A quem interessa a narrativa dos ‘hackers criminosos’ na #VazaJato? Por Leandro Demori, Glenn Greenwald

No The Intercept Brasil

No último domingo [9], o Brasil foi surpreendido por três reportagens explosivas publicadas pelo TIB. Nelas, nós mostramos as entranhas da Lava Jato e mergulhamos fundo em poderes quase nunca cobertos pela imprensa. Quase todos os jornalistas que eu conheço preferem se manter afastados disso: apontar o dedo para procuradores e juízes é, antes de tudo, perigoso em muitos níveis – eles têm razão.

As primeiras reações dos envolvidos no escândalo foram essas: O MPF preferiu focar em hackers, e não negou a autenticidade das mensagens. Sergio Moro disse que não viu nada de mais, ou seja: não negou a autenticidade das mensagens.

(mais…)

Ler Mais

“O ódio”: o documentário imperdível de Andrés Sal.lari que mostra como parte do Brasil aprendeu a se orgulhar do fascismo

Tania Pacheco

Difícil escrever qualquer coisa ao terminar de ver o documentário de Andrés Sal.lari. Dói a alma, dói o corpo, os neurônios. Verdade que há também esperança e promessas de luta e resistência por parte de muitos jovens, na maioria negros. Com eles, há também o grito de Erundina, do alto de seus 85 anos, defendendo que valeu a pena.

Vale a pena. Valerá sempre. Mas como é doloroso acompanhar essa síntese dura dos nossos últimos anos…

(mais…)

Ler Mais

Anule-se tudo que aconteceu a partir da criação da Lava Jato

As revelações do Intercept confirmam a nossa cobertura da farsa trágica dos últimos cinco anos: Lula era o alvo

por Mino Carta, em CartaCapital

Depois das revelações do Intercept, a conclusão haveria de ser anular tudo que aconteceu a partir da criação da Lava Jato. O projeto golpista visava, com a bênção agradecida do Departamento de Estado, alijar Lula da eleição de 2018, graças a uma tramoia pretensamente jurídica sem paralelos para condená-lo e prendê-lo sem provas. Moro e Dallagnol, lacaios de Washington, cumpriram a tarefa a contento e Jair Bolsonaro elegeu-se com folga maior do que aquela conseguida por Dilma Rousseff em 2014. Assim se deu, o entrecho é claro, o resultado de um golpe inédito perpetrado pelos próprios poderes da República, a começar pelo Judiciário, que permitiu o impeachment e as falcatruas do torquemadazinho de Curitiba. Os guardiões da lei preferiram rasgar a Constituição. Não faltou o aval militar, assegurado pelo general Villas Bôas, então comandante do Exército, ao pressionar o STF a manter a prisão de Lula sem alterar a decisão tomada à última hora pelos supremos togados por ser bastante, na visão a favor da fraude, a condenação em segunda instância.

(mais…)

Ler Mais

Lilia Schwarcz: “O Judiciário foi usado como vingança e impediu que a democracia siga seu curso”

Antropóloga, autora do livro ‘Sobre o autoritarismo brasileiro’, diz que o vazamento das mensagens de The Intercept Brasil mostra o Judiciário atuando em causas próprias.

por Joana Oliveira, em El País

O brasileiro é, antes de tudo, um autoritário. Depois de séculos escondendo-se por trás da ideia de povo aberto, diverso, tolerante, pacífico e acolhedor —o conceito de “homem cordial”, cunhado pelo historiador Sérgio Buarque de Holanda em 1936, em Raízes do Brasil —, ele tirou a máscara da cordialidade e revelou-se abertamente intolerante. Essa é a tese do recém-lançado Sobre o Autoritarismo Brasileiro (Companhia das Letras), livro da historiadora e antropóloga Lilia Schwarcz. Em um exercício de ir ao passado para pensar o presente, a autora destrincha as feições do autoritarismo à brasileira, que nasce na escravidão e nas mazelas do racismo e passa pelo patrimonialismo, violência, corrupção e pela desigualdade de gênero, resultando na polarização atual.

(mais…)

Ler Mais

Moro sugere encaminhamento de operação contra Intercept

A ideia de que o crime está em andamento confere a Moro uma carta na manga: pode recorrer ao “estado de flagrante delito” para, mais cedo ou mais tarde, deflagrar ações que atinjam o site

Por Jornal GGN

Em entrevista publicada pelo Estadão na última sexta-feira (14), Sergio Moro fez uma declaração que demonstra que o jornalismo do Intercept Brasil pode estar na mira da Polícia Federal.

(mais…)

Ler Mais

Coletivo Advogad@s Pela Democracia pede ao STJ a prisão preventiva de Moro, Deltan, Lima, Tessler e Gerum; veja a notícia-crime

Por Conceição Lemes, no ViOMundo

O Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia (CAAD) acaba de protocolar no Superior Tribunal de Justiça (STJ) uma notícia-crime contra o ex-juiz Sérgio Moro e os procuradores federais Deltan Dallagnol, Laura Gonçalves Tessler,  Carlos Fernando dos Santos Lima (aposentado) e Maurício Gotardo Gerum ( junto ao TRF da 4ª Região).

Segundo a notícia-crime,

(mais…)

Ler Mais

#VazaJato nos jornais: dia 6

Por Eduardo Barbabela, Juliana Gagliardi e João Feres Junior, no Manchetômetro

Jornal Nacional

Na edição de ontem (15/6), o Jornal Nacional abordou a divulgação, pelo Intercept, de novas mensagens atribuídas a Sergio Moro e a procuradores da Operação Lava Jato.  Na matéria, com duração de 8m11s, o telejornal reproduz mensagens do diálogo, com foco em Moro, citando, inclusive, trechos em que a Globo e o Jornal Nacional foram mencionados. Segundo o âncora, o Intercept, embora tenha destacado “o nome do JN três vezes, não destacou o fato de que” o veículo, na ocasião, “não deu uma linha sequer da nota dos procuradores, embora fosse absolutamente legítimo publicá-la” e “limitou-se a divulgar trechos do depoimento do ex-presidente lula sem comentá-los”.

(mais…)

Ler Mais

Sociedade sem Lei (1). Por Leonardo Isaac Yarochewsky

No Empório do Direito

“Enquanto os homens exercem
Seus podres poderes
Morrer e matar de fome
De raiva e de sede
São tantas vezes
Gestos naturais”

(Caetano Veloso)

As revelações em conta-gotas – em doses maiores causaria mal à saúde – trazidas pela reportagem do site The Intercept: “chats privados revelam colaboração proibida de Sergio Moro com Deltan Dallagnol na Lava Jato”, está agitando a comunidade jurídica e estarrecendo a sociedade.

(mais…)

Ler Mais