Governo federal volta a ‘zerar’ verba de universidades e institutos no mesmo dia em que tinha recuado de bloqueio

Recursos tinham sido liberados nesta mesma quinta-feira (1º) por volta do meio-dia. Entretanto, entidades alertam que governo voltou a “zerar contas” em uma ação anunciada em ofício por volta das 19h30

Por Julia Putini, g1

O alívio de universidades e institutos federais de educação não durou nem mesmo um dia: a verba R$ 366 milhões do Orçamento que foi liberada no meio do dia foi novamente bloqueada pelo governo de Jair Bolsonaro (PL) no começo da noite desta quinta-feira (1º).

(mais…)

Ler Mais

Safatle: Anistia nunca mais

Democracia foi dilapidada. Reconstruí-la exige punir os crimes de Bolsonaro, as chantagens dos militares e a politização das políticas. Primeiros meses do novo governo serão essenciais para isso. Senão estaremos fadados a repetir o passado…

Por Vladimir Safatle, na Comissão Arns

Muitas vozes alertam o Brasil sobre os custos impagáveis de cometer um erro similar àquele feito há 40 anos. No final da ditadura militar, setores da sociedade e do governo impuseram o silêncio duradouro sobre crimes contra a humanidade perpetrados durante os vinte anos de governo autoritário. Vendia-se a ilusão de que se tratava de astúcia política. Um país “que tem pressa”, diziam, não poderia desperdiçar tempo acertando contas com o passado, elaborando a memória de seus crimes, procurando responsáveis pelo uso do aparato do Estado para prática de tortura, assassinato, estupro e sequestro. Impôs-se a narrativa de que o dever de memória seria mero exercício de “revanchismo” – mesmo que o continente latino-americano inteiro acabasse por compreender que quem deixasse impunes os crimes do passado iria vê-los se repetirem. (mais…)

Ler Mais

Ventos populistas que varrem o globo revelam falta de horizonte. Entrevista especial com Marco Antonio Perruso

Para o sociólogo, a volta, ou reinvenção, do populismo, tanto à direita quanto à esquerda, é sintomática da falta de criatividade para radicais mudanças no Brasil e no mundo

Por João Vitor Santos, no IHU

Enquanto alguns celebravam a vitória de Lula nas urnas e a viam como o fim de um tempo de trevas, de retomada dos tempos de luzes, outros seguiam em negação. Se na noite da vitória a Avenida Paulista foi inundada por um mar de gente, em diversas rodovias Brasil eram erguidas barreiras, como diques que impediam os fluxos de novas águas. As duas cenas são icônicas e sintetizam o populismo em suas vertentes à direita e à esquerda. E mais: mostra que ambas as vertentes vivem em dialética. “É impossível ao populismo lulista evitar em definitivo o bolsonarismo, a extrema-direita, no Brasil, apenas retê-lo por um tempo, pois as contradições de qualquer política ou hegemonia progressista deste tipo tendem a levar água para o moinho da retomada do populismo de extrema-direita”, observa o sociólogo Marco Antonio Perruso. (mais…)

Ler Mais

Múcio Monteiro e a traiçoeira tentação conciliadora. Por Gilberto Maringoni

Especula-se que o político do PTB será o ministro da Defesa, com aval dos generais. Seria contratar a calmaria no curto prazo e receber tempestades no médio. Lula poderia inspirar-se em Roosevelt, e tomar as decisões difíceis no início do governo

No Outras Palavras

A mídia noticiou nos últimos dois dias de que Lula teria hesitado diante de ameaças Alto Comando das Forças Armadas na nomeação do futuro Ministro da Defesa. Os fardados teriam ganho de presente a prerrogativa de indicar o titular da área. O cargo de Ministro é político. A escolha cabe exclusivamente ao Presidente, que exerce também o Comando Supremo das Forças Armadas. Não é prerrogativa da corporação. (mais…)

Ler Mais

Brasil volta a estar entre países com maior número de mortes pela covid-19. Por Jamil Chade

No UOL

A expansão da covid-19 no Brasil volta a ganhar força e o país retorna à posição de destaque na lista de locais mais afetados pela pandemia no mundo. Dados publicados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) nesta quarta-feira apontam que o aumento na taxa de mortes no Brasil por conta do vírus foi de 113%, em comparação aos sete dias anteriores. (mais…)

Ler Mais

Entrevista: os caminhos de Lula para reverter os sigilos de Bolsonaro

Cofundador da Fiquem Sabendo, Bruno Morassutti explica como o presidente eleito pode revelar segredos do atual governo

Por Bruno Fonseca, Agência Pública

“É por isso que no dia 2 de outubro o povo vai te mandar para casa. Eu vou fazer uma coisa, vou fazer um decreto, acabando com seu sigilo de 100 anos para saber o que tanto você quer esconder por 100 anos”, afirmou o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva em debate na TV Globo, durante o primeiro turno das eleições presidenciais. (mais…)

Ler Mais