“Já atingiram meu olho, mas não vão me calar”: Professora agredida por aluno denuncia mensagens de ódio

Marcia Friggi, de 51 anos, lamenta situação da educação no Brasil: “Chegamos além do fundo do poço”

Na BBC Brasil

O sangue que escorria de uma abertura do supercílio manchava o rosto de Marcia Friggi, de 51 anos. Do olho esquerdo brotavam lágrimas já que o direito, atingido por um soco, estava tão inchado que a professora de língua portuguesa e literatura de Indaial, em Santa Catarina, mal conseguia abri-lo. Era o primeiro dia de aula de Friggi para aquela turma. E também o primeiro dia do aluno agressor ali. (mais…)

Ler Mais

‘Se a gente não se contrapõe ao fascismo agora, ele pode virar uma coisa muito mais perigosa’

“… você pode incendiar mendigo, bater em homossexual, em negros. O fascismo é isso. O fascista desumaniza o outro de uma forma que o fascista acredite que o fato de o outro existir corrói a sociedade.”

Por André Antunes – EPSJV/Fiocruz

A ascensão da extrema-direita no cenário político mundial vem causando preocupação já há algum tempo. Mas os acontecimentos do último sábado (12), em Charlottesville, alçaram o problema a um novo patamar. No que vem sendo considerada a maior manifestação de grupos de ódio das últimas décadas nos Estados Unidos, milhares de pessoas, entre elas integrantes da Ku Klux Klan e grupos neonazistas, marcharam pelas ruas da pequena cidade do estado americano da Virgínia, para protestar contra a remoção, a mando da prefeitura, de uma estátua do general Robert E. Lee, símbolo dos Confederados, que durante a Guerra Civil americana lutaram pela permanência da escravidão no país. (mais…)

Ler Mais

Na Justiça do Pará, dano patrimonial pesa mais que morte de sem terra

Há dez meses, 22 camponeses estão presos por depredar uma fazenda. Os policiais envolvidos na chacina de Pau D’Arco estão soltos

Rodrigo Martins – Carta Capital / CPT

Palco de um dos maiores massacres campesinos da história do Brasil, Eldorado do Carajás, no Sul do Pará, terá outro emblemático julgamento, desta vez com os sem-terra no banco dos réus. Em 29 de outubro do ano passado, 22 trabalhadores rurais foram presos durante a ocupação da Fazenda Serra Norte, reivindicada para a reforma agrária. (mais…)

Ler Mais

O recado da floresta à população 4.0

Ricardo Machado – IHU On-Line

Do fundo da mata escura irrompe o grito que sacode os pilares da céu, os mesmos que sustentam a máquina de moer humanos e destruir a natureza, a máquina invisível e destrutível da modernidade. David Kopenawa, o xamã yanomami que nos desafia em nossa obsessão desenvolvimentista, ao escrever seu livro A queda do céu (São Paulo: Companhia das Letras, 2015), apresenta “uma história de vida, uma autobiografia e um manifesto político”, como descreve José Antonio Kelly Luciani, em evento realizado no Instituto Humanitas Unisinos – IHU, na noite da segunda-feira, 21-8-2017. A atividade integra a programação A contemporaneidade em debate. Intérpretes e obras. (mais…)

Ler Mais

“Incumplimiento de derechos indígenas es la base de las conflictividades”

Más voces por la aparición de Santiago Maldonado

Página 12 / Servindi

La Asociación de Abogados de Derecho Indígena (AADI) reclamó “la aparición con vida de Santiago Maldonado”. Aseguró que se trata de una desaparición forzada y enmarcó el conflicto territorial con el que el joven de 28 años se había solidarizado: “Hay que presentar toda esta situación en un contexto más amplio de inclumplimiento de los derechos de las comunidades indígenas”.  (mais…)

Ler Mais

Destrinchando a maconha paraguaia

Nosso repórter passou 15 dias em uma plantação ilegal de maconha no Paraguai; miséria e corrupção marcam o cotidiano de um “Estado paralelo”, longe das agências policiais e facções criminosas

por Matias Maxx para a Agência Pública

A pouquíssimos quilômetros da fronteira entre o Paraguai e o Brasil, pequenas comunidades trabalham duro em gigantescas plantações escondidas para garantir a maconha fumada por milhões de brasileiros. (mais…)

Ler Mais

Comissão Guarani Yvyrupa lança o Relatório de Violações de Direitos Humanos no Oeste do Paraná

Por  Comissão Guarani Yvyrupa, no Cimi

Com apoio do Centro de Trabalho Indigenista, a Comissão Guarani Yvyrupa lançou na última semana, no Dia Internacional dos Povos Indígenas (9/8), Guaíra & Terra Roxa – Relatório sobre Violações de Direitos Humanos contra os Avá Guarani do Oeste do Paraná (Acesse o PDF AQUI). Apresentado na aldeia Marangatu, a publicação revela diversos casos que vão desde a falta de acesso a direitos básicos como água encanada, energia elétrica, saúde e educação, até a discriminação e a violência física contra os Avá Guarani. (mais…)

Ler Mais

El Ministerio Público y las autoridades judiciales siguen violando los derechos de las víctimas en el proceso judicial en el caso Berta Cáceres

El Consejo Cívico de Organizaciones Populares e Indígenas de Honduras COPINH y el equipo de abogados del Movimiento Amplio por la Dignidad y la Justicia MADJ denunciamos nuevamente la violación de derechos y procedimientos básicos en torno al proceso judicial en el caso del asesinato de nuestra compañera Berta Cáceres y el intento de asesinato de nuestro compañero Gustavo Castro.  (mais…)

Ler Mais

Primeiro júri de ataque neonazista no Brasil está parado há quatro anos

Por Fernanda Canofre, do Folhapress, no Bem Pará

Passados 12 anos, o júri do caso que poderia ser o primeiro de um grupo neonazista no Brasil ainda não tem data para acontecer. O julgamento, inicialmente marcado para junho de 2013, foi suspenso porque dois dos quatro réus não foram localizados. Nos últimos quatro anos, o processo mudou de promotores, alguns réus trocaram de advogados e as três vítimas preferiram esquecer o caso e permanecer em silêncio. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, o processo aguarda a decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) sobre dois recursos, um apresentado pelo Ministério Público e outro por advogados dos réus. (mais…)

Ler Mais

Há limite para o crescimento do discurso racista e intolerante no Brasil?, por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

Uma marcha contra o racismo, o preconceito e o neonazismo, em Boston, nos Estados Unidos, neste final de semana, reuniu cerca de 40 mil pessoas. Tornou irrelevante um outro ato convocado, na mesma cidade, em nome da ”liberdade de expressão”, reunindo grupos de extrema direita que demandam tolerância à intolerância. (mais…)

Ler Mais