PNUD e ONU Mulheres apresentam diagnóstico sobre direitos políticos de mulheres no Brasil

Por ONU Brasil

Na próxima quinta-feira (24), às 10h, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a ONU Mulheres divulgam os resultados nacionais do ATENEA, mecanismo criado para acelerar a participação política das mulheres em países da América Latina e do Caribe.  A coletiva será realizada no perfil do PNUD Brasil no Twitter (@PNUDBrasil).

Jornalistas de todo país terão acesso a um diagnóstico inédito que analisa o cenário do Brasil entre países da América Latina e do Caribe no que diz respeito à participação das mulheres na política.

Implementado na região por PNUD e ONU Mulheres, com o apoio da organização IDEA Internacional, o projeto ATENEA analisa 40 indicadores categorizados em oito dimensões relacionadas ao tema e, a partir desses dados, calcula o Índice de Paridade Política (IPP).

O mecanismo reúne informações sistemáticas, periódicas, comparáveis e sensíveis a gênero sobre a presença de mulheres nas diferentes áreas de participação política, e apresenta recomendações para mudanças que possam contribuir para uma superação das desigualdades.

Lançado em 2014, o ATENEA já foi implementado em Brasil, México, Bolívia, Peru, Colômbia, Argentina, Honduras, Guatemala, Uruguai, Chile e Panamá.

O diagnóstico aprofunda a discussão sobre os desafios à participação política das mulheres no país e se insere no contexto da promoção da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, nos quais a paridade aparece como um dos enfoques centrais para o avanço do ODS 5 (Igualdade de Gênero) e para a construção de democracias consistentes.

Serviço

Coletiva virtual de lançamento do ATENEA Brasil

Dia 24 de setembro, às 10h, no perfil do PNUD Brasil, no Twitter (@PNUDBrasil).

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

um × 5 =