O 13 de maio de Lima Barreto: o grande romancista popular

Artigo relembra vida e obra de Lima Barreto, em comemoração aos 131 anos de seu nascimento

Por Gerson Oliveira, na Página do MST

Afonso Henriques de Lima Barreto é o primeiro grande escritor negro formado após a falsa abolição do 13 de maio de 1888. Nasceu neste mesmo dia, no bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, sete anos antes da data que foi institucionalizada como o “fim da escravatura”. Ele entraria para a história como um dos grandes nomes da nossa literatura, ainda que para isso tenha enfrentado resistências por parte da academia e passado longos anos no total esquecimento.

(mais…)

Ler Mais

Quando ser homem faz mal à saúde

Marcada pela antifeminilidade e violência, a masculinidade tradicional afeta mental e psiquicamente os meninos, demonstra novo estudo. Que leva a indústria cultural a estimular uma hipermasculinidade, como em “Vingadores”?

Por Inês Castilho, em Outras Palavras

Dia desses, ao arrumar os brinquedos dos meus netos, três garotos de 5, 7 e 11 anos, levei um susto ao descobrir a quantidade de bonecos de super-heróis que eles acumulam. De Homem de Ferro a Capitão América, todos norte-americanos, exibem uma masculinidade tóxica: músculos que saltam e postura de combate, quando não armas nas mãos e corpos transformados em tanques de guerra.

(mais…)

Ler Mais

Tempo de Páscoa: as utopias jamais morrerão. Por Gilvander Moreira*

É tempo pascal. Tempo de construir uma nova aurora em meio a tantas trevas. Por mais escura que seja a noite ela sempre anuncia uma nova aurora. O sentido da Páscoa não pode ser privatizado por expressões religiosas que desencarnam a fé cristã e amputam a dimensão social da fé. A fé na ressurreição de Jesus Cristo não garante apenas vida após a morte. É preciso não esquecer que a Páscoa Judaica, origem da Páscoa Cristã, diz respeito à libertação dos povos escravizados no Egito pelo imperialismo dos faraós. Por isso Páscoa envolve reunir os injustiçados, atravessar os “mares vermelhos”, marchar rumo à terra prometida – terra partilhada e democratizada – e, enfrentar os grileiros e especuladores de terra lutando para conquistá-la. A Páscoa cristã atesta que Jesus de Nazaré, mesmo sendo inocente e justo, foi condenado pelos podres poderes à pena de morte, mas ressuscitou. O sonho ensinado e testemunhado por Jesus jamais será sepultado.

(mais…)

Ler Mais

O bom apetite mineiro e a gula da Vale. Por Antonio Claret Fernandes

São 12 horas e 55 minutos. Dia 24 de janeiro de 2019. Hora do almoço na Mina do Córrego do Feijão, no Município de Brumadinho, que funciona em três turnos,  opera 24 horas por dia, sete dias por semana. O restaurante está movimentado! Trabalhadores da Vale e terceirizados estão ali, alimentando-se, recuperando suas energias para continuar vendendo força de trabalho à mineradora.

(mais…)

Ler Mais

Produzir de forma agroecológica? Por Gilvander Moreira*

Diante da grande diversidade de frutas produzidas no Assentamento Primeiro do Sul, do MST[2], em Campo do Meio, no sul de Minas Gerais – banana, goiaba, maracujá, laranja, mamão etc. – um grupo de mulheres assentadas organizou e está trabalhando em uma microindústria de doces para o consumo próprio e venda do excedente na Feira da Agricultura Camponesa na Praça da Caixa D’água na cidade de Campo do Meio. As 50 famílias Sem Terra assentadas, em trabalho cooperado, compraram um tanque coletivo com a capacidade para resfriar 1.500 litros de leite. O caminhão da cooperativa CAPEBE busca o leite dia sim, dia não. Segundo Sebastião Mélia Marques, assentado no PA[3] Primeiro do Sul: “A produção de leite está baixa, pois a prioridade nossa é a produção de café.”

(mais…)

Ler Mais

A democracia como proposta de convivência civilizada

por Cândido Grzybowski*

Continuo no esforço de apontar pistas e esboçar questões incontornáveis para a disputa de hegemonia com perspectiva democrática ecossocial de longo prazo. A poucos dias de se instalar um novo governo legitimado pelo voto, pode parecer que não estou dando atenção para a conjuntura imediata. Na verdade, diante da tempestade política anunciada, a única coisa prática a fazer é olhar para a capacidade de reconstrução da resiliência cidadã. Sempre digo que o melhor de tudo é a garantia da terra girar e os dias se sucederem, pois a história não acaba aqui. O que vem nos próximos meses e anos ainda está por ser feito, na disputa. Na adversidade conjuntural do momento, o jeito é pensar estrategicamente o depois de amanhã.

(mais…)

Ler Mais

João Batista, profeta reformista ou revolucionário? Por Gilvander Moreira*

Antes do Natal, durante o Advento, passagens do Evangelho de Jesus Cristo referentes à ação e ao ensinamento de João Batista são lidas e apresentadas durante as celebrações religiosas em igrejas e comunidades cristãs. Quem foi, o que ensinou e o que fez João Batista que entrou para a história cristã como profeta precursor de Jesus Cristo (Lc 3,3)?  Os evangelistas Lucas e Marcos fazem Jesus iniciar sua missão pública ao ouvir que João Batista tinha sido preso a mando do governador Herodes Antipas (Lc 3,19s; Mc 1,14; At 13,25). Um fato político – a prisão de um profeta – foi o acontecimento que desencadeou o início da missão de Jesus Cristo. Para Lucas João é “o Batista” (Lc 7,20), como era conhecido na tradição das primeiras comunidades cristãs.

(mais…)

Ler Mais

Advento, palavra de Deus no “deserto” e não nos palácios. Por Gilvander Moreira*

Advento. Ventos natalinos soprando. De onde e para onde? Que tipo de vento? Para não sermos enleados no turbilhão e no redemoinho do consumo exacerbado que, em uma sociedade capitalista, a idolatria do mercado provoca no final de cada ano, faz bem recordarmos na Bíblia, o Evangelho de Lucas (Lc), especialmente Lc 3,1-6. Os dois primeiros capítulos do Evangelho de Lucas referem-se ao nascimento e às infâncias de João Batista e de Jesus de Nazaré. Provavelmente, em uma primeira versão, o Evangelho de Lucas iniciou no capítulo 3 mostrando inicialmente o contexto no qual a Palavra de Deus é dirigida a João, que se tornará o Batista, o precursor de Jesus de Nazaré. Eloquente é que o evangelista Lucas faz questão de abrir o Evangelho mostrando quem estava nos poderes político e religioso na época em que “a palavra de Deus foi dirigida a João, no deserto” (Lc 3,2b). Lucas informa: “Fazia quinze anos que Tibério era imperador de Roma. Pôncio Pilatos era governador da Judeia. Herodes governava a Galileia. O Tetrarca Filipe reinava sobre a Itureia e a Traconítide. E o tetrarca Lisânias reinava sobre a Abilene” (Lc 3,1).

(mais…)

Ler Mais

Estudo identifica particularidades da estrutura cerebral em pessoas transgêneras

“Estamos vendo que as pessoas trans têm características que as aproximam do gênero com que se identificam e seus cérebros têm particularidades, sugerindo que as diferenças começam a ocorrer durante o período gestacional”

Por Maria Fernanda Ziegler, na Agência FAPESP

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo realizaram o primeiro estudo feito na América Latina que investigou volumes cerebrais de indivíduos transgêneros por meio de imagens de ressonância magnética. (mais…)

Ler Mais