MST conquista área em Crateús (CE)

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) conquistou mais uma área para criação de assentamento em Crateús, no Sertão do Ceará.

Por Pedro Neto, da Página do MST

As Famílias Sem Terra das comunidades de Cabaças e Besouro realizaram no mês de abril de 2014, a ocupação de terra nas proximidades do Lago de Fronteiras, com o objetivo de conseguirem uma área para trabalhar, no primeiro momento a negociação foi realizada junto ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), já que as famílias são atingidas pelo o Lago de Fronteiras. O DNOCS, porém, não resolveu os problemas das famílias, alegando não haver amparo jurídico para adquirir áreas para assentamentos na região.

(mais…)

Ler Mais

Liminar da justiça garante manutenção de posse para famílias da comunidade de Batateiras, em Maraial (PE)

Desde junho, os(as) agricultores(as) denunciam à CPT, à FETAPE e aos órgãos do governo estadual o processo de tentativa de tomadas de terras, a invasão de suas posses pelo empresário Walmer Almeida da Silva e as ameaças das quais se tornaram vítimas.

Por CPT NE II

Após meses de violência em um dos conflitos fundiários mais graves de Pernambuco, a Justiça determinou, em decisão liminar concedida nessa última terça-feira (5), a manutenção da posse de famílias camponesas posseiras que vivem na comunidade do Engenho Batateiras, em Maraial, Zona da Mata Sul. A juíza que deferiu a liminar, Carolina de Almeida Pontes de Miranda, ainda proibiu o empresário Walmer Almeida da Silva, representante da empresa IC Consultoria em Empreendimentos Imobiliários, de entrar nas posses dos/as agricultores/as e provocar ações de turbação, sob pena de multa de até R$ 30 mil.  

(mais…)

Ler Mais

Arrendatário ameaça de morte advogado do MST em Santa Catarina

Caso aconteceu sobre nova área conquistada no estado

Da Página do MST

Por volta de meio dia desta quarta (6), o advogado Marcos Vinícius Santin, acompanhado com uma representação das famílias assentadas, foi realizar uma notificação extra judicial ao arrendatário Luiz Zulmir Pereira para que o mesmo deixe a área que foi destinada para a criação do assentamento agroecológico Filhos do Contestado, em São Cristóvão Sul. O mesmo estava armado, não aceitou a notificação e ameaçou de morte o advogado e as famílias.

(mais…)

Ler Mais

Reforma agrária no STF. Por Julio José Araujo Junior

Brasil de Fato

Na coluna de 04 de novembro do ano passado abordei o cenário de omissão sistemática na implementação da política de reforma agrária no país. Desde o início do governo Bolsonaro, o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra) paralisou, ao arrepio da Constituição e da legislação infraconstitucional, os processos de desapropriação de imóveis para fins de reforma agrária e indica um orçamento ínfimo a diversas funções relevantes da autarquia.

(mais…)

Ler Mais

Em Maceió, organizações sociais cobram plano de enfrentamento aos efeitos da pandemia

Protesto exige celeridade na construção do Plano para o Enfrentamento dos Efeitos Econômicos e Sociais da pandemia do Covid-19 entre os mais pobres

Por Gustavo Marinho, da Página do MST

Reunindo uma série de organizações, entidades e movimentos populares, esta quarta-feira (06) é marcada por protestos na porta da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Campus A.C. Simões, em Maceió.

(mais…)

Ler Mais

Liminar da justiça garante manutenção de posse para famílias da comunidade de Batateiras, Maraial (PE)

Na CPT NE2

Após meses de violência em um dos conflitos fundiários mais graves de Pernambuco, a Justiça determinou, em decisão liminar concedida nessa terça-feira (5), a manutenção da posse de famílias camponesas posseiras que vivem na comunidade do Engenho Batateiras, em Maraial, Zona da Mata Sul. A juíza que deferiu a liminar, Carolina de Almeida Pontes de Miranda, ainda proibiu o empresário Walmer Almeida da Silva, representante da empresa IC Consultoria em Empreendimentos Imobiliários, de entrar nas posses dos/as agricultores/as e provocar ações de turbação, sob pena de multa de até R$ 30 mil.  

(mais…)

Ler Mais

Retrospectiva: coronéis no campo e na política. Por Gilvander Moreira

No final do ano de 2020, em contexto de terra arrasada pela superexploração do sistema capitalista – máquina de moer vidas -, com nosso país desgovernado pelo antro de fascistas elevados ao poder por fake news, antipetismo, aversão a partidos políticos e pela ingerência funesta de (neo)pentecostais da igreja católica e de muitas outras igrejas na política brasileira, com ideologia da prosperidade, redução da dimensão religiosa a autoajuda e difusão de preconceitos, discriminações, fundamentalismos e moralismos que se tornam pessoas religiosas cúmplices de um governo genocida e de uma espiral de violência social estimulada por homofobia, racismo estrutural e antifeminismo, faz bem fazermos um pouco de retrospectiva sobre a luta pela terra em Salto da Divisa, no Baixo Jequitinhonha, MG, sabedor de que sem a partilha e a democratização do acesso à terra no Brasil, não conquistaremos a superação das gravíssimas injustiças e desigualdades que continuam se reproduzindo cotidianamente no país.

(mais…)

Ler Mais

Feira do MST entrega quase mil Cestas da Reforma Agrária no Rio de Janeiro

Em formato adaptado por conta da pandemia, Feira Estadual Cícero Guedes entregou 10 toneladas de alimentos em ações de solidariedade por todo o estado do Rio de Janeiro

Por Coletivo de Comunicação MST-RJ
Da Página do MST

A 12ª edição da Feira Estadual da Reforma Agrária Cícero Guedes realizou um importante trabalho no Rio de Janeiro neste final de ano. Em meio à pandemia, enquanto a capital carioca amarga uma das maiores taxas de mortalidade por Covid-19 do país, a Feira organizada pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) destinou mais de três toneladas de alimentos para comunidades, ocupações urbanas e aldeias indígenas no estado.

(mais…)

Ler Mais

Nota Pública da CPT: Escolta armada tenta efetuar despejo de famílias que vivem há quase 30 anos em área no Araguaia (MT)

Na CPT

O FDHT e a CPT no Mato Grosso denunciam ação de escolta armada para despejar mais de 60 famílias que vivem na Comunidade Porta da Amazônia há mais de 30 anos, a 50 quilômetros de Confresa, nordeste do Mato Grosso, na região do Araguaia. As famílias bloquearam a BR-158 com o objetivo de chamar a atenção da sociedade e das autoridades competentes do Estado de Mato Grosso, para que olhem para a causa destas famílias, garantindo-lhes o direito de posse das terras onde vivem há décadas. Confira o documento:

(mais…)

Ler Mais