Na Bahia, trabalhadores rurais são despejados de fazenda

A área estava abandonada desde 2006

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia, na Página do MST

Na manhã desta quinta feira (11), cerca de 60 famílias Sem Terra  sofreram com uma ação da polícia militar para reintegração de posse da Fazenda Primavera, localizada no município de Eunápolis, no extremo sul baiano.

A fazenda, ocupada desde abril de 2018, encontrava-se em total abandono há mais de 12 anos e não cumpria sem papel social de geração de emprego e renda para região. A área pertencia ao falecido Marcos Marinho, cujos filhos moram nos Estados Unidos atualmente.

Em contraste ao descaso que a fazenda vinha sofrendo, as famílias que ocuparam estavam desenvolvendo a produção de alimentos saudável. Durante a integração não houve resistências, embora a medida tenha afetado a vida de idosos e crianças.

Tendo em vista a importância de mostrar como esses processos de reintegração são abusivos, militantes do MST alertam para a violência que estas reintegrações causam na classe trabalhadora. Para além de uma discussão de posse e de propriedade, a medida em relação a essas terras demandam de um debate político, o que não houve na decisão judicial.

Imagem: Despejo realizado ontem na Fazenda Primavera. Fotos: Divulgação MST

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dezenove + 10 =