Sojeiros brasileiros na Bolívia compõem movimento político que derrubou Evo Morales

Uma das principais frentes defendidas por Evo Morales foi a política de acesso à terra aos camponeses, contrariando latifundiários

De Olho nos Ruralistas

A participação das Forças Armadas no golpe que impôs a renúncia de Evo Morales foi incisiva. A ponto de eclipsar o apoio histórico dos latifundiários ao grupo de opositores do líder boliviano. Entre esses proprietários de terra estão os brasileiros, que começaram a cultivar soja no começo da década de 90 no leste do país — região liderada pelo município de Santa Cruz de La Sierra, berço político do golpista Luis Fernando Camacho. Eles respondem por 35% da produção anual da oleaginosa na Bolívia, de 2,4 milhões de toneladas.

(mais…)

Ler Mais

Invasão na embaixada venezuelana dura 9h; governo brasileiro condena mas não intervém

Sede diplomática do governo de Nicolás Maduro foi invadida às 5h; Bolsonaro diz que tomará “medidas necessárias”

Redação Brasil de Fato*

Continua tenso o clima na embaixada da Venezuela, em Brasília (DF), que foi invadida por volta das 5h da manhã desta quarta-feira (13) por um grupo uniformizado de apoiadores do deputado autoproclamado presidente Juan Guaidó.

(mais…)

Ler Mais

Nota pública da Associação de Juristas pela Democracia contra o golpe e as perseguições na Bolívia

No Sul21

“Os episódios de violência que resultaram até o momento em cerca de 421 pessoas feridas, 222 presas, inclusive membros da Corte Eleitoral da Bolívia, incêndios e invasões a residências e sequestros de funcionários (as) do governo boliviano e de seus familiares, além de pelo menos 03 mortes já confirmadas e, por fim na renúncia do presidente Evo Morales por pressão das forças armadas revelam, sem lugar a dúvidas, a existência de um golpe de estado que traz à cena novamente episódios já tristemente conhecidos da história da América Latina.

(mais…)

Ler Mais

Na Bolívia, o grande mudo falou. Por Manuel Domingos Neto

Consumado o golpe, eis que aparecem as críticas ao presidente Evo Morales: “não devia ter sido candidato”, “devia ter resistido”, “apostou no apaziguamento de forças inconciliáveis”… Apressadamente, sem maiores informações, imputando tibieza ao grande líder boliviano, alguns dizem “não devia ter saído do país!”.

A primeira análise sólida que leio após a tragédia de ontem à noite é a de Atílio Borón, que mostrou como os Estados Unidos procederam neste país e pediu que os latino-americanos aprendam a lição.

(mais…)

Ler Mais

Urgente: Militares ‘sugerem’ a Evo Morales renunciar à presidência e Bolívia caminha para ditadura (+) Golpe derruba Evo Morales

Depois de Evo Morales propor novas eleições para tentar conter um golpe de Estado, o presidente vê as Forças Armadas se voltarem contra ele na Bolívia

Na Fórum

Segundo informações do jornalista Freddy Morales, da rede TeleSUR, as Forças Armadas pediram que o presidente da Bolívia, Evo Morales, renuncie ao cargo na tarde deste domingo (10). Morales foi reeleito ao posto no pleito de 20 de novembro e, desde então, tem visto a oposição mobilizar um golpe contra seu governo.

(mais…)

Ler Mais

Após convocar eleições, Evo diz que tem obrigação de pacificar Bolívia

‘Primeiro, como presidente, eu tenho a obrigação de buscar a paz social na Bolívia. Temos a obrigação de juntos buscar a pacificação’, afirmou

No Opera Mundi

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou neste domingo (10/11) que tem a obrigação de pacificar o país diante de ataques violentos de grupos da oposição que tentar dar um golpe de Estado no país.

(mais…)

Ler Mais

“Homem de confiança de Jair Bolsonaro” é citado em áudio de opositores que tentam golpe contra Evo na Bolívia

Série de áudios de opositores ao governo Evo Morales revela ainda o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, além da articulação com políticos dos EUA e de Israel para “queimar estruturas do partido de governo e atacar também a embaixada de Cuba”

Por Victor Farinelli, na Fórum

A tentativa de realizar um golpe de Estado na Bolívia ficou em evidência com uma série de áudios revelados pelo jornal boliviano El Periódico, onde é possível ver como alguns importantes líderes opositores convocam abertamente a uma “mobilização até a queda do presidente”. Em um dos áudios, um interlocutor revela o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, e fala de um suposto “homem de confiança de Jair Bolsonaro, que assessora um candidato presidencial”.

(mais…)

Ler Mais

91% dos chilenos consideram previdência privada, sonho de Guedes, o pior problema do país

Victor Farinelli, da Fórum

O instituto de pesquisas chileno Termômetro Social publicou neste domingo (3) uma pesquisa de opinião sobre a crise social e política. Uma das perguntas focou os principais problemas sociais existentes no país, que os neoliberais consideravam, até há pouco, a Suíça da América Latina ou o modelo neoliberal que deu certo.

(mais…)

Ler Mais

Ecuador: CONAIE entrega propuesta alternativa al modelo

Servindi

La Confederación de Nacionalidades Indígenas del Ecuador  (CONAIE)  entregó la propuesta alternativa al modelo económico y social elaborada por el Parlamento de los Pueblos, Organizaciones y Colectivos Sociales.

La entrega se efectuó el jueves 31 de octubre y el documento resulta del análisis, debate y demandas consensuadas por más de 180 organizaciones sociales de Ecuador. que trabajaron en cuatro mesas técnicas.

(mais…)

Ler Mais

Chile nas ruas: Milhares cantam música de Víctor Jara, um dos artistas fuzilados pela ditadura Pinochet

Victor Jara, que foi preso, torturado, teve as duas mãos decepadas e foi fuzilado pela ditadura do general Augusto Pinochet, em 1973. Nas ruas de Santiago, milhares entoaram sua música El Derecho de Vivir en Paz

Na Fórum

A revolução popular que tem levado milhões de pessoas às ruas das cidades chilenas vem protagonizando cenas que ficarão marcadas na história. Nesta sexta-feira (25), milhares de pessoas acompanharam centas de violonistas que tocaram a música “El Derecho de Vivir en Paz”, do artista Victor Jara, que foi preso, torturado, teve as duas mãos decepadas e foi fuzilado pela ditadura do general Augusto Pinochet, em 1973.

Leia mais

Ler Mais