Indígenas Tupinambá bloqueiam via contra a Covid-19 e prefeitura de Buerarema tenta desbloqueio

Na Bahia Notícias

Indígenas tupinambás bloquearam uma das estradas de acesso à aldeia de Serra do Padeiro, a BA 668 Buararema/Uma (zona rural) por conta do contágio da Covid-19. A prefeitura da cidade alega que os indígenas estão obstruindo a circulação para as zonas rurais e comprometendo o abastecimento na cidade.

O defensor regional de Direitos Humanos (DHDH) na Bahia, Vladimir Correia, acompanhou o conflito entre tupinambás e a prefeitura na cidade de Buararema. O defensor enviou nesta sexta-feira (3), um ofício à Fundação Nacional do Índio (Funai) relatando toda a situação e solicitando a intermediação em caso de eventual conflito. A DPU também pedirá esclarecimentos à prefeitura de Buararema. 

O prefeito da cidade, Vinicius Ibrann (PSDB), argumenta que os indígenas estão obstruindo a circulação para as zonas rurais e comprometendo o abastecimento na cidade. No ofício enviado à Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), no último dia 31, no qual solicitou apoio para o desbloqueio, o gestor afirmou que a rodovia se encontra interditada por “supostos índios”.  

Segundo Correia, os indígenas, liderados pelo cacique Babau, negam o desabastecimento e afirmam que fecharam apenas o acesso à comunidade tradicional devido à inexistência de protocolo de proteção dos grupos tradicionais contra o Covid-19. Eles afirmam que, antes de colocar barreiras,  entraram em contato com diversos órgãos, entre eles a Governadoria do Estado, para solicitar a realização de um  barreira sanitária em conjunto com a intervenção policial na localidade, a fim de evitar que pessoas que estão se deslocando de municípios como Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Linhares, venham a entrar na comunidade indígena. 

Ao acionar o Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH), os indígenas também relataram que estão sendo monitorados por drones.

Rosivaldo Ferreira da Silva, Cacique Babau Tupinambá, de Olivença (BA). Foto: Rubens Valente /Folhapress

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

cinco × 4 =