Situação de Lula mergulha eleições de 2018 em insegurança política e jurídica

Estratégia da defesa e eventual morosidade da Justiça podem arrastar novela até 2019. Especialistas discutem os cenários após condenação do petista em Porto Alegre

Gil Alessi – El País

A confirmação da sentença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em Porto Alegre, nesta quarta-feira, coloca um grande ponto de interrogação para a eleição presidencial deste ano e para o futuro político do petista. Por um placar de 3 a 0, a corte manteve a condenação e ampliou a pena de nove anos e seis meses assinada pelo juiz Sérgio Moro para 12 anos e um mês. Lula foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex no Guarujá, que seria dado pela empreiteira OAS a ele como pagamento de propina. Sob o petista agora pairam duas sombras: a da inelegibilidade (impossibilidade de ser eleito) e uma possível (mas ainda longe de ser uma possibilidade imediata) prisão, o que pode colocar as eleições de 2018 em um clima de insegurança jurídica e política. Seja como for, uma grande novela ainda está por vir. E até que o Supremo Tribunal Federal ou o TSE (Tribunal Superior  Eleitoral), as últimas instâncias possíveis, declarem que ele é inelegível, ele pode continuar a fazer campanha. (mais…)

Ler Mais

Promotores proíbem FGV de medir danos causados pela tragédia de Mariana para Samarco

Reportagem do EM já tinha denunciado em novembro do ano passado um conflito de interesses no contrato, em função de a Vale, que é controladora da Samarco, ter suplente para ocupar vaga na instituição

Mateus Parreiras – Estado de Minas

A Procuradoria das Fundações do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPRJ) não autorizou a contratação da Fundação Getulio Vargas (FGV) pela Samarco para avaliar e mensurar os danos socioeconômicos ao longo da Bacia Hidrográfica do Rio Doce causados pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana, em 2015. E, diante do posicionamento contrário do MPRJ, as forças-tarefas do Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público de Minas Gerais (MPE-MG) entenderam que a celebração do contrato deveria ser suspensa até esclarecimento da questão, o que já foi comunicado ao juiz da 12ª Vara Federal de Belo Horizonte. Vários vícios teriam sido encontrados no contrato, que é parte das medidas aditivas ao Termo Transacionado de Ajustamento de Condutas (TTAC) impostas pela força-tarefa Rio Doce, em novembro do ano passado. (mais…)

Ler Mais

Justiça Federal no DF adere à campanha “Lula 2018” ao apreender passaporte, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

Lula sabe que suas maiores chances de se manter longe da cadeia e vivo na política dependem de continuar pré-candidato à Presidência da República. Terá que tentar reverter ou, ao menos, suspender sua condenação em segunda instância e suspender sua inegibilidade até que a Justiça Eleitoral dê a palavra final sobre o seu registro de candidatura. O que, para ele, na pior das hipóteses, significaria a segunda semana de setembro. (mais…)

Ler Mais

Vladimir Safatle: A sanha anticorrupção no Brasil vai até Lula e termina nele

Na Folha

Nesta semana, o Brasil assistiu à primeira condenação de um ex-presidente na história de sua República. Será também a primeira vez que o principal candidato a eleição presidencial não poderá concorrer por ter sido impedido devido à ação do Poder Judiciário. O próximo passo deverá ser a primeira prisão de um ex-presidente no Brasil.

É claro que uma das questões políticas mais discutidas nos próximos dias será: o que isto realmente significa? (mais…)

Ler Mais

Márcio Matos: Toda nossa rebeldia quando matam um Sem Terra

Márcio Matos, dirigente do MST e referência política na luta pela no estado Bahia foi assassinado em sua casa no Assentamento Boa Sorte, em Iramaia, região da Chapada Diamantina.

Da Página do MST

Na noite desta quarta-feira, 24, o MST recebeu a notícia de que mais um companheiro de luta havia sido tombado. Márcio Matos, dirigente do MST e referência política na luta pela no estado Bahia foi assassinado em sua casa no Assentamento Boa Sorte, em Iramaia, região da Chapada Diamantina.  (mais…)

Ler Mais