Patxohã: língua retomada (vídeo)

A retomada do território e da língua originários está no centro da longa história de resistência ao esbulho, violências e marginalização da qual o povo Pataxó foi vítima ao longo de séculos. O Atxohã, coletivo de pesquisadores e professores indígenas, há vinte anos trabalha no resgate de uma língua considerada extinta. Patxohã é o nome com o qual foi batizada a língua ressurgida.

Este vídeo é resultado do trabalho, realizado do 30 de janeiro ao 10 de fevereiro 2017 no curso “Pensando a Língua”, ministrado por Bruna Franchetto (UFRJ), na Reserva Indígena Pataxó da Jaqueira (município de Porto Seguro, BA). O curso foi uma iniciativa do Programa do PROEXT-MEC e da UFSB “Arte, história e língua maxakali-pataxó: educação pública intercultural e integral na região sul da Bahia”.

Edição: Paolo Vargas

Enviada para Combate Racismo Ambiental por Oiara Bonilla.

 

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.