Seminário marca 50 anos do movimento LGBTI+ : Memória, Verdade e Justiça

por Pedro Calvi / CDHM

Seis comissões da Câmara dos Deputados fazem, na próxima terça-feira (25/6) a partir das 9h, o Seminário “Memória, Verdade e Justiça – 50 Anos de luta LGBTI+”. A iniciativa é das seguintes Comissões: de Cultura, Defesa dos Direitos da Mulher, Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, Direitos Humanos e Minorias, Educação, Legislação Participativa, Seguridade Social e Família; Trabalho, Administração e Serviço Público. O encontro ocorrerá no auditório Nereu Ramos.

Confira a programação e os principais pontos a serem debatidos

10h30:  Memória, de onde viemos?

Resgate histórico do contexto do Levante de Stonewall, nos Estados Unidos, a resistência à ditadura civil-militar, a constituição e organização dos coletivos precursores do movimento LGBT no Brasil. Participam  Jane Di Castro, cantora e artista performática; Wellington Andrade, que foi secretário da comunidade católica de homossexuais em Aracajú e em 1980 criou o Dialogay; Heliana Hemetério, historiadora que iniciou a militância em 1984 e atua no Movimento de Mulheres Negras; Cláudio Nascimento filósofo e ativista LGBTI há 30 anos.  Também foi convidada Amika Tendaji, representante do Black Lives Matter, defensora de direitos humanos representante do coletivo Black Lives Matter (BLM), dos Estados Unidos.

14h: Verdade, onde estamos?

Análise da conjuntura atual de questões que envolvem o espectro das orientações sexuais e identidades de gênero no plano da sociedade e das relações com o Estado, mudanças institucionais nos últimos anos e, em especial, com a posse do novo Presidente da República. Participam Marcelly Malta, presidente da ONG Igualdade RS/Associação de Travestis e Transexuais do Estado do Rio Grande do Sul; Danielle Brígida; Beto de Jesus, educador  e consultor em Diversidade Sexual e Gênero para organismos nacionais e internacionais; Erika Hilton, transvestigener e deputada estadual pelo PSOL; Robeyoncé Lima, primeira advogada trans de Pernambuco e integrante da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB/PE; Fernanda Costa Lima, foi dirigente da União de Negros Pela Igualdade de Pernambuco e militante há 16 anos; e Helena Vieira, pesquisadora, transfeminista e escritora.

17h: Justiça, para onde vamos?

Perspectivas de avanço na conquista de direitos, extremismos e resistência no Brasil e no mundo, o papel dos novos movimentos sociais com destaque para a cultura, mulheres, negritude e juventude. Participam Erica Malunguinho, educadora, artista plástica, agitadora cultural e política brasileira, deputada estadual e primeira mulher transexual da Assembleia Legislativa de São Paulo; Gustavo Bernardes, ex-presidente do Conselho Nacional LGBT e coordenador de promoção dos direitos de LGBT da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; Danieli Balbi, assessora Parlamentar da Comissão de Defesa e Promoção dos Direitos das Mulheres da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro; Rivânia Rodrigues, que coordenou o Seminário Nacional de Lésbicas e integra a Coordenação do Fórum LGBT de Pernambuco; Rafa Carmo Ramo, coordenador da Rede Paraense de Pessoas Trans e conselheiro Estadual da Diversidade Sexual do Pará; Dione do Carmo Araújo Freitas, terapeuta ocupacional com mestrado em políticas públicas para pessoas trans; e Fábio Felix, deputado distrital da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Solicitaram a realização do seminário os deputados Luiza Erundina (PSOL/SP), Glauber Braga (PSOL/RJ), David Miranda (PSOL/RJ), Áurea Carolina (PSOL/MG), Lídice da Mata (PSB/BA), Marcelo Freixo (PSOL/RJ), Erika Kokay (PT/DF), Fernanda Melchionna (PSOL/RS), Talíria Petrone (PSOL/RJ), Edmilson Rodrigues (PSOL/PA) e Ivan Valente (PSOL/SP).

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dezenove − 8 =