A agro-política de Tereza Cristina

Deputada Federal indicada para o Ministério da Agricultura de Bolsonaro possui histórico na articulação de políticas anti-indígenas, contra quilombolas e prejudiciais ao meio ambiente 

Por Fábio Zuker e Andreza Davidian, especial para a Amazônia Real 

Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias é engenheira agrônoma formada pela Universidade Federal de Viçosa (MG). Neta e bisneta de ex-governadores do Mato Grosso (quando o estado ainda era uno), Tereza Cristina se dedicou à administração dos negócios da família na criação de gado antes de ingressar na política. Tendo participado da direção de uma série de associações representativas do setor agropecuário, em 2007 Tereza Cristina é nomeada secretária de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo no Mato Grosso de Sul, no governo de André Puccinelli do PMDB (atualmente preso por ter comandado um esquema de propinas), cargo que irá exercer até 2014, quando se elege deputada federal pelo PSB. Após votar a favor da reforma trabalhista, Tereza Cristina deixa o partido em outubro de 2017, antecipando sua expulsão que culminaria de um processo disciplinar por votar pela rejeição das denúncias criminais contra Michel Temer, contrariando a orientação da legenda. A deputada se filia então ao DEM, mais alinhado ao governo, e logo assume a liderança da bancada do partido, pelo qual se reelege na última eleição de 2018. (mais…)

Ler Mais

Seminário “Agrotóxicos, Impactos Socioambientais e Direitos Humanos” trará a ativista Vandana Shiva à cidade de Goiás (GO)

A histórica Cidade de Goiás sediará, pela terceira vez, o Seminário “Agrotóxicos, Impactos Socioambientais e Direitos Humanos”, com a presença da pesquisadora e ativista indiana Vandana Shiva. O evento, que em 2018 toma caráter internacional, ocorrerá entre os dias 10 e 13 de dezembro

por Gwatá – UEG / CPT

Referência mundial na temática dos agrotóxicos e da agroecologia, Vandana Shiva estará presente na conferência de abertura do evento, na noite de 10 de dezembro. Ela também deve participar de uma roda de conversa na tarde do dia 11 sobre agrotóxicos na América Latina, juntamente com ativistas, advogados e pesquisadores latino-americanos. (mais…)

Ler Mais

Para alimentar salmão norueguês, soja brasileira desmata e explora trabalho escravo

Três empresas brasileiras que exportam concentrado de soja para a Noruega têm fornecedores que já foram flagrados com trabalho escravo, desmatamento ilegal e posse ilegal de terras

Por André Campos e Antônio Biondi, Repórter Brasil

Principal produtora mundial de salmão, a Noruega compra do Brasil maior parte da matéria-prima usada para alimentar seus cardumes. Todos os meses, milhares de toneladas de proteína de soja concentrada saem dos portos brasileiros e cruzam dez mil quilômetros do oceano Atlântico rumo aos tanques de peixes do país nórdico. O problema é que essa cadeia de negócios da soja brasileira está marcada por crimes ambientais e trabalhistas. (mais…)

Ler Mais

Agroecologia, saúde e mulher

Agroecologia não é só produzir de forma saudável, mas é cuidar do meio ambiente em que se vive

Por Ludmilla Bandeira e Maíra Santiago*, em Página do MST

Há muito tempo os seres humanos têm se relacionado com a natureza como se ela fosse uma fonte inesgotável de recursos, como se nunca fosse acabar. O mundo capitalista em que vivemos nos molda como uma sociedade de consumo irracional que não pensa nas conseqüências futuras enquanto busca o bem-estar imediato.

(mais…)

Ler Mais

Haddad promete redução do uso de agrotóxicos, transição ecológica e fortalecimento da agricultura familiar

Programa de governo também prevê geração de empregos, programas sociais e metas para chegar ao Desmatamento Zero na Amazônia em 2022

Por Maura Silva, na Página do MST

O programa de governo do candidato Fernando Haddad (PT) surge como um caminho para uma “transição ecológica para a nova sociedade do Século 21”. (mais…)

Ler Mais

Justiça americana confirma condenação à Monsanto por glifosato

Juíza determina redução da multa, mas confirma sentença em caso de jardineiro com câncer terminal. Decisão poderá desencadear onda de ações milionárias contra empresa recém-adquirida pela multinacional alemã.

