No AC, profissionais da Segurança são vacinados contra Covid-19 com doses ‘emprestadas’ da população indígena, “ausentes das aldeias”

Previsão é que 2.260 profissionais sejam imunizados na primeira etapa, que representa quase 40% do efetivo do estado, que começou nesta quarta-feira (7). Na segunda etapa devem ser usadas 1.252 doses que foram disponibilizadas do Dsei Alto Rio Juruá.

Por Aline Nascimento, G1 AC

Parte da imunização dos profissionais da Segurança Pública do Acre contra a Covid-19, que iniciou nessa quarta-feira (7), vai ser feita com doses ‘emprestadas’ pela população indígena. A informação foi confirmada ao G1 pela gerência do Plano Nacional de Imunização (PNI) do Acre.

Na primeira etapa vão ser imunizados 2.260 profissionais, o que representa quase 40% do efetivo. Em Rio Branco, a vacinação está sendo feita na sede do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, na Estrada da Usina, no bairro Morada do Sol, pelas equipes de saúde da Segurança, das 8h às 17h.

Somente na capital, a estimativa é que mais de 1,4 mil profissionais sejam vacinados nesta primeira etapa. A previsão é que dentro de três dias os mais de 2,2 mil profissionais de todo o estado tenham recebido a primeira dose.

Segundo a gerente do PNI do Acre, Renata Quiles, o estado recebeu autorização do Ministério da Saúde para “emprestar” 1.252 doses da população indígena para complementação das doses aos profissionais da Segurança.

“A vacinação será feita em etapas. Estes 2.260 profissionais serão vacinados em etapas nesta semana e na semana que vem com vacinas recebidas pelo Ministério da Saúde e mais as doses emprestadas pelos Dseis [Distritos Sanitários Especiais Indígenas]”, afirmou Renata.

A coordenadora do Distrito Sanitário Especial Alto Juruá (Dsei), Carla Mioto, acrescentou que todas as doses emprestadas são do distrito e não são de recusas dos indígenas, mas de pessoas que estão ausentes nas aldeias. “Estamos fazendo um trabalho de busca ativa”, complementou.

Vacinação antecipada

A inclusão dos servidores da Segurança na vacinação ocorreu após um pedido do governador do Acre, Gladson Cameli, feito ao Ministério da Saúde, que deu o aval para que este grupo e o da Educação tenham a imunização antecipada.

Com o lote que chegou ao estado no último dia 1º com mais de 22 mil doses de vacinas, o governo informou que mil doses seriam separadas para vacinar os profissionais da Segurança Pública.

Covid entre profissionais da Segurança

Mais de 1,8 mil profissionais da Segurança Pública do Acre foram diagnosticados com Covid-19 em pouco mais de um ano no Acre. Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sejusp) que teve a última atualização dos casos feita até o dia 29 de março deste ano.

O número de casos positivos corresponde a 32% do efetivo de toda a segurança que inclui Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Penal e Sistema Socioeducativo, que conta junto, hoje, com 5.658 profissionais. Ao todo, 14 morreram vítimas da doença.

Os dados apontam que de toda a segurança, o maior registro de casos e óbitos foi no efetivo da PM, com 816 casos positivos e metade de todas as mortes, com sete no total. Logo depois aparece a Polícia Penal, com 482 casos positivos da doença dentro do efetivo. O Sistema Socioeducativo aparece com os menores índices, 119 casos.

Colapso da saúde e vacinação no Acre

O estado passa pelo pior período desde o início da pandemia, há um ano, com a Saúde em colapso. São 397 pessoas internadas, das quais 340 com teste positivo para a Covid-19. Sem leitos de UTI com cinco pacientes estão à espera de uma vaga. Seis pacientes foram transferidos para UTI em Manaus e outros para o hospital de Cruzeiro do Sul, no interior do estado.https://ba49db5e91a773823ade1632f43cd009.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Nessa quinta (8), o estado confirmou mais 523 novos casos de infecção por coronavírus e sete mortes. O número de infectados saiu de 71.880 para 72.403 e o total de mortes agora é de 1.325.

Vacinação no Acre

De acordo com informações do PNI, o Acre recebeu 174.790 vacinas contra a Covid-19, um total de 111.850 na primeira dose e 62.940 da segunda.

Foto: APIB

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

15 + doze =