BA – Candeias: Vazamento em oleoduto da Petrobras causa danos a manguezal; pescadores reclamam

No G8News

Moradores da comunidade de Rio do Cunha, na região de Candeias (BA), denunciaram à redação do G8News, na manhã deste domingo (10), o vazamento de um duto da Petrobras que espalhou grande quantidade de óleo no Rio São Paulinho, provocando danos ambientais e prejudicando a atividade de pescadores e marisqueiras, que sobrevivem da pesca artesanal e extração de mariscos no local.

A área de manguezal foi afetada pelo vazamento e o fato tem causado grande preocupação às comunidades, já que quanto mais tempo o óleo ficar na água, para mais longe será levado pela maré, indo afetar outras localidades a exemplo de Ilha de Maré , Madre de Deus e Candeias.

De acordo com uma marisqueira, cerca de 90% dos quase 10 mil moradores da Ilha de Maré depende do pescado para sobreviver. Ela denuncia, ainda, que todo ano acontece um acidente da mesma gravidade e que o primeiro impacto é o sumiço dos caranguejos, fonte de renda para a maioria das famílias. “As famílias que dependem da coleta do caranguejo ficam semanas sem conseguir trabalhar”, lamenta.

Através do jornal A Tarde, a Petrobras divulgou uma nota sustentando que ao detectar o vazamento no duto, interrompeu a produção da linha e iniciou a limpeza da área. Garantiu que “não houve danos a pessoas e que comunicou o ocorrido aos órgãos competentes”. A empresa afirma, também, que “equipes de monitoramento ambiental já se encontram no local”.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

doze − 5 =