Família de Marielle pede garantias de segurança ao governo do estado

Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

A família da vereadora Marielle Franco, assassinada em março deste ano na região central do Rio, pediu garantias de segurança ao governo do estado. Os parentes de Marielle alegam que estão recebendo ameaças, tanto por redes sociais quanto pessoalmente. O pedido foi feito nesta segunda-feira (20) ao secretário estadual de Segurança, general Richard Nunes, durante reunião no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). (mais…)

Ler Mais

As ideologias que matam

Por Ponte Jornalismo

Na semana em que a morte de Marielle Franco completou cinco meses sem solução, a candidata a deputada federal Talíria Petrone, que era amiga da vereadora assassinada, e também negra, mulher e política como Marielle, foi vítima de uma abordagem policial truculenta logo no seu primeiro dia de campanha. Em uma barca na travessia entre Niterói e Rio de Janeiro, um policial militar apreendeu o material de campanha da candidata e apontou uma arma para um jovem negro que tentou defendê-la. As motivações do PM foram expostas em um vídeo gravado por um repórter do Jornal do Brasil: para uma mulher que diz “arma mata”, o policial responde dizendo “ideologia também mata” e “ideologia mata mais”. (mais…)

Ler Mais

Nota Pública da CPT: Liderança de ocupação rural é assassinada no Pará

CPT Pará divulga Nota denunciando o assassinato de um trabalhador rural, liderança no sul do Pará, e cobra atuação mais contundente dos órgãos responsáveis por acompanhar e investigar crimes em conflitos no campo. Confira o documento na íntegra:

O trabalhador rural JUVENIL MARTINS RODRIGUES, conhecido como Foguinho, tinha 59 anos de idade e era uma das lideranças da ocupação da Fazenda Pontal, localizada no Município de Santa Maria das Barreiras, extremo Sul do Pará. Ele foi assassinado a tiros, no dia 01 de agosto, por dois homens que pilotavam uma motocicleta e o abordaram na Vila Espírito Santo, antiga Cachamorra, localizada às margens da Rodovia 28, no Município de Redenção. O homicídio teve pouca repercussão e. ao noticiarem o ocorrido, os canais de comunicação locais não fizeram nenhuma ligação entre o homicídio de Foguinho e o conflito fundiário em questão. (mais…)

Ler Mais

Governo de MS deve compensar índios por danos causados pela duplicação da MS-156

Sentença determina obras na Reserva Indígena de Dourados. Governo estadual se negou a cumprir liminar em 2012

MPF/MS

A 2ª Vara Federal de Dourados (MS) acatou pedido do Ministério Público Federal (MPF) e condenou o Governo de Mato Grosso do Sul a compensar os índios das aldeias Jaguapiru, Bororó e Panambizinho, por conta dos prejuízos provenientes da duplicação da rodovia MS-156, que corta trechos da Reserva Indígena de Dourados. Segundo o MPF, as obras de duplicação foram executadas sem a devida atenção às medidas de compensação previstas nos estudos antropológicos e ambientais, encomendados pelo próprio governo do estado. (mais…)

Ler Mais

MPF realiza diligência para colher mais elementos relacionados à Chacina de Unaí

Procuradores estiveram no local da chacina e conversaram com a viúva de um dos auditores assassinados

Procuradoria Regional da República da 1ª Região

O Ministério Público Federal realizou, no dia 3 de agosto, diligência no município de Unaí (MG) para verificar o local em que quatro servidores do Ministério do Trabalho foram mortos a tiros quando se dirigiam para fiscalização em uma fazenda da região. O caso ficou conhecido como Chacina de Unaí e o julgamento das apelações dos mandantes e intermediários do crime (já condenados em 1ª instância) está para ser marcado pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). (mais…)

Ler Mais

Polícia do Rio aceita ajuda do MP Federal na investigação da morte de Marielle

O ofício do procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussen, foi enviado ontem à Brasília

Redação Brasil de Fato

Depois de uma semana de disputa pelo caso, o procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, Eduardo Gussen, enviou um ofício ao ministério da Segurança Pública dizendo ser favorável à participação da Polícia Federal (PF) nas investigações da execução de Marielle Franco desde que o pedido seja feito pelo interventor federal no estado do Rio de Janeiro, general Braga Netto. (mais…)

Ler Mais

Como eu matei a minha filha

por Cadu Castro no Fãs da Piscanalise

Sou machista. Fui criado assim. Cresci, casei e tive uma filha. Sempre subjuguei a minha mulher, o que achava ser completamente natural. Afinal, o machismo é tão estrutural que se naturaliza. Usava adjetivos como incompetente, idiota, estúpida, para criticar muitas de suas falas e posturas, e assim a diminuir, apequenar. Nunca a agredi fisicamente, mas praticava a violência psicológica. Minha filha foi criada nesse ambiente. (mais…)

Ler Mais

Cacique Jorginho Guajajara é assassinado no Maranhão

Crime estaria relacionado ao acirramento do conflito dos índios com madeireiros que invadem impunemente a Terra Indígena Araribóia.

No ISA

Mais uma liderança indígena é morta no Brasil. O cacique Jorginho Guajajara, da Terra Indígena Araribóia, na Amazônia maranhense, foi assassinado no último fim de semana. Segundo lideranças Guajajara ouvidos pela reportagem do ISA, seu corpo foi encontrado na manhã do domingo (12/8) na entrada do município de Arame (MA), cuja sede faz limite com a TI. Jorge era cacique da aldeia Cocalinho I, do povo Guajajara. (mais…)

Ler Mais

“Eu me solidarizo com a dor de cada pai que hoje não terá seu filho para abraçar”

Álef, 17 anos, foi um dos oito adolescentes executados sumariamente por grupos de policiais militares em novembro de 2015, em Fortaleza, na que ficou conhecida como a Chacina da Grande Messejana ou Chacina do Curió. O texto abaixo foi postado hoje por sua Mãe numa rede social.

Por Edna Carla 

“Hoje é considerado pelo o comércio o dia dos pais. Porque para mim dia dos pais é todo dia. Mais vamos lá né.

Eu me solidarizo com a dor de cada pai que hoje não terá seu filho para abraçar. (mais…)

Ler Mais

TJ suspende julgamento de recurso para anular júri que condenou ruralista pela morte de sem-terra

Terra de Direitos

O julgamento do recurso que tenta anular o júri popular que condenou o ruralista Marcos Menezes Prochet a mais de 15 anos de prisão foi novamente suspenso, e não tem data para ser retomado. O recurso movido pela defesa de Prochet seria julgado na tarde desta quinta-feira (9) pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná, mas foi retirado de pauta após atestado médico apresentado pela defesa. (mais…)

Ler Mais