Nota do Conselho de Gestão Ka’apor: A luta de vocês é justa e legítima! Todo apoio à luta dos nossos parentes Gamela

Parentes Gamela,

Nós Ka’apor estamos acompanhando a luta de vocês. Já estivemos com vocês e acreditamos que a luta não pode parar. A gente esta sofrendo também aqui e não vamos desistir de lutar pelo nosso território também. Vocês são guerreiros. A gente não pode deixar que os invasores do Brasil continuem destruindo nossos territórios, nossas florestas, nossos rios.

A luta de vocês é legítima. Porque muitos Gamela foram mortos e suas terras invadidas. Nenhum branco pode dizer se a gente é indígena ou não. Esse juiz que esta do lado do invasor não tem autoridade para dizer quem é indígena. Só quem pode dizer é nós mesmos. Porque a gente que vive, sofre, respeita, protege a mãe terra é que sabe. Eles querem nossas terras para explorar, destruir e ficar rico para continuar enganando indígenas e outros brancos. A gente tem visto que a justiça do branco só tem defendido os brancos ricos.

Não esperem pela Funai, pelo governo, pela justiça dos brancos. Eles vão sempre mentir e enganar a gente porque eles representam os interesses de quem está no poder, de quem mente, de explora, de quem mata. A gente esta acompanhando a luta dos parentes guarani kaiowá. Não dá pra aceitar o governo não fazer nada e os fazendeiros só matarem.

O nosso futuro depende de nós, da nossa organização, de nossa luta. A gente não aceita mais que esses invasores continuem destruindo os territórios de nossos parentes indígenas, dos nossos irmãos quilombolas e camponeses que utilizam a terra para viver com dignidade. Nós vamos continuar pedindo para os espíritos da floresta protegerem e darem forças para a luta de vocês.

Continuem lutando e resistindo em defesa de seu território. A luta de vocês é justa e necessária.

Conselho de Gestão Ka’apor

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Centro Formação Saberes Kaapor kaapor.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

8 − cinco =