Ministério dos Povos Indígenas ‘não consegue resolver’ crise Yanomami, diz Kopenawa em Cannes

O xamã Yanomami Davi Kopenawa e o antropólogo francês Bruce Albert estão em Cannes para participar da apresentação do documentário “A Queda no Céu”. O filme integra a prestigiosa mostra paralela Quinzena de Cineastas. O longa, dirigido por Ery Rocha e Gabriela Carneiro da Cunha, sobre a cosmologia Yanomami, é baseado no livro que leva o mesmo nome, escrito por Kopenawa e o antropólogo francês. 

Por Adriana Brandão, em RFI

“A Queda do Céu” foi publicado inicialmente em francês em 2010. A tradução para o português é de 2013. O filme levou sete anos para ficar pronto e foi rodado na Amazônia, no território e na língua Yanomami. Davi Kopenawa, um dos principais porta-vozes dos povos indígenas brasileiros na atualidade, é o narrador, o guia do documentário. O longa é centrado na festa Reahu, o ritual funerário dos Yanomami.   (mais…)

Ler Mais

Oliver Stone fala à Jacobin sobre política e sua carreira

Conversamos com o lendário diretor Oliver Stone sobre sua carreira, Fidel Castro, Edward Snowden, filmes sobre a Guerra do Vietnã, e por que ele toma o lado dos oprimidos em seu trabalho

Poucos cineastas estadunidenses têm uma carreira tão bem-sucedidas e selvagem como a do triplo vencedor do Oscar Oliver Stone. E pouquíssimos fazem cinema nos seus próprios termos, como fez Stone — forjando um cinema assumidamente de esquerda no coração da Hollywood de Reagan e Bush. (mais…)

Ler Mais

Mostra gratuita ‘Documentário e Militância na Ditadura Militar’ estreia em Porto Alegre (RS)

Com curadoria de Duda Ribeiro, exibições acontecem de 25 a 28 de março no cinema da UFRGS

Brasil de Fato

A Sala Redenção, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), recebe a mostra Documentário e Militância na Ditadura Militar entre os dias 25 a 28 de março. Com curadoria de Duda Ribeiro, a programação apresenta 11 documentários sobre diferentes movimentos sociais produzidos na época da ditadura. (mais…)

Ler Mais

“Servidão”, documentário sobre trabalho escravo contemporâneo no Brasil, estreia nos cinemas em janeiro

Dirigido por Renato Barbieri, com narração de Negra Li, filme é um contundente registro de uma das maiores mazelas do país

Por Agência Lema / CPT

A O2 Play, distribuidora da O2 Filmes, anuncia a data de estreia do filme documentário Servidão, dirigido por Renato Barbieri (Atlântico Negro – Na Rota dos Orixás, Pureza). O longa documental sobre o trabalho escravo contemporâneo, com foco na Amazônia brasileira, chega com exclusividade nos cinemas brasileiros em 25 de janeiro. (mais…)

Ler Mais

O cinema-sentipensamento das mulheres indígenas

Recém-lançada, a Rede Katahirine – ‘constelação’ de realizadoras – articulará espaços políticos. “O cinema indígena é uma armadilha de caçar: no caso, nós somos a caça”, explica coordenadora, mostrando como telas se tornam campos de luta

por Sophia Pinheiro, em Outras Palavras

Ver não apenas com os olhos, mas com todo o corpo e sentimento, ver com os olhos dos pássaros, da capivara, da onça, ver como veem fungos, plantas, divindades; fazer as imagens de outro modo, em colaboração com as pessoas e outros agentes do mundo visível e invisível, encantando as imagens e o pensamento, criando teias de afeto e sonhos.” Assim Sophia Pinheiro descreve o modo como essas mulheres dão luz aos seus olhares em um cinema que certamente terá agora um espaço próprio para se pensar e conquistar espaço político e cultural na sociedade brasileira. (mais…)

Ler Mais

Katahirine: mulheres indígenas de olho na câmera

O país que desconhece seus mais de 300 povos indígenas e 270 línguas pode agora encantar-se com o tesouro cultural que é a produção audiovisual das mulheres originárias. Plataforma foi lançada neste sábado

por Inês Castilho, em Outras Palavras

Existe um cinema realizado por mulheres indígenas no Brasil, e sua força foi apresentada ao país. Foi lançada, neste Abril Indígena, a Katahirine – Rede Audiovisual das Mulheres Indígenas, que reúne 71 mulheres indígenas, de 32 etnias, dedicadas à produção audiovisual. O projeto, inédito, é uma plataforma que exibe seus conteúdos, relata suas trajetórias e promove o fortalecimento de ações coletivas das mulheres indígenas no campo da imagem. (mais…)

Ler Mais