Moradores do Xingu mais impactados por Belo Monte vivem na incerteza e na pobreza

Em audiência pública, comunidades de ribeirinhos, garimpeiros e indígenas da Volta Grande do Xingu confrontaram dados do Ibama e da Norte Energia, que se recusou a participar do diálogo

MPF/PA

A hidrelétrica de Belo Monte só poderá mover suas turbinas e gerar energia quando estiver completamente pronta, em 2019, por causa do sacrifício da Volta Grande do Xingu, uma região antes conhecida pela imensa riqueza que continha em sociobiodiversidade, tanta que foi selecionada pelo Ministério do Meio Ambiente como área de alto interesse para conservação. A importância do local não impediu a obra e a situação ficou ainda mais tensa quando a empresa canadense Belo Sun, do banco Forbes&Manhattan, iniciou junto ao governo do Pará, em 2009, um processo de licenciamento para instalar a maior mina de ouro do Brasil no mesmo local. Hoje, depois do fechamento da barragem no rio e com a empresa canadense comprando terras irregularmente e fechando pequenos garimpos, os 100 quilômetros da Volta Grande são habitat para a incerteza, o medo e a pobreza que mantém em suspenso a vida de dezenas de comunidades indígenas, ribeirinhas e garimpeiras. (mais…)

Ler Mais

Em Rio Branco, indígenas fazem protesto e exigem saída de coordenador do Dsei

Protesto ocorre em frente ao Dsei Alto Purus, em Rio Branco. Indígenas reclamam da atual gestão do coordenador do órgão.

Por Aline Nascimento, G1 AC

Cerca de 60 indígenas se reuniram em frente do Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Purus (Dsei), na Rua Rio de Janeiro, em Rio Branco, para pedir a saída do coordenador do órgão, Sérgio Oliveira. Com cartazes, pinturas e adereços, os manifestantes fecharam a entrada do prédio e dizem que só devem deixar o local após a renuncia do gestor. Ao G1, a coordenação do Dsei informou que deve se pronunciar sobre o caso posteriormente e que Oliveira está fora da cidade.

(mais…)

Ler Mais

Dos porões às agências de segurança privada

Documentos dos órgãos de inteligência da ditadura mostram violações de direitos humanos cometidas pelas empresas regulamentadas em 1969 e compostas por membros do aparato repressivo do regime militar

por Ciro Barros, Iuri Barcelos, da Agência Pública

Regulamentado pela Junta Militar que substituiu o general Costa e Silva no governo, o setor de segurança privada criou um ramo de negócios próspero para os membros das Forças Armadas e do aparato repressivo da ditadura. De acordo com documentos analisados pela reportagem da Pública, as empresas de segurança constituídas por esses agentes durante a ditadura se envolveram também em casos de tortura, assassinatos, desaparecimento, cárcere privado e outras violações de direitos humanos. (mais…)

Ler Mais

Brasília será palco do Acampamento Terra Livre, que reunirá mais de 1,5 mil indígenas

CIMI

O Acampamento Terra Livre (ATL) vai reunir mais de 1,5 mil lideranças indígenas de todo o país, em Brasília, de 24 a 28 de abril, em Brasília. A maior mobilização de povos indígenas do país será realizada em meio a uma grande ofensiva contra seus direitos, articulada nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Neste ano, o mote do acampamento é “Unificar as lutas em defesa do Brasil indígena” e seu objetivo é “reunir em grande assembleia lideranças dos povos e organizações indígenas de todas as regiões do Brasil para discutir e se posicionar sobre a violação dos direitos constitucionais e originários dos povos indígenas e das políticas anti-indígenas do Estado brasileiro”. (mais…)

Ler Mais

Água para que te quero

O Cerrado é considerado o berço das águas brasileiras e ele está quase extinto. O que você está fazendo para impedir que isso aconteça?

Bruna Toscano*/Estúdio Massa – CPT

O Brasil tem a maior reserva de água doce e potável do mundo. ela recebe o nome de Aquífero Guarani e está localizada no Centro-Leste do nosso continente. mas, não se engane: apesar de enorme (são 1,2 milhão de km2), ela não é infinita. Além de tudo, é abrigada pelo segundo maior bioma brasileiro, o Cerrado, que está em vias de ser extinto. (mais…)

Ler Mais

Ex-secretário de Saúde Indígena assume pasta na Funai

Concepção de mundo do novo Diretor de Proteção Territorial da Funai: “(…) o caso da Maraiwatesede, um absurdo total, pois ali nunca foi terra indígena. De uma área próspera se tornou um campo de miséria, por isso temos que ter equilíbrio, isenção e transparência total” (TP)

Por Cintia Borges, no Circuito Mato Grosso

O ex-secretário especial de Saúde Indígena, Rodrigo Rodrigues, volta a ocupar um cargo para defesa dos povos indígenas. Nesta terça-feira (28), ele anunciou que assumirá a Diretoria de Proteção Territorial da Fundação Nacional do Índio (Funai), órgão ligado ao Ministério da Justiça. (mais…)

Ler Mais

CPT recebe prêmio de direitos humanos Dom Oscar Romero oferecido pela Universidade de Dayton (EUA)

Na CPT

A Universidade de Dayton agracia com o prêmio de direitos humanos “Dom Oscar Romero” a CPT, organização na qual, segundo eles, “irmã Dorothy Stang, natural de Dayton, dedicou sua vida na luta pela terra”.

A organização brasileira na qual a Irmã Dorothy Stang – natural de Dayton – trabalhou antes de seu assassinato em 2005 será agraciada com o prêmio internacional de direitos humanos da Universidade de Dayton.  (mais…)

Ler Mais

BA – Seminário “Grilagem na Bahia: identificação, enfrentamento e responsabilização”

A Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais no Estado da Bahia – AATR/BA, organização civil sem fins lucrativos, que há 35 anos presta assessoria jurídica popular aos movimentos sociais e organizações populares da Bahia, convida para o Seminário “Grilagem na Bahia: identificação, enfrentamento e responsabilização”.

O evento acontecerá as acontecerá às 14h00 do dia 31 de março de 2017, no auditório da Faculdade de Geociências da UFBA (Barão de Jeremoabo, s/n, Ondina, Salvador, BA). (mais…)

Ler Mais

Território Guarani do Oeste do Paraná deveria dobrar de tamanho, aponta laudo

Aumento do território é a principal demanda dos Guarani. Estudo é de 2006, mas não havia sido apresentado aos indígenas

Por Talita Ferraz e Júlio Carignano, no Brasil de Fato

Lideranças Guarani do Oeste do Paraná tiveram acesso recentemente a um estudo antropológico que confirma a reivindicação do aumento do território das comunidades indígenas. O estudo apontada a necessidade de uma extensão de terras de pelo menos 10 mil hectares como espaço para garantia do bem estar às comunidades que vivem a região. (mais…)

Ler Mais

MPF de Sinop fiscaliza cumprimento do componente indígena em usina hidrelétrica no Teles Pires

No Só Notícias

O Ministério Público Federal, por meio da unidade em Sinop, instaurou um inquérito civil para fiscalizar o cumprimento do componente indígena do Projeto Básico Ambiental (PBA) das Usinas Hidrelétricas Teles Pires e São Manoel relativo à Terra Indígena Kayabi. As UHEs estão sendo instaladas no rio Teles Pires, na divisa de Mato Grosso e do Pará, nos municípios de Paranaíta e Jacareacanga (PA). (mais…)

Ler Mais