel Harari, Repórter Brasil

Em uma decisão inédita, a Justiça do Trabalho condenou uma produtora de sisal na Bahia por ter comprado matéria-prima produzida com trabalho escravo. Como foi a primeira vez nesse setor que uma empresa é responsabilizada por usar mão de obra escrava em sua cadeia produtiva, a expectativa é a de que a decisão ajude a coibir as históricas violações trabalhistas na produção do sisal, um mercado que faturou mais de 282 milhões em 2020. (mais…)

Ler Mais

50 milhões de pessoas são vítimas da ‘escravidão moderna’, diz OIT. Por Jamil Chade

No UOL

A OIT (Organização Internacional do Trabalho) estima que 50 milhões de pessoas são vítimas de condições de trabalho análogas à escravidão. Os dados estão sendo publicados hoje (12), em um levantamento sobre o fenômeno que afeta todos os continentes. Segundo a entidade, a pandemia da covid-19 gerou um salto inédito na crise e houve uma explosão do problema nos últimos cinco anos. (mais…)

Ler Mais

Justiça do Trabalho concede liminar para regularização das condições de trabalho em cerâmicas e interdita Fazenda por trabalho análogo à escravidão

As ações foram ajuizadas durante a Fiscalização Preventiva Integrada de Sergipe

Ministério Público Federal em Sergipe

Após a primeira semana das operações da FPI – Fiscalização Preventiva Integrada, o Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT-SE) obteve liminares em 3 ações civis públicas ajuizadas para regularizar o meio ambiente de trabalho de duas Cerâmicas e de uma Fazenda no interior do Estado.

(mais…)

Ler Mais