Dinheiro: o novo sonho de controle do Facebook

Um cartel de corporações articulado por Mark Zuckerberg quer substituir os Estados e lançar moeda global. O que significaria privatizar a emissão do instrumento que media a produção, distribuição e consumo de riquezas?

Por Amy Goodman e Juan Gonzalez, do Democracy Now, no Outras Palavras

Em um movimento com o potencial de remodelar o sistema financeiro internacional, o Facebook revelou seus planos de lançar uma nova moeda digital global, chamada Libra. A empresa anunciou seus projetos na terça-feira, depois de trabalhar secretamente na criptomoeda por mais de um ano. A Libra será lançada no ano que vem, em uma parceria com outras grandes corporações como Visa, Mastercard, PayPal e Uber. O Facebook diz que quer criar “uma moeda simples e global, e uma infraestrutura que empodere bilhões de pessoas”.

(mais…)

Ler Mais

A crise do Brexit e o capitalismo impotente

Como a globalização sem regras dissolveu os laços sociais mesmo num dos países mais ricos do mundo. Retratos do impasse: elites divididas, esquerda sem alternativas. A aposta dos super-ricos no caos e a brecha para derrotá-los

Por Paul Mason | Tradução: Marianna Braghini, em Outras Palavras

Uma mulher assedia skatistas brasileiros em uma rua de Londres, exigindo que parem de falar “brasileiro”. O embate, emblemático por sua estupidez, viralizou no Twitter. Os principais diretores de grandes supermercados, além do McDonalds e da KFC, alertaram sobre as interrupções no abastecimento, caso aconteça um Brexit sem acordo. Em janeiro, o governo admitiu que tem planos de contingenciamento de introduzir a lei marcial para evitar “mortes em caso de escassez de comida e medicamentos”. Em seguida, o parlamento britânico votou por algo que não pode colocar em prática: conservadores, membros do Partido Unionista do Ulster e alguns opositores à imigração da ala direita do Partido Trabalhista combinaram de exigir que a União Europeia faça mudanças no acordo que o governo britânico havia fechado em novembro passado. Os líderes da UE imediatamente enfatizaram que nenhuma renegociação de última hora é possível.

(mais…)

Ler Mais

Chomsky: “Trump agita el puño para mantener el poder sobre una población asustada”

El intelectual y lingüista Noam Chomsky analiza la actualidad de Estados Unidos, cruzada por el gobierno de Donald Trump, y alerta sobre las catástrofes producidas por sus políticas.

Por Roberto Manríquez*, en Servindi

Biobiochile – El reconocido lingüista Noam Chomsky insiste en la necesidad de hacer “esfuerzos destinados a la educación, a la organización y realizando acciones organizadas de resistencia”, y anuncia su voto a cualquier candidato demócrata que confronte a Donald Trump el próximo año. Pese a ser una figura visible del anarquismo por más de medio siglo, el intelectual estima que es preciso detener lo que supone es un serio riesgo para la sobrevivencia humana sustentable.

(mais…)

Ler Mais

Boaventura: o avanço da direita e a causa oculta

Para impor “verdades” repetidamente desmentidas, as elites globais suprimiram o debate público e instalaram, em seu lugar, um mercado frenético e vazio de opiniões. Daí às “fake news” foi um passo

Por Boaventura de Sousa Santos, em Outras Palavras

A verdade de um sistema errado é o erro. Para ser politicamente eficaz, este erro tem de ser incessantemente repetido, amplamente difundido e aceito pela população como a única verdade possível e credível. Não se trata de uma qualquer repetição. É necessário que cada vez que o erro é posto em prática, o seja como um ato inaugural – a verdade finalmente encontrada para resolver os problemas da sociedade. Não se trata de uma qualquer difusão. É necessário que o que se difunde seja percebido como algo com que naturalmente temos de estar de acordo. Não se trata, enfim, de uma qualquer aceitação. É necessário que o que se aceita seja aceito para o bem de todos e que, se envolver algum sacrifício, ele seja o preço a pagar por um bem maior no futuro.

(mais…)

Ler Mais

Há 50 anos, a educação sexual chegava às escolas alemãs

O primeiro atlas para esclarecimento sexual foi um pequeno escândalo na sociedade da Alemanha Ocidental. Hoje a escola é uma das principais fontes de informação para os jovens, também reparando o que a internet distorce.

DW

“Vamos falar das abelhinhas e as florezinhas”: assim costumava começar a educação sexual na Alemanha Ocidental, até a década de 1960 – se é que ela acontecia. Até que foi dada a partida para uma pequena revolução: em 10 de junho de 1969 chegava às escolas o Sexualkunde-Atlas (Atlas de educação sexual).

(mais…)

Ler Mais

Stiglitz: hora de enterrar um sistema fracassado

Nobel da Economia sugere que basta: em 40 anos, neoliberalismo provou ser incapaz tanto de promover justiça quanto de criar riquezas. Para afastar os riscos de degradação e fascismo, precisamos de uma nova esquerda democrática

Por Joseph Stiglitz | Tradução: Felipe Calabrez, em Outras Palavras

Que tipo de sistema econômico é mais propício ao bem-estar humano? Essa questão definirá nossa época, porque, após 40 anos de neoliberalismo nos Estados Unidos e em outras economias avançadas, sabemos o que não funciona.

(mais…)

Ler Mais

Mudanças climáticas: “ameaça existencial”

por Outra Saúde

Hoje é Dia Mundial do Meio Ambiente, boa data para prestar atenção em números preocupantes. Eis os mais recentes, divulgados ontem:

20 dias de calor letal por ano, aquecimento global de três graus Celsius, ecossistemas encolhidos, mais de um bilhão de pessoas deslocadas, dois bilhões sem água, produção de alimentos em colapso. O relatório lançado do Breakthrough National Centre for Climate Restoration, uma think tank australiana, afirma que as mudanças climáticas podem representar uma “ameaça existencial” até o ano 2050. “O sistema planetário e humano vai atingir um ‘ponto sem volta’ até o meio do século, onde a perspectiva de uma Terra em grande parte inabitável levará à queda de nações e da ordem internacional”. A única saída é ter uma mobilização focada em construir rapidamente um sistema industrial de emissão zero, defende o documento.

(mais…)

Ler Mais

Jeremy Corbyn junta-se a milhares de manifestantes em Londres contra visita de Trump

Da Lusa, na RTP

Milhares de manifestantes, incluindo o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, concentraram-se hoje no centro de Londres para protestar contra a visita de Estado do Presidente dos EUA, Donald Trump, ao Reino Unido.

“Somos novos, somos velhos, somos brancos, somos negros, somos deficientes, somos LGBT, somos um mosaico completo de diversidade e inclusão”, saudou Corbyn, num discurso para os manifestantes.

(mais…)

Ler Mais

“Um político nunca deve semear ódio e medo, mas esperança”, afirma o papa Francisco

IHU On-Line

O convite do Papa é forte e sincero. E também detalhado: “Para os crentes eu digo: rezem pela Europa. Aos não crentes peço o voto do coração, a boa vontade, o desejo que a Europa volte a ser o sonho dos pais fundadores”. Expressa isso no final da entrevista no voo de Sibiu para Roma, no final dos três dias na Romênia. O pontífice também fala da política italiana, explicando que nunca recebeu pedido de audiência por parte de Salvini ou de outros ministros. Apenas do primeiro-ministro Conte, que é “inteligente e sabe do que está falando”. Bergoglio aproveita a oportunidade para convidar os políticos a não semear o ódio e o medo, mas apenas esperança.

(mais…)

Ler Mais