Brasil tem cerca de 15% dos casos de contaminação e de mortes em todo o mundo, embora tenha apenas 2,8% da população

Para infectologista Raquel Stucchi, vacina é única possibilidade de combate real à covid-19. “Mas não deve estar disponível antes de março”.

por Eduardo Maretti, em Rede Brasil Atual – RBA / IHU On-Line

Brasil tem cerca de 15% dos casos de contaminação e de mortes causadas pelo novo coronavírus em todo o mundo – embora tenha apenas 2,8% da população. Na opinião da infectologista Raquel Stucchi, da Unicamp, a falta de planejamento e de políticas sérias, baseadas em protocolos científicos, pode ter feito a população, pelo menos de algumas cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, ter adquirido algo próximo ao que se convencionou chamar de “imunidade de rebanho”. Imunidade de rebanho é quando o nível de contágio diminui depois de o vírus infectar uma grande quantidade de pessoas.

(mais…)

Ler Mais

Lógicas tributárias fazem do Brasil a ‘galinha dos ovos de ouro’ dos ricos. Superação requer enfrentamento da mentalidade escravista. Entrevista especial com Rafael Barbosa

Para o economista, “os quase quatro séculos de escravidão foram determinantes para que o Brasil seja hoje um dos países mais desiguais”, onde muitos trabalham para benesse de poucos

Por: João Vitor Santos, em IHU On-Line

Entre os historiadores, há uma máxima que diz que é preciso entender que o senhor de engenho do Brasil Colônia nada seria sem o escravo, pois este é de fato quem trabalha para o desenvolvimento. É uma lógica que se aproxima muito da relação que o economista Rafael Barbosa traz para compreender porque, no Brasil de hoje, ainda existem formas de tratamento distintas, com bem poucos ricos sustentando seus ideais e visões econômicas enquanto a grande massa trabalha e vê os rendimentos minguarem. “As mazelas sociais vividas atualmente são resultado direto da nossa história política, econômica e social, marcada pelo longo período de vigência do padrão produtivo primário-exportador realizado por meio do trabalho escravo que limita o processo civilizatório brasileiro”, detalha.

(mais…)

Ler Mais

Entidades acusam grileiro de atear fogo no Mato Grosso para expulsar assentados

Cerca de 90% de uma área de 4.500 hectares foi queimada; animais morreram e plantações foram perdidas

Amazônia Real

O Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) e o Fórum de Direitos Humanos e da Terra (FDHT), ambos do Mato Grosso, acusam o grileiro Marcello Bassan de atear fogo em terras da União, as quais ocupa ilegalmente, para expulsar famílias do Pré-Assentamento Boa Esperança. 

(mais…)

Ler Mais

Mourão critica dados do INPE e defende criação de nova agência para monitoramento da Amazônia

ClimaInfo

expertise científica de quase seis décadas do INPE, que vem servindo especialmente nos últimos 15 anos para monitorar o desmatamento da Amazônia via satélite, parece não ter relevância para Mourão. Em mais um capítulo da novela “Atire no mensageiro”, o vice defendeu a revisão dos dados sobre queimadas e a criação de uma nova agência para coordenar os sistemas de monitoramento espacial da Floresta Amazônica no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Saudade de tirar os sapatos. Por Carol Proner

“No episódio que ficou conhecido como “a diplomacia dos sapatos”, o Brasil passou vergonha, em janeiro de 2002, quando o chanceler Celso Lafer foi obrigado a remover os sapatos três vezes no trânsito entre aeroportos e inspeções durante uma missão aos Estados Unidos. Isso porque o país do norte, traumatizado pelos atentados de 11 de setembro do ano anterior, acabava de estabelecer novo protocolo para evitar incidentes inesperados, como o do inglês Richard Reid, preso em dezembro tentando detonar explosivos instalados no próprio tênis num voo entre Paris e Miami.

(mais…)

Ler Mais

Esplanada da Morte (XIX) — Como o Congresso ajudou a criar condições para o genocídio

Parlamentares evitaram crise mais grave com auxílio emergencial, mas antes aprovaram projetos de desmantelamento de políticas públicas; enquanto Rodrigo Maia fecha com agenda de Paulo Guedes, Davi Alcolumbre busca apoio inconstitucional para reeleição

Por Leonardo Fuhrmann, em De Olho nos Ruralistas

Mesmo com alguns atritos com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem sido um dos principais defensores do teto de gastos e também das reformas, como a trabalhista e a previdenciária. A diminuição dos investimentos é um dos fatores que deixou o país mais vulnerável à pandemia e com menos condições de controlar seu avanço. Apesar de desentendimentos casuais com Guedes, primeiro retratado nesta série de reportagens, as semelhanças nos objetivos de ambos permanecem as mesmas.

(mais…)

Ler Mais

Esplanada da Morte (XVIII) — Acuado, STF contraria Bolsonaro, mas evita confronto efetivo

Supremo criou página para listar medidas de combate à pandemia, mas permitiu que o presidente divulgasse notícias falsas sobre decisão por autonomia de estados e municípios no isolamento; e deixou rolar solta a apologia ao uso anticientífico da cloroquina 

Por Leonardo Fuhrmann, em De Olho nos Ruralistas

A animosidade do presidente Jair Bolsonaro e seus filhos em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF) é anterior à eleição de 2018, quando ele foi eleito. Em uma videoaula em julho daquele ano, o hoje deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho número 03, falou sobre a possibilidade de fechamento da Corte:

(mais…)

Ler Mais

Documentário aborda problemas socioambientais da mineração no norte da Bahia

Acompanhe o lançamento do documentário “Ninguém observa? Sufocados pela poeira e ameaçados pelo grileiro” no dia primeiro de outubro nos canais da CPT Nacional e CPT Bahia.

por Comunicação CPT Juazeiro/BA

“Tão singela, que ninguém observa”. É assim que dona Ediva Bastos, da comunidade Angico dos Dias, em Campo Alegre de Lourdes (BA), define o fino pó que passou a fazer parte do seu cotidiano há cerca de uma década e meia. Às vezes imperceptível aos olhos, a poeira, e os graves problemas decorrentes dela, são percebidos e sentidos diariamente pela população local. O pó é produzido 24 horas por dia, sem pausas, pela empresa de mineração Galvani, que extrai fosfato a poucos metros das casas dos trabalhadores/as rurais.

(mais…)

Ler Mais

Ignorados pelo Estado, povos indígenas no Amazonas e Roraima contam com solidariedade para enfrentar covid-19

As doações mobilizadas pelo Cimi Regional Norte I somam mais de 120 mil reais em ações de enfretamento à covid-19 junto aos indígenas nos dois estados

por Adi Spezia, e J. Rosha, em Cimi

O primeiro caso de covid-19 entre os povos indígenas no Brasil foi o de uma jovem do povo Kokama, da aldeia São José, no município de Santo Antônio do Içá (AM) – a 879 quilômetros da capital Manaus. O registro foi confirmado no dia 31 de março pela secretaria de Saúde do governo do Amazonas, apenas duas semanas após a primeira notificação na cidade de Manaus em um paciente não indígena.

(mais…)

Ler Mais