“Quanto maior o colapso do governo, maior a virulência da guerra cultural”, diz pesquisador da Uerj

Para o professor João Cezar de Castro Rocha, uma visão revanchista e revisionista da história brasileira moldou Bolsonaro e os bolsonaristas; é essa narrativa que justifica a criação e eliminação de inimigos em série enquanto, ao mesmo tempo, torna impossível governar

Por Ciro Barros, Agência Pública

João Cezar Castro Rocha, professor titular de literatura comparada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), vem se dedicando a entender o que ele chama de guerra cultural bolsonarista. O resultado de sua pesquisa é o livro Guerra cultural e retórica do ódio: crônicas do Brasil, que deve ser lançado no fim de junho deste ano pela editora Caminhos. 

(mais…)

Ler Mais

Procuradores do MPF em MG e GO recomendam uso de cloroquina contra Covid-19

Para pedir uso precoce de hidroxicloroquina, os documentos das Procuradorias em MG e GO misturam relatos anedóticos, informações falsas, links de sites que apoiam o governo Bolsonaro, estudos contestados e in vitro (só em células) e ignoram estudos publicados em revistas científicas respeitadas mundialmente e entidades científicas brasileiras.

Fernanda Canofre e Phillippe Watanabe, da Folhapress/GaúchaZH

Procuradorias em ao menos três estados se movimentaram para ampliar o uso de medicamentos para tratamento de sintomas iniciais de Covid-19, incluindo cloroquina e hidroxicloroquina.

(mais…)

Ler Mais

MPF aponta nulidade na nomeação de presidente do Iphan

Para procuradores, há indícios de desvio de finalidade e falta de capacitação técnica na nomeação de Larissa Dutra

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou nesta quarta-feira (27), à 28ª Vara Federal manifestação em ação popular na qual pede a suspensão dos efeitos da nomeação e posse de Larissa Rodrigues Peixoto Dutra no cargo de presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

(mais…)

Ler Mais

Câmara de Meio Ambiente do MPF defende apuração de possível crime de responsabilidade e improbidade administrativa de Ricardo Salles

Para órgão colegiado, pronunciamento do ministro do Meio Ambiente na reunião ministerial de 22 de abril revela propósito de atuar contrário à proteção ambiental

A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal (4CCR/MPF) divulgou nesta quarta-feira (27) manifestação em que defende a apuração de possíveis crimes de responsabilidade e improbidade administrativa por parte do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Para o órgão colegiado, as declarações de Salles durante a reunião ministerial de 22 de abril, no Palácio do Planalto, demonstram que a conduta do ministro à frente da pasta “traduz verdadeiro encadeamento premeditado de atuar contrário à proteção ambiental, caracterizando o dolo”.

(mais…)

Ler Mais

Bolsonaro, síndico de um condomínio em chamas

Síntese do pior que há no país: o Jambalaya Coisoflat é dividido em blocos, onde coabitam figuras peculiares — de milicos de pijama a usurários com pedigree. Agem apenas em benefício próprio. Assistiremos sentados ao incêndio?

por Bruno Lima Rocha*, em Outras Palavras

Tenho de admitir, Bolsonaro é muito bom no que se propõe a fazer: desgoverno, tumulto no país e desinformação na sociedade. Ele é o que é, e sua existência plena é isso mesmo. Nem mais, nem menos, “taóquei!”. Ele e sua prole não se pretendem governantes, o ato de governo é como se fosse um condomínio e, infelizmente, o síndico é o próprio Jair Messias, e não Tim Maia. Nesse condomínio, a maior parte dos subsíndicos se comporta mais como xerifes de galeria do que como habitantes de um mesmo espaço. Ao contrário do que seria esperado, o síndico de discurso autoritário não é centralizador nem tem pulso forte ou mão de ferro. Ninguém pode aparecer mais do que ele e, menos ainda, assumir atos de responsabilidade. Esse síndico não faz nada e não deixa ninguém fazer muito. Não se mete com o tesoureiro, embora lembre a todo o momento que até esse pode ser demitido.

