Advogado da CPT participa de atividades na Europa e fala sobre a responsabilidade do continente na preservação da Amazônia

A convite da CAFOD, entidade parceira da CPT, José Batista Afonso, advogado da Pastoral em Marabá, no Pará, participou durante o mês de junho e julho, de atividades na Europa com parlamentares, estudantes e igrejas, em que denunciou os crimes cometidos contra os povos do campo, o desmatamento da Amazônia e a importância do bioma para as questões climáticas mundiais.

CPT

Durante reunião com parlamentares europeus em Hove, na Inglaterra, dentro da programação da “The Time is Now”, José Batista se encontrou com alunos da Cardinal Newman Catholic School, que queriam saber o que poderiam fazer para contribuir com a Amazônia. Batista, que também falou sobre como os direitos das comunidades na Amazônia são desrespeitados pelo agronegócio, pela mineração e pela destruição ambiental da Amazônia, destacou que: “precisamos que os jovens nos ajudem nessa luta. Como estudantes, encorajo vocês a estudar quais são as ameaças para a Amazônia. É importante que vocês entendam a Amazônia e seu papel na regulação do clima no mundo, incluindo a manutenção do suprimento de oxigênio, água doce e precipitação para este planeta. Precisamos agir agora para proteger a Amazônia e as pessoas e comunidades que a defendem para todos nós”.

(mais…)

Ler Mais

Governo Bolsonaro busca impedir maior participação de indígenas na ONU

Em Genebra, representação do governo brasileiro busca emperrar debate sobre participação direta de indígenas no Conselho de Direitos Humanos da ONU

por Tiago Miotto, em Cimi

O governo Jair Bolsonaro, em manifestação na Organização das Nações Unidas (ONU), buscou emperrar a discussão sobre uma maior abertura à participação de indígenas no Conselho de Direitos Humanos da ONU. Na prática, ao defender que a discussão seja adiada, o governo tenta inviabilizar a participação indígena no Conselho.

(mais…)

Ler Mais

Território de comunidades geraizeiras em Minas é invadido por transmissora de energia

Empresa pertencente à gestora canadense Brookfield instalou torres de transmissão à revelia dos camponeses e quilombolas que vivem na região; obra tem 195 km de extensão e abrange oito municípios

Por Priscilla Arroyo, em De Olho nos Ruralistas

No norte de Minas Gerais, a região de Cerrado é denominada apenas por “Gerais”. É essa abreviação, típica dos mineiros, que dá origem à expressão pela qual os camponeses de lá se reconhecem: geraizeiros. São cerca de 20 mil pessoas vivendo em uma área de 228 mil hectares. Desde meados do ano passado, esse território, cuja história guarda sucessivos períodos de resistência a grileiros e ao avanço das monoculturas de eucalipto, está sendo novamente invadido. Agora por uma empresa do setor de infraestrutura.

(mais…)

Ler Mais

Dia de inspeção em Congonhas. Por Antonio Claret Fernandes

O Inspetor, nesse dia, está particularmente feliz. Ele gosta da sua profissão. Não esconde isso de ninguém. Vê-se, sem esforço, pela sua cara. Meio bonachão e muito contente. Ganha bem. Mora numa mansão no Rio de Janeiro; coincidentemente no Botafogo, mesmo bairro do escritório da Vale. E ainda é cotejado por grandes empresas. Recebe regalos por favores aqui e ali. Segue a prática comum no ambiente privado, onde a corrupção, ao contrário do que pensa o senso comum, é maior do que no público.

Mas, para além da satisfação normal, a proximidade da inspeção em Congonhas, com 24 barragens de rejeito, para onde já está a caminho, o deixa especialmente feliz. Ele adora aquela cidade. A sua história. O seu relevo.

(mais…)

Ler Mais

Quilombolas: MPF aciona Incra e União por omissão na titulação das terras de Caimbogo Velho, em Cachoeira (BA)

Comunidade foi reconhecida como quilombola há quase 15 anos; Incra arrasta procedimento de reconhecimento e titulação desde 2013

Ministério Público Federal na Bahia

O Ministério Público Federal (MPF) na Bahia ajuizou ação civil pública contra o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a União por omissão no processo de titulação de terras dos remanescentes do quilombo de Caimbogo Velho – situado no município de Cachoeira (BA), situado a 110 km da capital. O processo administrativo tramita no Incra desde 2013, mas o órgão nem sequer iniciou os estudos antropológicos para começar a elaboração do Relatório de Identificação e Demarcação (RTID), primeira das seis etapas para identificação e delimitação das terras da comunidade tradicional.

(mais…)

Ler Mais

Povo Tremembé de Engenho denuncia falsa representação e tentativa de loteamento de seu território

Em nota, indígenas do Maranhão denunciam tentativa de pessoas e organizações que consideram ilegítimas falarem em seu nome, buscando recursos públicos e até negociando lotes em seu território

No Cimi

O povo Tremembé de Engenho, do Maranhão, divulgou nota nesta segunda-feira (15) denunciando a tentativa de pessoas e organizações representarem seu povo junto a órgãos públicos e instâncias jurídicas. Em dezembro de 2018, os Tremembé foram despejados de sua terra tradicional com truculência, e tiveram suas roças destruídas por tratores.

(mais…)

Ler Mais

Acordo garante indenização de R$ 700 mil a famílias de vítimas do crime de Brumadinho

Valor será pago individualmente a pais, filhos e cônjuges de 242 vítimas; irmãos vão receber R$ 150 mil

Redação Brasil de Fato

Seis meses depois do rompimento da barragem que matou pelo menos 248 trabalhadores em Brumadinho (MG), o Ministério Público do Trabalho e a mineradora Vale firmaram acordo de indenização por danos morais às famílias de 242 vítimas.

(mais…)

Ler Mais