Conflitos socioambientais em Comunidades Tradicionais de Serra Dourada é tema de Audiência Pública

Na CPT/BA

Cerca de 250 pessoas participaram na última sexta-feira, dia 17, de uma Audiência Pública, em Serra Dourada (BA). O evento, organizado por integrantes das comunidades de Fecho de Pasto que compõem o Território de Porteira de Santa Cruz com o apoio da Comissão Pastoral da Terra (CPT) Regional Bahia, teve como objetivo discutir os conflitos socioambientais que envolvem essa região.

A audiência contou com a participação de moradores da comunidade, advogados, organizações de apoio, pastorais, sindicatos, autoridades locais (prefeito, vereadores e delegado da polícia civil) e representantes dos órgãos do Estado como a Comissão de Direitos Humanos (CDH), a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI), Secretaria de Relações Institucionais (SERIN), da Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA) e da Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia.

Durante as apresentações, as comunidades denunciaram a presença da polícia acompanhando o fazendeiro, a ameaça de pistoleiros que está permanente na área, os prejuízos provocados por impedimentos das famílias de trafegar dentro do próprio território, onde estão suas roças e o gado, além do roubo dos animais. Após os relatos, os representantes dos órgãos se comprometeram a buscar soluções e foi constituída uma comissão para encaminhar as demandas desta comunidade, e de outros conflitos no Oeste do estado.

Edição: Comunicação CPT Bahia.

Foto: Julita Abreu/ CPT Bahia

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

doze + dezenove =