Brasil evita denunciar Putin no Conselho de Segurança e pede diálogo. Por Jamil Chade

No UOL

Num discurso feito ao Conselho de Segurança da ONU, nesta quinta-feira, o governo brasileiro evitou condenar a Rússia pela invasão da Ucrânia, pelas suspeitas de crimes e pelas ameaças proferidas nos últimos dias sobre um possível uso de armas nucleares por parte de Vladimir Putin.

Falando aos demais ministros do principal órgão de segurança da ONU, o chanceler Carlos França insistiu que o objetivo do Brasil é o de criar condições para que o diálogo possa ser estabelecido entre as partes em conflito.

Veja o texto completo de Jamil Chade

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

5 + 18 =