Por Deutsche Welle, na CPT

A gigante agroquímica alemã Bayer anunciou nesta terça-feira (23/10) que apelará da decisão judicial que confirma a sentença – a primeira desse tipo nos Estados Unidos – segundo a qual o herbicida glifosato foi a causa do câncer terminal de um homem. (mais…)

Ler Mais

MPF convoca audiência pública para debater PL dos agrotóxicos

Evento será promovido no dia 31 de outubro, a partir das 14h, no auditório do MPF em Campo Grande (MS)

Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul

O Ministério Público Federal (MPF) em Mato Grosso do Sul (MS) promoverá, no dia 31 de outubro, audiência pública para discutir os impactos da aprovação do Projeto de Lei (PL) 6299/2002, que dispõe sobre os pontos que envolvem pesquisa, utilização e fiscalização de agrotóxicos em âmbito nacional. O evento, aberto ao público, será realizado no auditório do MPF em Campo Grande, a partir das 14h, sob a presidência do procurador da República Marco Antonio Delfino de Almeida. (mais…)

Ler Mais

quilombo

Nota de repúdio das comunidades quilombolas de Santarém das declarações feitas por Edward Luz e Adriano Maraschin

A Federação das Organizações Quilombolas de Santarém, representante das 12 comunidades quilombolas do município: Associação de Remanescentes do Quilombo do Tiningu – ARQTININGU; Associação de Remanescentes de Quilombo do Bom Jardim – ARQBONJA; Associação de Remanescente de Quilombo do Saracura ACREQSARA; Associação de Remanescente de Quilombo do Arapemã; Associação de Remanescente de Quilombo do Surubiu-Açu – ARQSURUBIU; Associação De Remanescente de Quilombo de Maria Valentina ( quilombos Nova Vista do Ituqui, São José do Ituqui, São Raimundo do Ituqui) – ARQVALETINA; Associação de Remanescente de Quilombo de Patos do Ituqui; Associação de Remanescentes de Quilombo de Murumuru –ARQMU; Associação de Remanescente de Quilombo de Murumurutuba; Associação de Remanescentes de Quilombo do Maicá; vem expressar sua profunda indignação com as declarações do antropólogo Edward Luz e de Adriano Maraschin, presidente do Sirsan, que foram publicadas na internet. Essas pessoas não nos conhecem, nunca visitaram nossos territórios e querem dizer que nós não existimos. Essas pessoas querem defender seus direitos mas deixar o povo sem acesso à terra. Nossos quilombos existem, temos processos administrativos no Incra e cumprimos com tudo que a lei determina para a titulação de nossos territórios. (mais…)

Ler Mais

Sentença determina estudos de impacto ambiental para licenciamento de plantação de arroz no Marajó (PA)

Ministério Público Federal no Pará*

A Justiça Federal determinou ao estado do Pará que exija a realização de Estudo de Impacto Ambiental e seu respectivo Relatório de Impacto Ambiental (Eia/Rima) para uma plantação de arroz na Fazenda Reunidas Espírito Santo, propriedade de 9 mil hectares em Cachoeira do Arari, no arquipélago do Marajó (PA). (mais…)

Ler Mais

“Pela Democracia e contra a fome”: em manifesto organizações denunciam graves violações de direitos

Na Fian-Brasil

Em razão ao Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro, mais de 30 organizações, movimentos populares e sociais, assinam o Manifesto Pela Democracia e Contra a Fome que denuncia as graves violações de direitos que afetam duas dimensões do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) no Brasil: o direito de não sofrer fome e o direito de nos alimentarmos com base em processos e sistemas alimentares adequados, sustentáveis e saudáveis. (mais…)

Ler Mais