Opus Dei, a herdeira investigada

A ordem enfrenta atualmente processos judiciais no Uruguai e na Argentina em que os requerentes a acusam de pressões indevidas e métodos abusivos para ficar com a herança de idosos

Por Paula Bistagnino*, na Agência Pública

Em 16 de outubro de 2008, o telefone tocou na casa de María Elena Abazo, na cidade de Buenos Aires. Seu tio, Francisco Noreiko, de 81 anos, havia capotado a caminhonete enquanto dirigia pela rota 11 na cidade de Salta, na Argentina, até sua fazenda em La Caldera. Quando a família recebeu a notícia, já haviam se passado 15 dias desde o acidente. Francisco estava paraplégico e imobilizado devido a fraturas na coluna e não conseguia falar.

(mais…)

Ler Mais

Líder indígena ambientalista é assassinado em Honduras

Vásquez era da mesma etnia que a hondurenha Berta Cáceres, morta a tiros em 2016 por defender povos originários no país.

Por France Presse, no G1

O indígena Félix Vásquez, líder ambientalista, defensor de territórios indígenas em Honduras e pré-candidato a deputado, foi morto na noite de sábado (26) por um grupo não identificado que invadiu sua casa, denunciaram testemunhas a ONG Comitê de Familiares de Presos Desaparecidos em Honduras (Cofadeh).

(mais…)

Ler Mais

Abusos da fé: mentiras e torturas nas terapias de conversão no Peru

Psicólogos e grupos religiosos promovem terapias de reconversão sexual

Por Lupe Muñoz e Gloria Ziegler/ OjoPúblico, na Agência Pública

“Você pode mudar de sexo ou tomar qualquer decisão possível, mas a mensagem é que Deus te fez homem ou fêmea em seu amor, como filho de Deus. As coisas que te perseguem na sua cabeça não têm tanta importância, são vozes que te contam mentiras”, disse Walter Fawcett, brasileiro originário de São Paulo e conferencista durante o II Congresso Integral Sexual “Bajo sus alas” [Debaixo de suas asas], organizado em Lima em 21 e 22 de fevereiro de 2020 pela organização internacional Exodus América Latina.

(mais…)

Ler Mais

As terapias de igrejas que torturam jovens LGBTQI+ no Paraguai

Igrejas e pseudoprofissionais de saúde mental oferecem terapias de conversão sexual no Paraguai, uma forma de tortura, com total impunidade

Por Juliana Quintana/ El Surtidor, na Agência Pública

Quando frequentava a escola, disseram a Pilar que a homossexualidade era uma perversão e não a deixavam ir ao banheiro com suas amigas. A pastora da igreja da mãe de Derlis López disse a ela para se livrar de seus jeans e shorts, porque não era “roupa de homem”. Quando Juan Manuel Talavera confessou a um sacerdote que gostava de homens, lhe foi recomendado o livro de um psicoterapeuta que escreveu sobre conversão da homossexualidade. Osmar Ortiz* teve que repetir várias vezes que Deus o criou para se casar com uma mulher e ter um filho.

(mais…)

Ler Mais

No México, religiosos promovem “correção” da homossexualidade e combatem lei que proíbe terapia para LGBTQI+

Exodus atua junto a oito igrejas evangélicas em ao menos dez estados do país; grupo católico também oferece “tratamento” para homossexuais

Por Raúl Olmos/Mexicanos contra la Corrupción, Agência Pública

Com o apoio de oito igrejas evangélicas, a associação internacional Exodus disseminou seus métodos para “corrigir” a homossexualidade por ao menos dez estados do México. Oaxaca, Querétaro, Baixa California, Michoacán, Morelos, Estado do México, Nuevo León, Jalisco, Chihuahua e Cidade do México são os estados onde foram documentadas atividades dessa organização, que tem sua sede no Canadá e presença em quatro continentes.

