Moradores de Viamão e Porto Alegre se mobilizam contra instalação de Aterro Sanitário no Cantagalo

Da Redação Sul21

Um grupo de moradores do Cantagalo, Passo D’Areia, Beco do Pesqueiro, Lomba Verde, Lami e Itapuã está se mobilizando contra um projeto da Prefeitura Municipal de Viamão que pretende instalar um aterro sanitário na rua Acrísio Martins Prates, na fazenda Montes Verdes. Os moradores estão reclamando que a Prefeitura não consultou a comunidade sobre o projeto.

A Empresa Brasileira de Meio Ambiente (EBMA), do Rio de Janeiro, protocolou projeto na Prefeitura para a realização da obra. No dia 4 de outubro de 2018, ocorreu a entrada da solicitação de zoneamento e uso e ocupação do solo da área chamada Montes Verdes, um dos pontos mais altos de Viamão. Também já existe um processo na Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), desde o dia 6 de dezembro de 2018 para autorização para manejo de fauna silvestre. A atividade do aterro sanitário é de grande porte e teria alto potencial poluidor.

No domingo (20) um grupo de moradores preocupado com a situação se reuniu no Centro Comunitário do Cantagalo e elegeu uma comissão que está encaminhando uma denúncia ao Ministério Público e buscando apoio. A comunidade argumenta que um aterro sanitário nesta região trará vários problemas de saúde, ambientais e sócio-econômicos. Os produtores orgânicos da região temem pela contaminação da água e de sua produção.

“Somos uma área rica em fauna e flora, com muitas vertentes e banhados. Na minha propriedade que fica ao lado da área onde se pretende instalar o aterro, por exemplo, temos muitos bugios que buscamos preservar há mais de 40 anos”, diz Rubem Schultz, um dos organizadores do movimento. Também próximo ao local, fica a Aldeia Guarani Cantagalo. O cacique Jaime Vherá Guyrá participou da reunião no domingo e se manifestou contra o projeto. A Associação dos Produtores da Rede Agroecológica Metropolitana (RAMA) também está apoiando os moradores, assim como, o Sindicato Rural de Viamão. “Estamos buscando o apoio de outras entidades”, anunciou ainda Rubem Schultz.

Uma nova reunião da comunidade acontecerá nesta quinta-feira (24), às 20h, no Centro Comunitário do Cantagalo (Rua Anielo Feula, 2289 – final da linha do ônibus Cantagalo)

Página no Facebookfb.com/naoaolixao, onde há uma petição online contra o aterro.

Imagem: Comunidade se reuniu no último domingo para organizar luta contra projeto do aterro sanitário. (Divulgação)

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

3 − três =