Comunidade Quilombola Marobá dos Teixeira faz Retomada do Território Tradicional em Almenara, MG

Nesta manhã (22/03), a Comunidade Marobá dos Teixeira fez uma ação de Retomada de uma parte do Território Tradicional. Fizeram ocupação da Sede da Fazenda Marobá de Matrícula 1569. Esta fazenda é parte do Território da Comunidade.

A Comunidade tem posse da Fazenda Marobá via liminar cedida pela Segunda Vara Federal de Governador Valadares datada do dia 01/12/2010. Na decisão do Juiz Federal Hermes Gomes Filho, ele reconhece que a posse da Comunidade é anterior ao documento apresentado pelos fazendeiros. Neste sentido, o juiz relata que a posse da comunidade foi violentada pelos fazendeiros, assim a comunidade deve ser reintegrada na posse total do imóvel fazenda Marobá. Mas foi reintegrada parcialmente pelo oficial de Justiça.

A comunidade já fez várias reivindicações, mas não houve a reintegração. O Ministério Público Federal de Teófilo Otoni fez manifestações junto à Justiça Federal, pedindo novo mandato para cumprir a reintegração total do imóvel, mas não aconteceu. Sendo que a última manifestação foi datada de 18/09/2015. A Polícia Militar esteve no local, mas o que se diz dono, fez graves ameças, dizendo que se os quilombolas não deixar ele entrar/voltar ele irá levar os “homens” dele, ou seja, levará pistoleiros para atacar os quilombolas.

Pedimos que divulguem, pois a situação é de tensão e tende a ficar pior.

CPT MG.

Almenara, 22/03/2016.

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Ruben Siqueira.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.