Com cartão, sem cartão: as fragmentações como estratégia de controle do território pela Samarco (Vale-BHP)

O crime da Samarco (Vale-BHP Billiton), a fragmentação geográfica e as fronteiras socioespaciais.

Paula Guimarães* – InDebate

Escamoteado pelo golpe de Estado que segue em curso no país, o crime da Samarco e suas controladoras Vale e BHP Billiton, na bacia do Rio Doce, ficou sedimentado no fundo da gaveta das preocupações nacionais e das pautas jornalísticas. E não é só pela instabilidade política: a questão ficou obscurecida por uma seletividade relativa à importância dada aos atingidos e por diversas estratégias empresariais de encobrimento dos rastros do crime. (mais…)

Ler Mais

MG: Peixes aparecem mortos em rio contaminado por barragem da Anglo American

MAM

Centenas de peixes foram encontrados mortos no Córrego Passa Sete, rio contaminado pela barragem de rejeitos do Projeto Minas-Rio da Anglo American em Conceição do Mato Dentro, interior de Minas Gerais. A constatação da morte dos peixes aconteceu no dia 15 de junho e de acordo com moradores da região, já havia poucas espécies de peixes no trecho mencionado. (mais…)

Ler Mais

Aqui a terra treme

Riqueza, pobreza e violência nas terras de Carajás

Por Jorge Neri
Do MST/MAM

No dia 19 de junho, na capital do estado do Pará, Belém, movimentos sociais, organizações políticas, sindicais e populares realizam um Ato pela Democracia e Contra a Violência no Campo, motivados pelo preocupante aumento de assassinatos contra camponeses e suas lideranças no estado. Cerca de 37 só este ano. (mais…)

Ler Mais

Promotor de Justiça de Mariana afirma que a Fundação Renova não tem legitimidade para atuar

Por Guilherme de Sá Meneghin*, no A Sirene/Miniver

A Fundação Renova foi constituída pelas empresas Samarco, Vale e BHP, em razão de um acordo formulado entre a União e os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Seu objetivo é executar programas de recuperação ambiental e socioeconômica na região, ações de obrigação primordial da Samarco, mineradora responsável pelo maior desastre da história do Brasil, com o colapso da barragem de Fundão no dia 5 novembro de 2015. (mais…)

Ler Mais

Lama da Samarco/Vale-BHP causa mais uma mortandade de peixes em Urussuquara e Barra Seca

Por Fernanda Couzemenco, Século Diário

Os “peixes da maré”, como robalo, carapeba, caramuru, além de siri, camarão pitu e outros organismos marinhos, estão entrando no Rio Ipiranga, em Barra Seca e Urussuquara, e ali morrendo, aos milhares, há quatro dias. A denúncia, feita por pescadores locais, é acompanhada de uma mesma explicação, que tem se repetido nos últimos 19 meses, desde que a lama da Samarco/Vale-BHP atingiu o litoral do Espírito Santo: intoxicação por metais pesados e outros contaminantes presentes no tsunami de rejeitos de mineração que começou a escorrer da barragem rompida de Fundão, em Mariana/MG, no dia cinco de novembro de 2015. (mais…)

Ler Mais

Munduruku denunciam e Ibama acha megagarimpo em terra indígena

Por FabioanoMaisonnave e Avener Prado, no RicMais

Do alto, é difícil acreditar que um garimpo tão grande atue na ilegalidade: no meio da floresta densa, abre-se uma chaga de centenas de metros de terra exposta e água empoçada, em plena terra indígena mundurucu.

Na última terça-feira (5), seguindo denúncia das principais lideranças mundurucus, o megagarimpo foi alvo de uma operação do GEF (Grupo Especializado de Fiscalização), a unidade de elite do Ibama. A reportagem acompanhou a ação. (mais…)

Ler Mais

Indignados com a Fundação Renova, atingidos paralisam linha de trem no Vale do Aço mineiro

Entidade utiliza de plantão de atendimento para enrolar atingidos e negar os direitos a população

No Tragédia Anunciada

Não foi como esperado. Os atingidos pela barragem de Fundão que pertence a Samarco, Vale e BHPBilliton na expectativa de um prévio consenso com a Fundação Renova, em relação ao descaso da entidade com a população, receberam de reposta durante o “Plantão de Atendimento” que as pessoas retornassem a suas casas e esperar um telefonema da Renova para saber o andamento do processo. (mais…)

Ler Mais

Desastre Bacia do Rio Doce: fechado acordo que prevê assessoria técnica aos atingidos de Barra Longa (MG)

Entidade que fará assessoria foi escolhida pela própria comunidade atingida pelo rompimento da barragem de Fundão

MPF/MG

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público de Minas Gerais (MP/MG) firmaram um acordo com as empresas Samarco, Vale e BHP Billinton Brasil – responsáveis pelo rompimento da Barragem de Fundão, em novembro de 2015, em Mariana (MG). O acordo define a contratação de uma entidade para prestar assessoria técnica aos atingidos pelo desastre, no município de Barra Longa (MG). (mais…)

Ler Mais