Audiência discute divulgação de vídeo em comemoração ao golpe de 64

Da Agência Câmara Notícias

O ministro da Secretaria de Governo, General Carlos Alberto, participa nesta terça-feira (16) de audiência pública na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados. Ele deve prestar esclarecimentos sobre a divulgação de um vídeo, em uma das redes sociais do Palácio do Planalto, em defesa do golpe militar de 1964. O material foi divulgado no último dia 31 de março, data em que o golpe completou 55 anos.

“Com 1 minuto e 55 segundos de duração, o vídeo tenta forçar a velha narrativa, já tantas vezes repudiada e rejeitada em livros de história, de que ‘havia uma revolução comunista prestes a ser deflagrada no País, e que teria sido contida graças à bravura do Exército brasileiro’”, afirma a deputada Erika Kokay (PT-DF), que pediu o comparecimento do ministro.

Segundo a parlamentar, jornalistas cadastrados no sistema de comunicação do Palácio do Planalto receberam o vídeo por WhatsApp. Procurada, a assessoria de imprensa do Planalto disse que não ia se pronunciar.

“O fatídico golpe de 64, ou qualquer golpe, deve ser repudiado pelas instituições brasileiras, jamais comemorado. O atual governo comete crime de responsabilidade, ao incentivar esse revisionismo histórico. Houve, sim, uma ditadura. É um desrespeito para os torturados e assassinados, é um desrespeito ao bom senso e às instituições, propor a comemoração de um crime contra o Brasil”, criticou Erika Kokay.

A audiência pública será realizada a partir das 14h30, no plenário 12.

Imagem: Erika Kokay criticou a divulgação do vídeo: “É um desrespeito ao bom senso e às instituições” – Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

onze − 4 =