ADPF 635 – Leia a intervenção da Justiça Global na audiência sobre redução de letalidade no Rio

Por Daniela Fichino, na Justiça Global

Nos últimos dias 16 e 19 de Abril, o Supremo Tribunal Federal realizou uma audiência histórica sobre redução da letalidade policial no Rio de Janeiro. A audiência foi convocada no âmbito da ADPF 635, conhecida como ADPF das Favelas, proposta para deter as graves violações de direitos fundamentais que decorrem da política de segurança pública historicamente implementada no Rio de Janeiro. Uma das conquistas da ADPF 635 foi a decisão de suspensão das operações policiais durante a pandemia – decisão que vem sendo gravemente descumprida pelo Estado.

A Justiça Global celebra, neste boletim especial, a realização desta audiência, que contou com a participação decisiva de mães e familiares de vítimas da violência policial, movimentos negros e de favela, pesquisadores, organizações e entidades que atuam na defesa dos direitos humanos. Se o caminho de enfrentamento ao genocídio negro é ainda longo, que o testemunho dado pelas mães, familiares e militantes de nossas favelas perante a mais alta Corte do país seja lembrado como um grande passo desta luta histórica.

Assista a íntegra da fala de Sandra Carvalho, coordenadora geral da Justiça Global, e Monique Cruz, pesquisadora de Violência Institucional e Segurança Pública da organização, na audiência promovida pelo Supremo Tribunal Federal sobre redução da letalidade policial no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

treze − 8 =