Nazismo e neonazismo em Santa Catarina. Por Marlene de Fáveri

Prefácio da autora à nova edição do livro “Memórias de (uma) outra guerra: cotidiano e medo durante a Segunda Guerra Mundial em Santa Catarina”.

Em A Terra é Redonda

1.

Há vinte e cinco anos eu imergia num sem fim de fontes de pesquisa, as quais diziam-me de uma “outra guerra” que até então desconhecia. À medida que compulsava documentos oficiais e processos instaurados pelo Tribunal de Segurança Nacional, jornais, cartas, fotografias, relatórios paroquiais, correspondências oficiais ou não, arquivos privados dentre outros, também ouvia relatos de pessoas que viveram no tempo da guerra, mais evidências apareciam da real existência de guerra interna que, mesmo sem canhões nem trincheiras, colocava “eixistas” contra “nacionalistas”. Estas fontes e relatos diziam-me das tensões vividas pela população nas relações cotidianas dos anos finais da década de 1930 e início dos anos 1940 no estado de Santa Catarina durante a Segunda Guerra Mundial. (mais…)

Ler Mais

A luta dos trabalhadores em um Brasil complexo

Presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros reflete sobre o estágio atual da classe. Defende: apoiar e defender o governo Lula não apaga a necessidade de enfrentar os retrocessos trabalhistas, que se refletem hoje na precarização

Por Solange Caetano, em sua coluna no Outra Saúde

Neste 1º de Maio, Dia Internacional do Trabalhadores, coube aos brasileiros pensar a respeito da situação que enfrentamos no mercado de trabalho, cada vez mais desregulado. Isso nos leva a outras consequências, tanto econômicas quanto de impactos relevantes em outras áreas, como saúde mental e doenças do trabalho até o convívio com a família, para quem temos cada vez menos tempo. (mais…)

Ler Mais

Tirem as mãos da Previdência! Por Paulo Kliass

Vem aí um novo risco, além dos cortes na Saúde e Educação. Haddad e Tebet aventam tirar das aposentadorias a valorização do salário mínimo. Ainda há tempo de frear ataques à Constituição. Mas Lula precisa sair da posição de mero expectador da política econômica

Em Outras Palavras

O assim chamado “novo arcabouço fiscal” completou 8 meses de vida há poucos dias atrás. A Lei Complementar nº 200 foi promulgada no dia 30 de agosto do ano passado e foi a malandragem maldosa concebida por Fernando Haddad para colocar no lugar do famigerado Teto de Gastos do Temer. Ou seja, ao invés de simplesmente revogar a antiga EC 95, tal como prometido por Lula durante a campanha, o professor do Insper resolveu fazer mais um agradinho ao núcleo do financismo. Manteve a essência da austeridade fiscal sob uma roupagem mais palatável. Mas o importante era “botar ordem na casa” segundo suas próprias palavras, de maneira que a contenção e os cortes de despesas orçamentárias permaneceram como os componentes básicos da regra número 1 na política econômica. (mais…)

Ler Mais

MPF e DPU acionam Google e canais na Justiça por disseminação de discurso de ódio por policiais no YouTube

Ação civil pública busca exclusão de conteúdo e regulação de postagens para evitar abusos na liberdade de expressão

O Ministério Público Federal (MPF) e a Defensoria Pública da União (DPU) moveram uma ação civil pública contra o Google e responsáveis por canais do YouTube em que foram identificados discursos de ódio e incitação à violência. O objetivo é a exclusão de postagens específicas e a regulação do conteúdo veiculado por policiais em programas de podcast e videocast na plataforma, para prevenir abusos no direito à liberdade de expressão.

(mais…)

Ler Mais

Um primeiro de maio triste para os que são livres como pássaros. Por Mauro Luis Iasi

Em tempos de subordinação real e não meramente formal, certos segmentos da classe trabalhadora podem inclusive operar seus próprios meios, no entanto só podem operá-los subordinados ao capital e inserindo-se no mercado de produção de mercadorias ou serviços operados por grandes empresas. Como se fosse uma lei natural que sempre existiu. Os pássaros livres voam para o bem do capital que os aprisiona.

No Blog da Boitempo

Quando em 1886 os trabalhadores norte americanos entraram em greve pela jornada de trabalho de oito horas (a jornada média era de 13 horas), descanso semanal e férias remuneradas, mal poderiam imaginar que cento e trinta e oito anos depois, trabalhadores de aplicativo exigiriam o direito de trabalhar doze horas e sem direitos. (mais…)

Ler Mais

‘Incluir o pobre no orçamento e o rico no imposto de renda’. A luta contra a desigualdade – uma batalha a favor da inclusão dos descartados. Entrevista especial com Pedro Fernando Nery

No Brasil, 64 milhões de pessoas vivem em insegurança alimentar, ao mesmo tempo que o país espelha, no topo da pirâmide, uma fatia social que inclui os mais ricos do planeta

IHU

O relatório da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – Pnad Contínua, com base no ano de 2023, traz dados alarmantes sobre a desigualdade brasileira: o 1% mais rico ganha 40 vezes mais que a população mais pobre do país. No país, o problema não é novo, mas histórico, onde as políticas de redução são ainda insuficientes. Embora o orçamento do Bolsa Família, importante programa de transferência de renda, tenha sido quintuplicado no último ano, há muito a ser feito. Outra frente relevante é a Reforma Tributária, aprovada em 2023, mas pendente de regulamentação, o que está previsto para ocorrer neste primeiro semestre. Há, porém, lacunas que precisam ser consideradas. (mais…)

Ler Mais

Lula: abandone a austeridade. Por Paulo Kliass

Terapia Política

No próximo dia 5 de maio ocorrerá o Concurso Público Nacional Unificado, um importante processo de inovação e democratização dos certames para seleção de funcionários públicos em uma série de carreiras do governo federal. Como a economia é uma das matérias que deverão ser apresentadas aos candidatos, não seria de todo impossível imaginar a seguinte questão:
“Mais importante do que o número é o compromisso de que nós vamos botar ordem em 10 anos de déficits públicos que acumulam quase 2 trilhões de reais”. (mais…)

Ler Mais