O SUS diante dos eventos climáticos extremos

O que é a Força Nacional do SUS, essencial para evitar um número muito maior de vítimas no Rio Grande do Sul. Como coordena as ações de salvamento. Por que sua ação precisa ser muito reforçada, em tempos de crise ambiental

por Gabriel Brito, Outra Saúde

A calamidade parece se assentar como parte do cotidiano do Rio Grande do Sul. Em meio a falhas gritantes do poder público no socorro à sua população, opera um braço do sistema de saúde com o qual nem todo brasileiro está familiarizado: a Força Nacional do SUS. (mais…)

Ler Mais

Educação: O “novo” fascismo com velhas táticas

Em SP, está em curso uma escalada contra a educação – da plataformização alienante das aulas ao ensino cívico-militar. Gestão privatizada de escolas é a nova frente. Como desmercantizá-las? Por que o ultraliberalismo tornou-se a grande tática da ofensiva neofascista?

por Ricardo Normanha, em Outras Palavras

O Governo de São Paulo, sob a gestão do governador de extrema direita Tarcísio de Freitas (Republicanos), está implementando o projeto “Novas Escolas” através de uma parceria público-privada (PPP) para construir e “modernizar” 33 unidades escolares, atendendo 35 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio (São Paulo [2024?]). O decreto publicado no último dia 11 de junho concretiza a iniciativa que já vinha sendo noticiada há tempos e faz parte do pacote de “desestatização”, um dos pilares da gestão de Tarcísio em São Paulo, junto com a política de segurança pública baseada no aval para a violência política, no punitivismo e no populismo penal. (mais…)

Ler Mais

Autor do PL do Estupro se envolveu em acidente que matou idosa. Não houve investigação

Sóstenes Cavalcante teria causado uma colisão no trânsito, em 2022. BO foi retificado, segundo PRF

Por  Amanda Audi | Edição: Mariama Correia, Agência Pública

Autor do Projeto de Lei 1.904 de 2024, conhecido como “PL do Estupro”, que equipara o aborto após 22 semanas a homicídio, o deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) envolveu-se em um acidente de trânsito em 2022, que resultou na morte de uma idosa. Nunca houve investigação sobre o acidente. (mais…)

Ler Mais

Para entender o ascenso de parlamentares antifeministas

Socióloga investiga, desde 2018, a ascensão deste fenômeno na esfera política. Quais as motivações deste “paradoxo” e sua força no Congresso? Por que ele é estimulado pelos partidos? E como o sentimento de “amparo” do patriarcado se converte em votos?

Camila Galetti em entrevista Kelly Ribeiro, no Portal Catarinas

Camila Galetti, doutora em sociologia pela Universidade de Brasília (UNB) e pesquisadora de antifeminismo e extrema direita, iniciou nas eleições de 2018 a análise do crescente discurso antifeminista entre parlamentares mulheres de direita e centro-direita. (mais…)

Ler Mais

Os gastos sociais e a “crise fiscal” sem fim

Na cruzada contra os gastos públicos, pouco importa ao financismo se os indicadores econômicos vão bem. O plano é desgastar o governo, forçando-o a liquidar conquistas históricas, enquanto oculta-se a captura obscena de recursos por meio dos juros

por José Álvaro de Lima Cardoso, em Outras Palavras

Os indicadores da economia brasileira têm melhorado recentemente, em alguns aspectos. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgado em 29 de maio, o número de trabalhadores com carteira assinada chegou a 38,188 milhões, um recorde na série histórica da pesquisa, iniciada em 2012. No mesmo sentido, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que, entre desde janeiro de 2023 até abril último, foram gerados mais de 2,2 milhões de vagas com carteira de trabalho. Segundo a Pnad, a renda média dos trabalhadores cresceu 6,6% em 2023. Além disso, o rendimento médio mensal real domiciliar per capita – que inclui renda do emprego, outras fontes e programas sociais – chegou ao maior valor da série histórica da pesquisa: R$ 1.848. Esse resultado indica alta nominal de 11,5% em relação a 2022. (mais…)

Ler Mais

Os gols contra do governo na economia. Por Paulo Kliass

Financismo sai ao ataque – contra a Previdência, o piso da Saúde e Educação, os salários dos servidores… E ministros cedem à panaceia de que o déficit fiscal é a origem de todos problemas. Lula precisa descer da arquibancada, se quiser reconstruir o país

Em Outras Palavras

O alto comando do financismo internacional costuma se utilizar de seus representantes no interior dos grandes meios de comunicação e em postos estratégicos nos governos para criar falsos consensos a respeito de medidas a serem adotadas em termos de políticas púbicas. Esse movimento ganhou uma dimensão bastante relevante em meados da década de 1980, quando começa a gestação do amplo programa de reestruturação econômica dos países do então chamado Terceiro Mundo, que ficou conhecido como Consenso de Washington. Ali tem início a formatação das medidas que viriam posteriormente a se constituir no receituário neoliberal, com foco na privatização geral e irrestrita, na liberalização mais ampla possível e em um pacote de proposições assegurando a austeridade fiscal a todo o custo. (mais…)

Ler Mais

SP: Nunes, Mello e a milicianização das eleições. Por Almir Felitte

Indicado para vice na chapa do atual prefeito, o ex-comandante da Rota é mais do que os dedos de Bolsonaro no pleito municipal. Ele é parte do perigoso movimento de politização da PM, que toma dimensão nacional – e pode atingir o ápice em 2026

Em Outras Palavras

Talvez a entrada do coach na disputa tenha sido o empurrão que faltava, ou talvez fosse apenas uma questão de tempo mesmo. Mas desde que, no dia 14 de junho, ele posou efusivo para fotos ao lado de Bolsonaro, Tarcísio e coronel Ricardo Mello, o atual prefeito de São Paulo e candidato a reeleição Ricardo Nunes já dava todas as mostras de que pularia de vez no colo do bolsonarismo e do militarismo. (mais…)

Ler Mais