“Antes a água era cristalina, pura e sadia”: a mineração e os quilombolas e ribeirinhos de Oriximiná (para baixar)

Quilombolas e ribeirinhos revelam os impactos de 40 anos de mineração em Oriximiná em plena Floresta Amazônica.

CPISP

Novo livro da Comissão Pró-Índio de São Paulo evidencia algumas das consequências da mineração em Oriximiná (Pará) a partir do ponto de vista da população impactada pelo empreendimento.

O leitor conhecerá as percepções de mulheres e homens do Quilombo Boa Vista e das comunidades ribeirinhas Boa Nova e Saracá sobre dois aspectos das intervenções do maior complexo de mineração de bauxita do Brasil: os impactos sobre as águas e os riscos de suas 25 barragens de rejeito.

Baixe aqui.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

13 − seis =