Sem Terra lutam contra a intolerância do agronegócio e da prática de pulverização de venenos

Produção de alimentos, flora, fauna e pessoas do Assentamento Lagoa do Junco e proximidades, em Tapes foram atingidas com deriva de agrotóxicos nos últimos dias

Por Maiara Rauber, na página do MST

“Mais uma vez estamos diante da ação criminosa do agronegócio, que insiste no uso de veneno em condições que desrespeitam os condicionantes ambientais,  expõe a riscos as populações e comprometem a produção agroecológica desenvolvida por famílias que se dedicam a produção de alimentos livres de agrotóxicos e insumos químicos” expõe Álvaro Delatorre, do setor de produção e certificação orgânica do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra no RS. (mais…)

Ler Mais

Frei Sérgio Görgen é ameaçado de morte por vereador de Salto do Jacuí, no RS

Vereador se colocou à disposição para “fazer a cabeça” do religioso com “carga de baletão” durante Sessão da Câmara

Brasil de Fato

O religioso Frei Sérgio Antônio Görgen ofm, que atua como dirigente do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e Via Campesina Brasil foi ameaçado de morte pelo vereador José Sérgio de Carvalho (Progressistas) durante Sessão da Câmara no município de Salto do Jacuí (RS), na última segunda-feira (7). (mais…)

Ler Mais

Justiça absolve homem acusado de matar um dos envolvidos na morte de Dorothy Stang no Pará

O técnico agrícola Geraldo Magela de Almeida Filho era acusado de participar da morte de Alberto Xavier Leal, um dos envolvidos na morte da missionária norte-americana Dorothy Stang em 2005.

em G1 Pará / CPT

A 4ª Vara do Tribunal do Júri de Belém absolveu nesta segunda-feira (7) o técnico agrícola Geraldo Magela de Almeida Filho. Ele era acusado de participar da morte de Alberto Xavier Leal, um dos envolvidos na morte da missionária norte-americana Dorothy Stang, segundo a Polícia Civil.

(mais…)

Ler Mais

Titulação Fake: 9 em cada 10 títulos de terra entregues por Bolsonaro são provisórios

Atual governo sucateou as políticas de Reforma Agrária no Brasil e faz propaganda enganosa sobre titulação, menos de 12% desses títulos de terra são definitivos

Por Lays Furtado, na Página do MST

Desde que assumiu o governo, Jair Bolsonaro (PL) incrementou verbas para fazendeiros e ruralistas do agronegócio, enquanto reduziu a quase zero o orçamento previsto para a implementação dos Programas do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). (mais…)

Ler Mais

Por meio de Editais, INCRA ameaça tomar terras de famílias pré-assentadas em Goiás

Processos seletivos preveem novas inscrições em parcelas onde famílias já vivem há anos

Via CPT-Goiás

Editais abertos pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em Goiás não respeitam os direitos de famílias já pré-assentadas pelo próprio governo. Em pleno processo eleitoral, foram publicados no estado três editais de seleção de novas pessoas para assentamento em áreas onde, com anuência do INCRA, dezenas de famílias já vivem e produzem há anos. Há temores de que este processo de seleção se transforme em ação eleitoreira, com possível favorecimento de apoiadores do atual governo federal. (mais…)

Ler Mais

Bolsonaro, o MST acabou ou não?

Artigo traz reflexão sobre o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra na atual conjuntura

Por João Paulo Rodrigues e Kelli Mafort, na Página do MST*

O presidente Jair Bolsonaro (PL) se regozija quando estufa o peito e anuncia que, com suas políticas de repressão e liberação das armas, acabou com o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra). Com a sua mentalidade autoritária e falas mentirosas, considera um feito acabar com uma luta histórica dos trabalhadores rurais Sem Terra.

Agora, no processo eleitoral, Bolsonaro e os candidatos da extrema-direita retomam os ataques ao MST, recorrendo insistentemente ao uso de mentiras. (mais…)

Ler Mais

CPT divulgará dados parciais de conflitos no campo em 2022 na próxima segunda-feira (24)

Na CPT

No dia 24 de outubro, próxima segunda-feira, a partir das 10 horas (hora de Brasília), a Comissão Pastoral da Terra (CPT) divulgará os dados parciais de conflitos no campo no Brasil em 2022. De acordo com os dados, aumentaram as ocorrências de conflitos por terra, resgatados do trabalho escravo e assassinatos em 2022. A Amazônia Legal responde por mais da metade do total de conflitos no campo registrados no período. (mais…)

Ler Mais