Sérgio Moro e Gleen Greenwald devem participar de audiências públicas da CDHM

Por Pedro Calvi, CDHM

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) aprovou, na manhã desta terça-feira (18/6), convidar o ministro da Justiça, Sergio Moro e o jornalista Glenn Greenwald, para participarem de audiências públicas e darem esclarecimentos sobre fatos relacionados à Operação Lava Jato.

Sergio Moro deve comparecer a uma audiência pública conjunta entre a CDHM, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) e a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP). O requerimento propõe que Moro venha “prestar esclarecimentos sobre a gravidade dos fatos revelados pelo portal de notícias The Intercept Brasil”. Na semana passada, o portal divulgou uma série de mensagens atribuídas ao ministro, quando era juiz federal, e a procuradores da República, que fazem parte da força-tarefa da Operação Lava Jato, que mostravam uma possível atuação do ministro sugerindo estratégias para a atuação do Ministério Público. Moro diz que houve uma invasão criminosa de celulares e que não há prática ilegal nas conversas. Pela CDHM, solicitou a presença de Moro o deputado Mércio Jerry (PCdoB/MA).

Gleen Greenwald será convidado pela CDHM para participar de outra audiência pública. No requerimento, o fundador do The Intercept é chamado “para prestar depoimento sobre matérias que divulgou contendo denúncias graves sobre a atuação de juízes e procuradores brasileiros no âmbito da Operação Lava Jato”.  Segundo o jornalista, as mensagens, enviadas através do aplicativo Telegram, foram obtidas de uma fonte anônima.  Camilo Capiberibe (PSB/AP) solicitou a audiência pública.

As datas dos encontros ainda serão definidas e divulgadas.

As audiências públicas serão transmitidas ao vivo pelo Facebook da CDHM, YouTube e canais oficias da TV Câmara.

Foto: Fernando Bola

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

três + doze =