Nota do CIR em apoio ao povo Wajãpi + Nota do Conselho Wajãpi

O Conselho indígena de Roraima- CIR, organização dos povos indígenas Wapichana, Macuxi, Patamona, Wai Wai, Yekuana, Taurepang, Ingarikó, Yanomai e Sapará, de 241 comunidades indígenas, recebeu com profunda tristeza e indignação a notícia que a terra dos nossos parentes WAJÃPI, aldeia Mariry, Município Pedra Branca do Amapari, Estado do Amapá, foi invadida neste sábado (27), por 50 garimpeiros resultando na morte de lideranças, segundo as apurações parciais.

A invasão à terra indígena do povo Wajãpi, é um ataque á todos povos indígenas do Brasil. Infelizmente estamos em um governo que incentiva e patrocina a morte dos povos indígenas, quando publicamente estimula o garimpo nas terras indígenas.

NÃO QUEREMOS GARIMPO: NÃO QUEREMOS MINERAÇÃO EM NOSSAS TERRAS PRESIDENTE.

Nossos rios e florestas estão sendo envenenados pela prática ilegal do garimpo. Já encaminhamos centenas de documentos, já denunciamos às autoridades, mas o estado brasileiro não tem dado a devida atenção. Quantos parentes precisam morrer? hoje aconteceu com nossos irmãos Wajãpi. Amanhã pode ser outro povo.

Por fim, o CIR exige uma séria investigação e atuação URGENTE dos órgãos e autoridades competentes, da FUNAI, Ministério Público Federal, Polícia Federal, Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal, e dos órgãos Internacionais de Direitos Humanos para que esse crime não fique impune.

Nosso sangue é WAJÃPI. 

Boa Vista/RR 
27 de julho de 2019

***

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dezenove + 4 =