Após retomada, indígenas Kaiowá sofrem ataque a tiros em Kurusu Ambá

Cimi – Regional Mato Grosso do Sul

Lideranças Guarani Kaiowá relatam ter sofrido ataques a tiros neste domingo, 31, no tekoha Kurusu Ambá, município de Coronel Sapucaia (MS), fronteira com o Paraguai. Segundo os indígenas, as agressões aconteceram após mais uma tentativa de retomada da sede da fazenda Madama, uma das propriedades que incidem sobre o território reivindicado como tradicional pelos Kaiowá.

Segundo os indígenas, os três acampamentos que compõem Kurusu Ambá foram atacados, e a situação permanece bastante tensa. “A polícia precisa vir pra cá agora. Eles queimaram tudo, muita gente perdeu a casa, perdeu as coisas, não sabemos se sumiu gente. Dizem que morreu uma pessoa na [fazenda] Madama. Eles vieram pra matar mesmo, atirando em cima da gente”, relatou por telefone em tom de desespero uma liderança de Kurusu Ambá, que preferiu não ser identificada na reportagem. (mais…)

Ler Mais

O começo do fim para Datena e companhia?

Ministério Público pede, em SP, condenação de programa que feriu direitos humanos, ao incitar PM ao assassinato. Estudo revela mais de 60 atentados diários à Constituição

Por Helena Martins, especial para Ponte Jornalismo, em Outras Palavras

“Atira, meu filho; é bandido”. Essa foi uma das frases proferidas por Marcelo Rezende, do programa Cidade Alerta, da Rede Record, ao transmitir, ao vivo, uma perseguição policial a dois homens que seriam suspeitos de roubo. A ação culminou com um tiro disparado à queima roupa pelo integrante da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) da Polícia Militar de São Paulo contra aqueles que, repetidas vezes, foram chamados de “bandidos”, “marginais” e “criminosos” pelo apresentador. (mais…)

Ler Mais

A tribo amazônica que não usa o conceito de números

O povo Pirahã habita vale na divisa entre Amazonas e Roraima

BBC Mundo

Imagine viver em uma sociedade que não só não tem palavras para designar números, mas onde o próprio conceito de números é inexistente. Ou seja, uma cultura onde ”um”, ”dois” ou “três” simplesmente não existem.

Assim vive o povo Pirahã, uma tribo seminômade que habita o vale do rio Maici, na fronteira entre os Estados do Amazonas e Rondônia, no norte do Brasil. A língua falada pela tribo, o idioma pirahã, não possui palavras que sejam usadas para contar. (mais…)

Ler Mais

Parlamentarios, académicos y organizaciones de la sociedad civil proponen alianza internacional contra el TPP

Servindi

Parlamentarios académicos y organizaciones de la sociedad civil de Perú, Canadá, Estados Unidos y México, propusieron una alianza entre legisladores y movimientos sociales para desarrollar un plan de acción en oposición al Acuerdo Transpacífico (TPP, por su sigla en inglés).

La propuesta surgió en un conversatorio realizado el jueves 28 en el Senado de la República de México en que se debatió sobre los perjudiciales efectos del citado acuerdo comercial para los derechos de las personas y de los pueblos, y que privilegia el beneficio de las corporaciones transnacionales y el capital financiero mundial. (mais…)

Ler Mais

Biopiratería: La biodiversidad y los conocimientos ancestrales en la mira del capital (para baixar)

Servindi

Los conocimientos ancestrales que aún mantienen diferentes pueblos indígenas en el mundo son robados por empresas transnacionales que los patentan y los comercializan en un fenómeno denominado biopiratería. A este tema se consagra una publicación con una diversidad de aportes compilado por Alberto Acosta y Esperanza Martínez.

Se trata del libro Biopiratería: La biodiversidad y los conocimientos ancestrales en la mira del capital en el que los autores destacan cómo esta forma de piratería ahora se consolida con acuerdos asimétricos, como los Tratados de Libre Comercio (TLC), que institucionalizan la usurpación de conocimientos en nombre de un inexistente libre comercio. (mais…)

Ler Mais

A arte da sabedoria indígena

Um dos maiores expoentes do povo pataxó, [Kanátyo Pataxó] é também professor na Escola Indígena Bakumuxá, autor de quatro livros e canções sobre a relação do índio e do homem com a natureza. Ele apresenta show “Cantos para Alfabetizar” no 10º Festival de Verão da UFMG, amanhã, a partir das 18h. Ele conversou sobre suas inspirações artísticas, a resistência indígena e a importância de suas obras terem chegado às universidades. (mais…)

Ler Mais

Milonga macrista

Por Lara Schneider

Além do interesse pessoal que possuo em saber o que ocorre na América Latina, tenho buscado acompanhar o que, especialmente, ocorre na Argentina. Em grande parte por todo o afã que a mídia (aqui) teceu em comparações feitas sobre a eleição de Macri, na Argentina, com a eleição de um candidato similar aqui no Brasil. Por lá, e não negando os problemas que temos aqui, o que vemos nesses últimos dias?

Chama a atenção o fim dos subsídios para gás e eletricidade; o que, na prática, vai significar um aumento de mais de 300% na conta das pessoas. Essas mesmas pessoas estão sendo despedidas aos montes, e demonstram muito receio pois, aqueles que permanecerem empregados, já sabem que o reajuste de seus salários deve ser muito mais baixo do que se imaginava. (mais…)

Ler Mais

O que é o MATOPIBA?

Por Leovigildo Santos, em Florestal Brasil

A expressão MATOPIBA resulta de um acrônimo criado com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Essa expressão designa uma realidade geográfica caracterizada pela expansão de uma nova fronteira agrícola no Brasil baseada em tecnologias modernas de alta produtividade.

A delimitação da região foi realizada pelo Grupo de Inteligência Territorial Estratégica da Embrapa (GITE) que utilizou como primeiro grande critério as áreas de cerrados existentes nos Estados. Foi baseada em informações numéricas, cartográficas e iconográficas, resultando na caracterização territorial dos quadros natural, agrário, agrícola e socioeconômico. (mais…)

Ler Mais

Uma voz entre as mulheres negras

Do anonimato para a internet, a estudante de Arquitetura e militante feminista negra Stephanie Ribeiro, de 22 anos, ganhou visibilidade, voz e seguidores. Agora é uma referência no feminismo brasileiro. A seguir, ela conta sobre sua trajetória, a questão da mulher negra no País e os passos do movimento negro de mulheres

Por Theo Monteiro, em Brasileiros

Brasileiros – Você acumula mais de 12 mil seguidores no Facebook e vem se tornando uma referência no feminismo brasileiro
Stephanie Ribeiro – Estudo Arquitetura na PUC de Campinas. No Brasil, a presença de negros na universidade é rara e, em particular com mensalidade alta, é mais rara ainda. Sou uma das únicas negras da PUC.
(mais…)

Ler Mais

Juiz manda acusado de apologia a crime e racismo fazer tratamento psiquiátrico

No Consultor Jurídico

Por ter sido diagnosticado com transtornos psiquiátricos, um rapaz foi considerado inimputável para as acusações de apologia a crime e incitação à discriminação em redes sociais. Por isso, em vez da pena de reclusão, ele deverá se submeter a tratamento psiquiátrico por pelo menos um ano.

Na sentença, o juiz federal Rafael Farinatti Aymone aplicou a chamada “absolvição imprópria”, em que reconhece que o crime foi cometido, mas o autor é inimputável. Cabe recurso para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com sede em Porto Alegre. (mais…)

Ler Mais