Japoneses abrem mão de contratos milionários com o governo por medo de corrupção

Por Vicente Souza, no Blog do Vicente/Correio Braziliense

Uma das maiores empresas de comunicação digital do país, a Isobar, controlada pelo grupo japonês DAN, decidiu abrir mão de contratos milionários com o governo e empresas estatais temendo se envolver com corrupção. A Isobar tem contratos com a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), que está no meio de denúncia de favorecimento do secretário Fábio Wajngarten, e com o Banco do Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Série de ataques contra os Pataxó da TI Comexatibá motiva reunião com o Programa Nacional de Defensores

A visita foi motivada pelo aumento das ameaças; só no final de 2019 houve cinco ataques às aldeias e aos indígenas

Por Tatiana Scalco, da Ciranda Internacional da Comunicação Compartilhada , no Cimi

O povo Pataxó da Terra Indígena Comexatibá (Cahy-Pequi) em Prado (BA) recebeu na quarta-feira (15) a visita do Programa Nacional de Defensores de Direitos Humanos (PPDDH) e parceiros da rede de proteção. A visita foi motivada pelo aumento das ameaças; só no final de 2019 houve cinco ataques às aldeias e aos indígenas. Seis lideranças locais já estão no PPDDH, sob risco de morte.

(mais…)

Ler Mais

“O governo não irá nos dividir”, diz líder Tuíra Kayapó

Por Juliana Arini, Amazônia Real

Líder feminina histórica do movimento indígena, Tuíra Kayapó é um dos grandes nomes do “Encontro dos Povos Mebengokrê e lideranças indígenas do Brasil”, que acontece nesta semana na Terra Indígena Capoto Jarina, no rio Xingu, em Mato Grosso. O encontro se encerra nesta sexta-feira (17). Em entrevista exclusiva à Amazônia Real, Tuíra Kayapó lembrou do gesto que tornou-se símbolo da luta de seu povo contra as barragens, há 31 anos. Ela também defendeu o surgimento de novas lideranças femininas e reforçou a união dos povos indígenas: “O governo não irá nos dividir”, declarou Tuíra, à reportagem.

(mais…)

Ler Mais

Roberto Alvim é demitido da Secretaria de Cultura após copiar discurso nazista

Ao se defender, ele disse que não conhecia o discurso e colocou a culpa em assessores; Bolsonaro lamentou

Erick Gimenes, Brasil de Fato

Roberto Alvim não é mais secretário da Cultura do governo Bolsonaro. Ele foi desligado do cargo nesta sexta-feira (17), um dia após copiar o discurso do ministro nazista Joseph Goebbels em um vídeo oficial (leia a comparação entre as falas mais abaixo).

(mais…)

Ler Mais

Após acordo com MPF, MP e MPT, fazendeiro vai indenizar famílias por danos de agrotóxicos

Famílias do Assentamento Chico Mendes III sofreram danos após deriva de agrotóxico em Presidente Médici (RO)

Ministério Público Federal em Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MP/RO) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) firmaram Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o fazendeiro Fábio Luiz Nunes, da Fazenda Furkya, na Gleba Jaruaru, em Presidente Médici (RO).

(mais…)

Ler Mais

Justiça determina ao DER/RJ apresentação de plano para recuperar área que degradou na Rebio Tinguá

Justiça determina ao DER/RJ apresentação de plano para recuperar área que degradou na Rebio Tinguá

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

Em ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal concedeu liminar para que a Fundação Departamento de Estradas de Rodagens (DER/RJ) apresente plano para recuperar os danos causados à Zona de Amortecimento da Reserva Biológica do Tinguá, que é uma unidade de conservação de proteção integral, devido a obras realizadas na RJ-113 (Estrada de Adrinópolis), em trecho que corta a reserva. (ACP n° 5000144-56.2020.4.02.5120/RJ)

(mais…)

Ler Mais

Ana Maria Primavesi: a pioneira semeadora da Agroecologia

Por Sucena Shkrada Resk*, Blog Cidadãos do Mundo

A construção da história se tece com ícones. Quando se trata da Agroecologia, a personagem que emerge é da engenheira agrônoma e Doutora em Cultura de Solos e Nutrição Vegetal Ana Maria Primavesi, que partiu para o outro plano, aos 99 anos, no último dia 5 de janeiro, deixando um importante legado para a atual e as próximas gerações: o ensinamento prático e teórico de como é possível cultivar e manejar o solo em consonância com a conservação socioambiental. Premiada inúmeras vezes, ao longo de sua carreira, o que é digno de nota é que sempre se manteve humilde e solícita para compartilhar seus conhecimentos.

(mais…)

Ler Mais

PM arrasta mulheres pelos cabelos em ato do MPL

“Gosto de manifestação para bater nas pessoas”, disse um PM, segundo vítima; polícia deteve 10 manifestantes e também agrediu jornalistas

por Arthur Stabile, em Ponte Jornalismo

A Polícia Militar do Estado de São Paulo, comandada pelo governador João Doria (PSDB), agrediu manifestantes no terceiro ato contra o aumento no valor das tarifas do transporte público, puxado pelo MPL (Movimento Passe Livre) nesta quinta-feira (16/1). Os policiais puxaram uma manifestante pelos cabelos e outra pelo pescoço enquanto as prendiam na Praça da República, centro da cidade de São Paulo. A tropa ainda deteve ao menos 10 manifestantes, que foram liberados às 5h30 desta sexta-feira. Um PM registrou um boletim de ocorrência no 2º DP (Bom Retiro) contra o grupo por desobediência, resistência e lesão corporal, informou o MPL.

(mais…)

Ler Mais

Secretário da Cultura copia discurso de ministro de Hitler e gera polêmica

Roberto Alvim parafraseia trecho de discurso de Joseph Goebbels para divulgar novo Prêmio Nacional das Artes e é criticado nas redes sociais. Rodrigo Maia e Confederação Israelita pedem afastamento de secretário.

DW

O governo do presidente Jair Bolsonaro se viu nesta sexta-feira (17/01) envolvido em mais uma polêmica associada ao nazismo, depois de o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, ter copiado um trecho de um discurso do líder nazista Joseph Goebbels, que foi ministro da Propaganda de Adolf Hitler.

(mais…)

Ler Mais

Austrália: o outro crime ambiental da direita

Ao contrário da Amazônia, a floresta seca é mais sujeita ao fogo. Mas catástrofe atual foi produzida também por um governo que nega o aquecimento global, incentiva os combustíveis fósseis e desmonta o sistema público de prevenção

Por Carolyn Kormann, no The New Yorker | Tradução: Antonio Martins, em Outras Palavras

O atual primeiro ministro da Austrália, Scott Morrison, assumiu o posto, em agosto de 2018. Seu antecessor, Malcolm Turnbull, igualmente do Partido Liberal, era pressionado havia meses, quiçá anos, pela própria coalizão de direita no poder, que reúne os partidos Liberal e Nacional. Mas o golpe final veio quando Turnbol apoiou um plano nacional de energia que, para controlar a emissão de gases de efeito estufa, teria reduzido, ainda que de forma moderada, a dependência do setor de energia em relação aos combustíveis fósseis. Numa tentativa de salvar seu mandato, na décima primeira hora, Turnbull desistiu de tornar a redução das emissões obrigatória por lei.

(mais…)

Ler Mais