Frei Sérgio Görgen é ameaçado de morte por vereador de Salto do Jacuí, no RS

Vereador se colocou à disposição para “fazer a cabeça” do religioso com “carga de baletão” durante Sessão da Câmara

Brasil de Fato

O religioso Frei Sérgio Antônio Görgen ofm, que atua como dirigente do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e Via Campesina Brasil foi ameaçado de morte pelo vereador José Sérgio de Carvalho (Progressistas) durante Sessão da Câmara no município de Salto do Jacuí (RS), na última segunda-feira (7).

As falas podem ser conferidas através da transmissão realizada pelo Facebook da Câmara dos Vereadores da cidade. Depois de acusar Frei Sérgio de pregar “a violência no campo”, em pelo menos três momentos o vereador ameaça a vida do religioso.

Primeiro, José Sérgio sugere que “se alguém meter uma carga de baletão na cabeça desse frei, não se surpreendam”. Após, na mesma fala, volta ao tema, se colocando ele próprio à disposição: “se precisar de um cara para fazer a cabeça desse padre, eu estou disponível”.

Por fim, acrescenta ainda que “um cara desses não merece viver”. A transmissão da sessão pode ser conferida neste link. Os trechos citados da fala de José Sérgio podem ser conferida entre 03h44min e 03h50min.

Entenda a ameaça

O fato gerador da ameaça foi a contrariedade do vereador com um vídeo gravado por Frei Sérgio, em frente à unidade produtiva de grande porte chamada Fazenda Santa Elmira, localizada no interior de Salto do Jacuí, ainda durante o primeiro turno das eleições de 2022, quando Görgen foi candidato a deputado estadual.

No vídeo, Frei Sérgio recorda o fato histórico conhecido como “Massacre da Fazenda Santa Elmira”, acontecido em 1989. Naquele ano, Frei Sérgio, junto de aproximadamente 1200 agricultores sem-terra, foram reprimidos com violência por forças policiais após ocuparem parte do território da referida propriedade, requerendo ações efetivas do governador à época (Pedro Simon) para assentar aquelas pessoas.

No vídeo gravado na frente da entrada da sede atual da fazenda, depois de relembrar os fatos de 1989, Görgen afirma acreditar que, no futuro, aquelas terras serão utilizadas para a Reforma Agrária.

Embora o vídeo tenha tido poucas visualizações no período em que foi publicado, o vereador que ameaçou o Frei afirmou que o vídeo estaria sendo amplamente divulgado na comunidade local e despertando indignação entre os representante do agronegócio.

Contatado pela redação do Brasil de Fato RS, Görgen afirmou que vai manifestar resposta ao vereador através das redes sociais. Além disso, está consultando amigos juristas acerca da pertinência de ação na justiça.

Afirmou ainda que está sereno, que não vai se intimidar e não deixará de frequentar a cidade de Salto do Jacuí, onde, segundo ele, tem amigos, tanto no campo, quanto na zona urbana.

Sobre a afirmação do vereador de que ele estaria pregando a invasão de terras e a violência no campo, Görgen afirmou que não compactua com nenhuma forma de violência e reafirmou o seu posicionamento pessoal em acreditar que, em algum momento futuro, o território onde se deu o fato histórico conhecido como “Massacre da Fazenda Santa Elmira” ainda vai ser destinado à Reforma Agrária.

Edição: Katia Marko

Foto: Joana Berwanger/Sul21

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

nove − três =