(mais…)

Ler Mais

No Equador, a transfobia segue viva

Gonzalo, homem trans, conta sua história e mostra que, apesar de proibidas no país, as terapias de conversão sexual seguem sendo realizadas pelas igrejas

Por Desirée Yepez, Agência Pública

Garantiram a Gonzalo* (25 anos) que ele poderia deixar de ser um homem trans. Mesmo que ele não quisesse, seus pais estavam convencidos de que sua identidade de gênero poderia “ser curada”. Relacionavam-na com doença mental, bruxaria e satanismo. “Eles não querem nenhum ‘Gonzalo’ e dizem que, no dia em que eu voltar para a casa, será como uma mulher, e que, se não for assim, é melhor ‘que eu nem apareça’. Eles recorreram a um ‘padre’ que os ‘escutou’ e, aparentemente, pensa da mesma maneira. E dizem que esse padre tem algo importante que eu ‘preciso escutar’”, escreveu o jovem em seu diário. Era junho de 2018.

(mais…)

Ler Mais

Organização cristã internacional Exodus promove reorientação sexual para LGBTQI+ na América Latina

Investigação entre cinco países revela atuação de rede de religiosos para reprimir homossexualidade e identidade de gênero; participantes relatam abusos e violação de direitos

Por Agência Pública, Ojo Público, El Surtidor, Mexicanos contra la corrupción y la impunidad, La Barra Espaciadora do Equador

“Porque talvez ainda tenha atração pelo mesmo gênero significa que a pessoa tenha que viver isso? Não”, diz Andréa Vargas, presidente da Exodus Brasil, em uma entrevista para um canal gospel no YouTube. Missionária evangélica que palestra sobre sexualidade a partir de uma perspectiva bíblica, ela está à frente também da Avalanche, uma agência de missões urbanas. Conversa com um público massivamente jovem em eventos com formatos modernos, que às vezes lembram TED Talks. Sua mensagem principal é: a homossexualidade é um pecado que pode, e deve, ser abandonado. 

(mais…)

Ler Mais

Racismo e ‘lawfare’ nos Estados Unidos

Por Franklin Frederick, em Alai

‘E a primeira coisa que a estrutura de poder dos EUA não quer é que os negros comecem a pensar internacionalmente.’ (Malcolm X – Autobiografia)

‘A cor não é uma realidade humana ou pessoal; é uma realidade política’. (James Baldwin, ‘The Fire Next Time’)

Os EUA, com a cumplicidade das oligarquias locais, usou de ‘lawfare’ para derrubar os governos de Manuel Zelaya em Honduras em 2009; de Fernando Lugo no Uruguai em 2012 e de Dilma Rousseff no Brasil em 2016. O ‘lawfare’ também foi utilizado pela perseguição política contra Christina Kirchner na Argentina, contra Rafael Correa no Equador e contra o Ex-Presidente Lula no Brasil. O ‘lawfare’ tornou-se assim o principal instrumento do Império para impedir o avanço das forças progressistas na América Latina. Antes de sua aplicação internacional, porém, o ‘lawfare’ foi amplamente utilizado pelos EUA na opressão e perseguição política de sua própria população negra em luta por igualdade racial e direitos civis. Deste modo, a origem do ‘lawfare’ está intrinsecamente ligada ao racismo e à manutenção das hierarquias impostas pelo capitalismo.

(mais…)

Ler Mais

Duas vezes vítimas: mulheres sofreram agressões durante quarentena imposta pela pandemia

Acessar os serviços de combate à violência de gênero já era problemático antes da Covid-19, mas a quarentena durante pandemia agravou essa situação no Brasil e em outros países da América Latina

Por Anna Beatriz Anjos e Raphaela Ribeiro (Agência Pública), Carolina Gamazo (No Ficción), Isabela Ponce (GK), Javier Quintero (Quinto Elemento Lab), Keyling T. Romero (Confidencial) e María Mónica Acuña (Liga contra el Silencio), da Aliança Sentinela Covid-19

Em uma terça-feira de julho, Olivia* procurou um dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) da cidade onde vive, no interior de São Paulo. Queria ser ouvida por um psicólogo com quem pudesse falar das agressões que sofre na própria casa pelas mãos do marido, vinte anos mais velho que ela. “Precisava abrir minha mente, ouvir que não sou tão ruim quanto ele fala”, relata. 

(mais…)

Ler Mais