Pobres pagam mais pela água do que ricos, afirma ONU

Em todo o mundo, pessoas pobres ou que sofrem discriminação social têm maior probabilidade de ter acesso limitado a água potável e saneamento adequado, afirma relatório da Unesco.

Na Deutsche Welle

A ONU divulgou nesta terça-feira (19/03) seu relatório mundial sobre o desenvolvimento dos recursos hídricos, que destacou que mais de 2 bilhões de pessoas não têm acesso a uma fonte adequada de água potável e que um número ainda maior, 4,3 bilhões, não têm saneamento básico.

(mais…)

Ler Mais

Cortes em programas sociais devolvem mulheres à miséria e à violência doméstica, dizem especialistas

Autonomia que mulheres alcançaram com Bolsa Família está ameaçada, segundo pesquisadora:“é um verdadeiro genocídio”

Por Cristina Alves, Regina Eleutério, Agência Pública

A crise econômica e a ausência de políticas públicas eficientes de proteção social impactam principalmente as mulheres, responsáveis, na maioria das vezes, pelo cuidado com a família. Quando, em nome da austeridade fiscal, programas sociais sofrem cortes ou são suspensos, a crise assume uma face ainda mais cruel para as mulheres que necessitam desse apoio: as mais pobres. São elas que lutam para evitar que a fome se instale dentro de casa ou, pelo menos, tentam amenizá-la.

(mais…)

Ler Mais

Na Baixada Fluminense, um município no caos

O prefeito e o presidente da Câmara Municipal de Japeri estão presos, acusados de ligação com o tráfico. A taxa de homicídio é três vezes maior do que a média estadual no município, que também abriga um campo de golfe

Por Elvira Lobato, Agência Pública

O prefeito de Japeri, eleito para o terceiro mandato, Carlos Moraes; o presidente da Câmara Municipal, Wesley George de Oliveira; e o vereador Cláudio José da Silva, o Cacau – todos do PP (Partido Progressista) – estão presos desde julho de 2018. Os três foram denunciados pelo Ministério Público Estadual por crime de associação ao tráfico de drogas. A situação de caos no município, que tem o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região metropolitana do Rio de Janeiro, se agravou desde então.

(mais…)

Ler Mais

A fome volta ao sertão da Paraíba

Ex-cartão-postal do Bolsa Família, cidade de Pombal lida com a redução dos programas sociais e com a miséria que retorna aos lares; ali, o futuro ficou no passado

Por Hevilla Wanderley, Agência Pública

Quando a parte de asfalto acaba, é preciso seguir mais cem metros em uma rua esburacada para chegar à casa simples do pescador Francielio Monteiro, o Hélio de Socorro, de 43 anos, no bairro Janduhy Carneiro, mais conhecido como “bairro das Populares”, na cidade de Pombal, sertão da Paraíba. Uma casa de cinco cômodos, poucos móveis e com a pintura já desgastada abriga o pai e dois dos seus quatro filhos. Do lado esquerdo da porta de entrada, uma imagem de gesso de Jesus crucificado. Em pé, ao lado da imagem, Hélio conta que acaba de chegar do posto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) da cidade vizinha, onde recebeu a notícia de que a sua aposentadoria foi cancelada. Este era o segundo corte em dois meses. Ele já tinha perdido o benefício do Bolsa Família dos filhos, ficando basicamente sem renda. Com a pesca, só consegue arrecadar de R$ 10 a R$ 30 por semana.

