Ministério da Igualdade Racial é prioridade para lideranças negras em grupo de transição

População é a mais afetada por falta de políticas públicas, avaliam integrantes do grupo técnico de igualdade racial nomeados para a equipe de transição de Lula.

Por Nayara Fernandes, do G1, e Thaiza Pauluze, da Globonews

Em reuniões online diárias, o grupo de transição de igualdade racial do novo governo Lula (PT) tem a missão de indicar nomes de referências negras para compor todas as pastas da gestão petista. Além de fazer um raio-x da área, que teve seu orçamento reduzido a zero, os integrantes têm como prioridade colocar o combate ao racismo no centro das pautas, da economia às mudanças climáticas, e pleiteiam a criação de um ministério para tal. (mais…)

Ler Mais

Branquitude: Um campo de estudos críticos referentes ao privilégio das pessoas brancas em sociedades estruturadas pelo racismo

Por Erika Farias – EPSJV/Fiocruz

Estudos sobre história e cultura afro-brasileiras têm evidenciado o fato de que a sociedade ocidental foi educada a partir de uma visão eurocêntrica de mundo, em que os feitos dos colonizadores foram ensinados, geração após geração, como conquistas e atos heroicos. Por este ponto de vista, criou-se uma ideia do homem branco como vencedor, a força motriz de uma expansão capitalista que, por séculos, sequestrou, escravizou e aniquilou povos inteiros. Mais de 130 anos após a assinatura da Lei Áurea, declaração ‘formal’ que determinou a abolição da escravatura em solo brasileiro – sem que houvesse indenizações ou posteriores políticas de integração aos recém libertos – hoje, são notórios e crescentes o ativismo e o movimento social negro, bem como os debates acerca de consequências pessoais, sociais e econômicas dos quase 400 anos de escravização do povo africano e afrodescendente. Apesar do avanço das discussões referentes à reparação histórica de pretos e pardos, um aspecto desta engrenagem permanece em segundo plano: a invisibilização do branco escravizador. É neste campo crítico, de estudos referentes aos privilégios da pessoa branca em sociedades estruturadas pelo racismo, que surge o conceito de ‘branquitude’. (mais…)

Ler Mais

Pesquisa financiada pelo Fundo Malala revela desigualdade de gênero na educação

Giovanna Carneiro, em Marco Zero Conteúdo

O Centro Dom Helder Câmara de Estudos e Ação Social (Cendhec) lançou a pesquisa “Meninas por uma Educação com Igualdade”, que expõe dados sobre desigualdades de gênero na Educação. O objetivo do levantamento, que compõe uma das ações do projeto Na Trilha da Educação – Gênero e Políticas Públicas para Meninas, do Fundo Malala, é entender os efeitos das desigualdades de gênero na vida escolar de meninas. (mais…)

Ler Mais

Apologia ‘livre’ e criminosa a racismo e nazismo em colégios é reflexo de ‘escola sem partido’ e impunidade, analisa educadora da Unicamp

Por Patrícia Teixeira, g1 Campinas e Região

expulsão de oito alunos da escola de elite Porto Seguro em Valinhos (SP) após registros de apologia a racismo e nazismo em um grupo de WhatsApp e outros casos semelhantes em unidades de ensino pelo país acenderam a discussão: o que acontece com estudantes e professores que cometem essas violências? Em que momento fatos históricos deixaram de ter a devida relevância na cultura deles? (mais…)

Ler Mais

Uma pessoa negra é morta pela polícia a cada nove horas no RJ, aponta pesquisa

Capital lidera em número de mortos por agentes do estado, com 458 registros, seguida por São Gonçalo e Baixada

Redação Brasil de Fato

Uma pesquisa da Rede de Observatórios da Segurança divulgada nesta quinta-feira (17) revelou que a polícia do Rio de Janeiro mata uma pessoa negra a cada nove horas. No último ano, das 1.214 pessoas mortas pela polícia, 87,3% eram negras. Os dados estão na pesquisa “Pele Alvo: A cor que a polícia apaga”. (mais…)

Ler Mais

Organizações criam guia sobre injustiça reprodutiva para meninas e mulheres negras no Brasil

Giovanna Carneiro, no Marco Zero Conteúdo

Com o objetivo de facilitar o acesso de jornalistas e comunicadores aos dados sobre os direitos sexuais e reprodutivos com recorte de raça e faixa etária, organizações da sociedade civil lançaram o guia “Cenário Brasileiro de Injustiça Reprodutiva Para Mulheres Negras e Meninas – Guia para jornalistas e comunicadores”. (mais…)

Ler Mais