Mulheres negras são maioria entre evangélicos, aponta Datafolha

Catolicismo ainda é predominante no país e vem seguido dos fiéis evangélicos, cuja influência das mulheres é crescente.

por CartaCapital / IHU On-Line

O rosto predominante das igrejas evangélicas é o de uma mulher negra. É o que aponta a pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira 13, que avaliou o perfil religioso de brasileiros de todas as regiões. O catolicismo ainda figura no topo da lista de crenças, mas vem observando uma diminuição no número de fiéis ao longo do tempo.

(mais…)

Ler Mais

“Governador, o centro de umbanda já foi pro chão”; a violência contra povos e comunidades tradicionais de matriz africana

Pedro Calvi / CDHM

O Brasil é um país laico desde a Constituição de 1891. Naquele ano deixou de ter uma religião oficial do estado. Porém, a intolerância religiosa no Brasil aumenta a cada ano, principalmente contra as chamadas religiões de matriz africana como mostram dados disponíveis sobre o assunto. São centenas de casos, inclusive homicídios, em quase todos os estados no Brasil. Somente neste ano, mais de 200 terreiros de matriz africana foram depredados e seus frequentadores ameaçados no estado do Rio de Janeiro.

(mais…)

Ler Mais

Presidente da CDHM se solidariza a fiéis da Igreja Sara Nossa Terra e pede providências

Notícias informam que templo religioso da Igreja Sara Nossa Terra foi vandalizado na cidade satélite de Santa Maria neste último final de semana. Leia a nota.

Na CDHM

“A Constituição Federal tem cristalizada em seu art. 5º, inciso VI, a determinação da inviolabilidade da liberdade de crença e do exercício de culto religioso, bem como da proteção dos locais de culto e suas liturgias. O Estado falha em seu dever de proteção a esta liberdade sempre que um templo religioso é vandalizado.

(mais…)

Ler Mais

CDHM faz audiência pública sobre perseguições e violência contra povos e comunidades tradicionais de matriz africana

Pedro Calvi, CDHM

A intolerância religiosa no Brasil aumenta a cada ano, principalmente contra as chamadas religiões de matriz africana como comprovam alguns dados disponíveis sobre o assunto. São centenas de casos, inclusive homicídios, em quase todos os estados no Brasil. Levantamento feito Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), que recebe denúncias por meio do Disque 100, mostra que o número de denúncias de discriminação religiosa contra terreiros e adeptos de religiões de matriz africana como umbanda e candomblé aumentou 5,5% em 2018 em relação a 2017 no Brasil. Foram 152 casos em 2018, contra 144 em 2017. Os estados campeões são Rio Grande do Norte, São Paulo e Rio de Janeiro. As religiões de matriz africana com maior número de adeptos no Brasil são a umbanda e o candomblé.

(mais…)

Ler Mais

MPF recomenda implementação de projeto sobre direitos humanos e liberdade religiosa na rede escolar

Objetivo é assegurar o respeito à liberdade religiosa, a valorização das comunidades religiosas de matriz africana na Baixada Fluminense e o combate à intolerância religiosa

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

O Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendação à Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos e à Secretario Estadual de Educação do Rio de Janeiro para que implemente, em até 90 dias, o projeto “Educação mais humana” na rede escolar fluminense. O projeto já foi elaborado, com materiais já preparados, e foi objeto do Termo de Cooperação 03/2018, firmado entre as duas secretarias, porém até agora não foi implementado.

(mais…)

Ler Mais

Lideranças religiosas denunciam intolerância em audiência pública no RN

Depoimentos apontaram violências, depredação de templos, perseguição em escolas e abuso do poder por agentes do estado

Kennet Anderson, Brasil de Fato

Juremeiros, candomblecistas e umbandistas do Rio Grande do Norte, ao participarem de uma audiência pública promovida pela Frente Mista Parlamentar em Defesa dos Povos e Comunidades Tradicionais do RN, na última sexta-feira (25), relataram uma série de violências e intolerâncias por pessoas de outras religiões e por órgãos do Estado. O espaço, que ocorreu na Assembleia Legislativa, em Natal, foi a primeira reunião da Frente que busca acompanhar e debater as necessidades dos povos e comunidades tradicionais.

(mais…)

Ler Mais

MP-BA investiga discriminação religiosa de organização de livraria flutuante e determina retirada da mensagem

Organização internacional cristã publicou nas redes sociais pedindo orações ao anunciar uma viagem para Salvador e disse que a cidade é conhecida por ‘crenças em demônios’.

Por G1 BA

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), por meio da promotora Lívia Vaz, anunciou nesta sexta-feira (25) que vai investigar a discriminação religiosa por parte da organização internacional cristã Good Books for All Ships (GBA Ships), responsável pelo navio Logos Hope, considerado a maior livraria flutuante do mundo.

(mais…)

Ler Mais

Em audiência pública, PFDC destaca o direito à liberdade religiosa no âmbito do trabalho

Diálogo teve como objetivo debater o PL nº 3.346/2019. Para procuradora federal dos Direitos do Cidadão, projeto reforça mecanismos legais para coibir discriminação ou privação de direitos por motivo de crença religiosa

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC)

A garantia do direito à liberdade religiosa no âmbito das relações de trabalho foi tema de audiência pública realizada nesta terça-feira (1º) pela Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público, da Câmara dos Deputados – atividade que contou com a participação da procuradora federal do Direitos do Cidadão, Deborah Duprat.

(mais…)

Ler Mais

Encontro Inter-religioso com o Cônsul estadunidense em terreiro da Baixada Fluminense

Um café da manhã reuniu na sexta – dia 27 de setembro, o Cônsul Geral Scott Hamilton, Babalawô Ivanir dos Santos, Pastora Lusmarina Campos Garcia, o Procurador da Republica José Júlio Júnior e outras lideranças religiosas, em um terreiro, em Duque de Caxias, para encontro Inter-Religioso, em mais um ato em prol das liberdades, contra o racismo e a intolerância religiosa.

(mais…)

Ler Mais

PFDC solicita ao governo informações sobre medidas de combate à crescente intolerância religiosa no Brasil

Levantamento realizado pela Procuradoria dos Direitos do Cidadão aponta que ameaças,invasões e queima de terreiros têm sido crimes praticados contra religiões de matriz afro

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) solicitou à Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) – vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – informações acerca das medidas que vêm sendo adotadas pelo governo federal para o enfrentamento à intolerância religiosa em todo o país.

(mais…)

Ler Mais