(mais…)

Ler Mais

“A extrema pobreza voltou aos níveis de 12 anos atrás”, diz pesquisador da ActionAid e Ibase

IHU On-Line

Ao deixar em 2014 a relação de países que têm mais de 5% da população ingerindo menos calorias do que o recomendável, o Brasil atingiu um feito inédito: saiu do Mapa da Fome da ONU. Mas, após três anos do feito, um relatório de 20 entidades da sociedade civil, publicado em julho do ano passado, alertava sobre os riscos de o país retornar ao mapa indesejado. (mais…)

Ler Mais

“O futuro não ia ser assim”: Pobreza extrema volta a crescer no Brasil

Mais de um milhão e meio de brasileiros despencam para nível social mais baixo em 2017, o segundo ano consecutivo que o número de pobres aumenta

por Tom C. Avendaño, em El País

Em 14 de maio de 2017, Maria Silva Nunes, sexagenária, negra e com uma expressão de cansaço permanente no rosto, passou da classe social mais baixa do Brasil para a pobreza extrema. Era o Dia das Mães e sua família, com a qual levava uma vida precária em Heliópolis, a favela mais populosa de São Paulo, ia se reunir para comemorar. Ali estavam suas três filhas: a doente que ainda mora com ela, a que teve o primeiro de três filhos aos 16 anos e até a que está na prisão, beneficiada pelo indulto do Dia das Mães. O dia começou bem e terminou no extremo oposto. “Fabiana, a do meio, parecia que estava dormindo na cadeira, cansada de tanta criança e tanta festa, mas não estava dormindo, estava morta”, lembra Maria Silva, retorcendo os punhos encostados na mesa do refeitório de uma escola. Não revela a causa da morte: aperta os lábios como se reprimisse um gesto, aguardando a próxima pergunta. “Ela estava morta, o queixo estava no peito. Morta.” (mais…)

Ler Mais

México: En contraste con discurso oficial, minería no es detonante del desarrollo

Mayoría de la población en regiones mineras aún vive en condiciones de pobreza demuestra análisis realizado por la institución Fundar, de México, en 22 municipios productores de oro y plata

Por Raquel Ollaquindia, en La Jornada Zacatecas / Servindi

Los resultados que se obtienen al contrastar los niveles de pobreza de los municipios donde hay explotaciones mineras de oro y plata con las cifras de producción y ganancias de estas compañías desmontan el discurso oficial que defiende a la industria extractiva al calificarla como detonadora de desarrollo.

(mais…)

Ler Mais

Mais de 40% dos brasileiros até 14 anos vivem em situação de pobreza

O número representa 17,3 milhões de jovens, aponta estudo da Abrinq

Por Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil

Mais de 40% de crianças e adolescentes de até 14 anos vivem em situação domiciliar de pobreza no Brasil, o que representa 17,3 milhões de jovens. Em relação àqueles em extrema pobreza, o número chega a 5,8 milhões de jovens, ou seja, 13,5%. O que caracteriza a população como pobres e extremamente pobres é rendimento mensal domiciliar per capita de até meio e até um quarto de salário mínimo, respectivamente. (mais…)

Ler Mais

Desigualdade e extrema pobreza avançam a passos firmes no Brasil em golpe

Juliane Furno, Brasil de Fato

Levantamento da empresa LCA Consultores – com base nos dados recentes do IBGE – indicam que aumentou em mais de 1 milhão o número de  pessoas vivendo na extrema pobreza no Brasil. Esses dados, divulgados nesta quarta (11), apenas comprovam a imagem que qualquer um de nós – andarilhos das nossas cidades – já constatamos na prática.  (mais…)

Ler Mais

Yunus: Como criar um mundo sem pobreza, desemprego e emissões de carbono

por Alex Besser e Eli Nemzer, em RioOnWatch

Em seu novo livro, A World of Three Zeros: The New Economics of Zero Poverty, Zero Unemployment and Zero Net Carbon Emissions (Um Mundo de Três Zeros: A Nova Economia da Pobreza Zero, Desemprego Zero e Emissão de Carbono Zero), o autor, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz, Muhammad Yunus, propõe o empreendimento social como forma de redefinir as diversas faces do mundo moderno. Como criador do Banco Grameen e pioneiro do conceito de microcrédito, Yunus ajudou pessoas de baixa renda em todo mundo a se fortalecerem por meio do empreendedorismo local. (mais…)

Ler Mais