Imóvel emblemático em Sergipe tem parte incorporada à reforma agrária

Incra/SE

A Fazenda Junco, imóvel emblemático para a reforma agrária em Sergipe, localizado no município de Macambira – distante cerca de 85 quilômetros de Aracaju –,  terá parte das terras destinada à criação de um assentamento.  Na última sexta-feira (19), o Incra foi imitido na posse de 373 hectares da propriedade e poderá assentar no local 41 famílias de agricultores familiares.

“É a concretização de um processo trabalhoso, que garante mais uma conquista histórica para a reforma agrária sergipana. Uma área reivindicada há mais de uma década e que agora ajudará a gerar desenvolvimento produtivo e autonomia para dezenas de famílias”, analisou o superintendente regional do Incra em Sergipe (Incra/SE), Gilson dos Anjos.

Histórico

Classificada pelo Incra como improdutiva, a Fazenda Junco foi objeto de uma ação judicial movida pela autarquia visando à sua desapropriação. Com decisão desfavorável, o Instituto passou a buscar alternativas para assegurar a aquisição do imóvel, inserido em uma área foco de tensões agrárias.

Levada a leilão em dezembro de 2017, para saldar dívidas trabalhistas relacionadas ao grupo empresarial então detentor do imóvel, a fazenda teve um dos seus lotes adquirido pelo Incra.

Situado em uma das regiões mais valorizadas do estado de Sergipe, o imóvel possui vocação produtiva para a pecuária e culturas como milho, abóbora e mandioca, entre outras. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 5,1 milhões na aquisição da área.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

12 + dezessete =