MST realiza 1º Encontro de Gênero e Diversidade Sexual na região de Campinas (SP)

“Que nada nos defina, que nos sujeite. Que a liberdade seja nossa própria substância, já que viver é ser livre!”, já escreveu Simone de Beauvoir

Por Coletivo de Comunicação MST/SP
Da Página do MST

Em tempos de termos como “ideologia de gênero” e “cura gay”, urgem ações de reafirmação que coloquem a pauta da diversidade sexual e da igualdade de gênero no centro do debate. Com esse desafio, aconteceu, no último domingo (7), o 1° Encontro de Gênero e Diversidade Sexual da região de Campinas. Participaram da atividade mulheres e sujeitos LGBT oriundos de acampamentos e assentamentos do MST na região. Patricardo, combate ao machismo, LGBTfobia e racismo foram alguns dos temas discutidos.

(mais…)

Ler Mais

Justiça mantém direito de famílias produtoras do café Guaií à terra

Acampamento Quilombo Grande foi formado em 1998. Atualmente 450 famílias são responsáveis pela plantação de 2 milhões de pés de café. TJ-MG derruba liminar que pedia despejo em caráter de urgência

Por Cláudia Motta, da RBA*

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) reconheceu o direito à terra das famílias produtoras do café Guaií. O julgamento, realizado hoje (11), em Belo Horizonte, foi contrário ao pedido de despejo que tinha por objetivo expulsar as 450 famílias produtoras das terras da antiga usina Ariadnópolis, em Campo do Meio, no sul do estado.

(mais…)

Ler Mais

Justiça mineira mantém suspensão do despejo de trabalhadores rurais do acampamento Arco Íris; CDHM atuou no caso

Por Pedro Calvi, CDHM

Nesta quinta-feira (11/7), o juiz de direito da 2ª Vara Cível de Ituiutaba, Minas Gerais, Antonio Félix dos Santos, decidiu durante audiência suspender o despejo de 60 famílias de trabalhadores rurais sem-terra, na região denominada “Jacuba”, no município de Gurinhatã, onde está o acampamento Arco Iris. A decisão é válida até junho de 2020.

(mais…)

Ler Mais

Ocupação camponesa de 19 anos sofre ação de despejo em Miravânia, norte de MG

Na terça, 9 de julho, às 8h, teve início a ação de despejo na Ocupação-comunidade Olaria Barra do Mirador. As 52 famílias vivem no local há 19 anos, ocupando a Fazenda Japoré, no município de Miravânia, extremo Norte de Minas Gerais. A ação foi realizada pelo Comando Geral da Polícia Militar de Minas Gerais com cerca de 100 policiais e 20 viaturas. Relatos descrevem que o despejo foi iniciado como “uma operação de guerra e truculência”.

Da CPT MG

As 52 famílias ocupam lotes de 40 hectares cada, em média, e produzem milho, feijão, mandioca, queijos e doces, além de criarem gado, porcos e galinhas para o próprio sustento, além disso as famílias do Acampamento da fazenda Mata do Japoré são responsáveis por mais de 50% da farinha produzida no município de Miravânia, que possui cerca de 7 mil habitantes.

(mais…)

Ler Mais

MST inaugura espaço cultural em São Luís no MA

Ambiente conta com espaço para debates, Armazém do Campo, livraria e muito mais

Por Reynaldo Costa, na Página do MST

Neste último sábado (6), o MST inaugurou o seu espaço cultural em São Luís no Maranhão. A atividade de abertura contou com a presença de vários militantes sociais e apoiadores da reforma agrária, que durante o dia debateram sobre cultura e resistência, confraternizaram e se divertiram. Ao anoitecer, o espaço recebeu a visita do governador Flávio Dino e teve muita música ao vivo. 

(mais…)

Ler Mais

“A luta pela terra é uma luta coletiva e, diante disso, as conquistas também são”

O cooperativismo como bandeira na luta pela Reforma Agrária Popular

Da Página do MST 

Quando em janeiro de 1984 o MST é fundado, foram estabelecidos alguns objetivos que marcariam a história da luta pela terra no Brasil. Ao conquistador os primeiros assentamentos, o MST viu-se diante do desafio de estabelecer novas relações de produção.

(mais…)

Ler Mais

MPF ajuíza ação civil pública contra Incra e União por condições precárias das estradas do Projeto de Assentamento Paraíso, no Município de Araguaína/TO

Dos 53,9 Km de estradas pré-definidas no georreferenciamento do Projeto, apenas 20,8 Km foram construídos, os quais, no entanto, se encontram sem condições de tráfego por falta de obras de conservação

Procuradoria da República no Tocantins

O MPF ajuizou ação civil pública, com pedido de liminar, na tarde desta terça-feira, 2, contra o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a União Federal. O objetivo da ação é obrigar o Incra e a União a realizarem obras emergenciais de manutenção e conservação nas estradas existentes no Projeto de Assentamento Paraíso (PA Paraíso), localizado no Município de Araguaína/TO, além de obras de construção das estradas previstas e ainda não implementadas.

(mais…)

Ler Mais

PFDC pede esclarecimentos ao Incra sobre problemas na liberação de recursos para assentamentos da reforma agrária

Repasses estariam paralisados desde fevereiro deste ano, apesar da existência de orçamento para a área

Na PFDC

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) deverá informar ao Ministério Público Federal, em um prazo de até dez dias, como está a concessão de créditos para instalação de projetos de assentamento aos beneficiários do Programa Nacional de Reforma Agrária.

(mais…)

Ler Mais