(mais…)

Ler Mais

Equívocos de Marcos Nobre sobre a Frente Ampla

Para pensador, Bolsonaro sustenta-se no poder graças a sua parcela de apoio, e derrubá-lo requer união entre supostas forças democráticas. Esquece que presidente é blindado pela elite, e que a direita não parece disposta a reconstruir a política

por Ronaldo Tadeu de Souza*, em Outras Palavras

Marcos Nobre é um infatigável analista crítico da política brasileira contemporânea. Professor de filosofia no departamento de filosofia da Unicamp e atual presidente do lendário Cebrap-Centro Brasileiro de Planejamento, Nobre é um dos principais pesquisadores da teoria crítica da sociedade (a Escola de Frankfurt) no Brasil. Seus trabalhos, densos estudos sobre esta modalidade de teorização, compreensão, diagnóstico e práxis, versam sobre Lukács e Adorno, Hegel e Max Horkheimer. Seu último livro é um portentoso comentário sobre a Fenomenologia do espírito de Hegel, especificamente a Introdução do texto de 1807 – nele Nobre sustenta que o Hegel deste período estava, no impulso da modernidade que se iniciava e da Revolução Francesa, preocupado em fazer emergir o novo. Daí em diante o filósofo de Jena cristalizou seu pensamento em sistema, tanto método da ciência da lógica como na teoria do direito.

(mais…)

Ler Mais

“Lockdown” com justiça social, já! (1)

Dois estudos (da FGV e Unicamp) confirmam as piores previsões sobre a covid-19. Fechamento das cidades tem apoio popular, mas exige a redistribuição de riquezas e a reorganização produtiva compatíveis às de uma Economia para a Vida

por Antonio Martins, em Outras Palavras

I. A grande disjuntiva brasileira

No momento mais grave da pandemia de covid-19, o Brasil está à beira de passo catastrófico. Em muitos estados e municípios – inclusive em parte daqueles cujos governantes opõem-se a Jair Bolsonaro – ensaia-se o retorno às ruas. A pressão do poder econômico intensificou-se. A sabotagem do Palácio do Planalto às medidas protetivas nunca cessará. Temerosas, as autoridades vacilam. Em São Paulo, o distanciamento social começará a ser “flexibilizado” em 1º/6. No Distrito Federal, os shoppings estão sendo reabertos. No Maranhão, a quarentena durou muito pouco. No Rio de Janeiro e em partes da Região Sul, até os templos religiosos estão sendo autorizados a reabrir.

(mais…)

Ler Mais

MPF recomenda anulação de portaria do ICMBio que fragiliza proteção da Rebio Tinguá

Documento alerta para retrocesso na política de conservação ambiental no RJ e esvaziamento do quadro de recursos humanos e materiais na reserva biológica da Baixada Fluminense, com impactos na fiscalização da unidade

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) que declare a nulidade da Portaria 426/2020 e exclua a Reserva Biológica (Rebio) do Tinguá do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) de Teresópolis. O NGI Teresópolis foi criado em 11 de maio pela portaria para fazer a gestão integrada de cinco unidades de conservação: Parna da Serra dos Órgãos; APA de Petrópolis; Rebio do Tinguá; APA de Guapi-Mirim; e Esec da Guanabara. O MPF argumenta na recomendação que o NGI será gerido com base na totalidade de sua extensão territorial, afastando a especialização atualmente existente com foco nas particularidades de cada unidade de conservação federal. Com isso, todos os servidores lotados nas unidades de conservação que o integram serão centralizados em um local distante da área protegida.

(mais…)

Ler Mais

“O Brasil poderá ser conhecido como o país que enraizou o negacionismo científico”, diz Nicolelis

Para evitar uma catástrofe, o renomado neurocientista Miguel Nicolelis afirma que é o momento de adotar medidas drásticas contra o coronavírus: lockdown em locais onde a ocupação dos hospitais esteja acima de 80%, acompanhado de um auxílio econômico que, de fato, permita às pessoas ficar em casa

Por Giulia Afiune, Agência Pública

Semanas antes de Bolsonaro demitir o primeiro ministro da Saúde e demonstrar em uma reunião ministerial que enfrentar a pandemia não é sua prioridade, os governadores do Nordeste decidiram reunir um grupo de pesquisadores e cientistas renomados para ajudá-los a desenvolver estratégias de combate ao coronavírus.

(mais…)

Ler Mais

Reinventar modos de viver a partir dos territórios. Por Cândido Grzybowski

Do Ibase

Estamos naquele impasse quase total, de absoluta incerteza. Experiência única para a maioria no mundo inteiro. Mas, ao mesmo tempo, trata-se de uma vivência compartida entre todas e todos, um momento de extraordinária tomada de consciência de destino comum planetário. Nunca vivenciamos tal situação de total dependência, tendo os mesmos medos e incertezas sobre o amanhã e o depois de amanhã, ao menos nós das atuais gerações. E, no entanto, desperta uma profunda sensação de direito coletivo à vida, com um futuro a sonhar e construir, como condição do próprio viver. Eis o desafio!

(mais…)

Ler Mais