Moradores de Brumadinho definem entidade para Assessoria Técnica

No Mab

Cerca de 300 atingidos e atingidas pelo rompimento da Barragem Córrego do Feijão reuniram-se na Quadra Poliesportiva de Brumadinho neste domingo (19) para dar mais um passo importante na luta pela reparação integral dos direitos violados pela mineradora Vale. Conquistando a efetivação de uma exigência popular das comunidades e cumprindo prazo fixado pela 6ª Vara da Justiça Estadual, em Belo Horizonte, as famílias reunidas escolheram a Associação Estadual de Defesa Ambiental e Social-AEDAS como sua assessoria técnica independente.

A AEDAS foi escolhida entre nove entidades sem fins lucrativos que apresentaram propostas para as comunidades, representadas no evento por 22 comissões locais. A escolha foi organizada e coordenada pela Defensoria Pública da União (DPU), Defensoria Pública do Estado (DPE) e Ministérios Públicos Estadual e Federal.  

A escolha deste domingo foi no Território 1, que compreende apenas o município de Brumadinho. Ainda será realizada a escolha de outros dois territórios que integram cidades da Bacia do Paraopeba até a Barragem Retiro Baixo, em Pompeu.

A Assessoria Técnica Independente é uma importante ferramenta para fortalecer a luta das famílias atingidas. Os próximos passos serão a garantia da contratação rápida e com qualidade da equipe escolhida, manter a luta pelas ações emergenciais e aprofundar a mobilização pela reparação integral da vida das pessoas e das comunidades. 

Seguimos firmes em luta!

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

vinte − 19 =