Diligência da CDHM ao Amapá contesta laudo oficial e pede mais investigações sobre morte de líder indígena

Por Pedro Calvi, CDHM

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) fez, na sexta (16) e sábado (17), uma diligência ao Amapá para apurar em qual situação aconteceu a morte do líder indígena Emyra Waiãpi. Os parlamentares Camilo Capiberibe (PSB/AP) e Joênia Wapichana (Rede/RR), integrantes da CDHM, conduziram os trabalhos.

(mais…)

Ler Mais

Comissão de Direitos Humanos da Câmara contesta laudo da PF sobre morte de líder indígena, no AP

Representantes se pronunciaram neste sábado (17), em Macapá. Investigação da PF apontou afogamento como causa da morte de Emyra Waiãpi.

Por Victor Vidigal, G1 AP

Representantes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados se pronunciaram neste sábado (17), em Macapá, contestando o laudo preliminar apresentado pela Polícia Federal (PF) que sugere como afogamento a causa da morte da liderança indígena Emyra Waiãpi, em julho no Amapá.

(mais…)

Ler Mais

Fazendeiro é condenado a 12 anos de prisão por assassinato de sindicalista no Pará

Líder foi morto em 2000 por denunciar trabalho escravo; pena repete condenação anterior, anulada em 2014.

Por Catarina Barbosa, do Brasil de Fato / CPT

O fazendeiro Décio José Barroso Nunes foi mais uma vez condenado a 12 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do sindicalista José Dutra da Costa, também conhecido como Dezinho, ocorrido em novembro de 2000. Dezinho foi morto por pistoleiros. Nesta quarta-feira (14), os jurados aceitaram a tese da acusação, segundo a qual Nunes foi mandante do crime.

(mais…)

Ler Mais

“Não somos mentirosos”, diz liderança Wajãpi, em resposta a Bolsonaro

Na foto está ao microfone o líder Makreiton Wajãpi, que rebate as declarações do Presidente da República sobre a morte do cacique Emyra e a invasão de garimpeiros no território (Foto: Rudja Santos/Amazônia Real)

Por Bianca Andrade e Kátia Brasil, da Amazônia Real

Macapá (AP) – Desde a notícia da morte brutal do cacique Emyra Waiãpi, que segundo o povo Wajãpi foi assassinado por garimpeiros no dia 22 de julho – com várias perfurações de faca pelo corpo, na aldeia Waseity – a etnia continua se manifestando, por meio de notas oficiais, pelas redes sociais na internet e até em coletivas à imprensa, cobrando por justiça e a intensificação das investigações pela Polícia Federal e o Exército brasileiro no território, localizado no oeste do Amapá.

(mais…)

Ler Mais

Cimi Regional Amazônia Ocidental lamenta assassinato do cacique Pian Kanamari, no Acre

Pian Kanamari, que era cacique da aldeia Mamori, Terra Indígena Kanamari do Médio Juruá, foi brutalmente assassinado na cidade de Eirunepé, no Acre

No Cimi

O Conselho Indigenista Missionário – Cimi Regional Amazônia Ocidental comunica, com imenso pesar, o assassinato do líder indígena Waldemar Kanamari, conhecido como Pian Kanamari, de 39 anos, no dia 28 de julho. Pian, que era cacique da aldeia Mamori, Terra Indígena Kanamari do Médio Juruá, foi brutalmente assassinado na cidade de Eirunepé, no Amazonas. Segundo testemunhas, após uma tentativa de roubo, o indígena foi covardemente esfaqueado pelas costas e não resistiu aos ferimentos.

(mais…)

Ler Mais

América Latina: la región con más asesinatos a mujeres defensoras

Según un informe de Global Witness, Filipinas y Colombia fueron los países más mortales con 24 víctimas cada uno. Durante el 2018 fueron asesinadas 17 activistas mujeres, registrándose un aumento en el número global de víctimas femeninas. América Latina sigue siendo el lugar más peligroso para el activismo ambiental.

Por José Díaz, en Servindi

No es una novedad que la labor de defensor ambiental se ha convertido en una actividad peligrosa en los últimos años. Sin embargo, las últimas cifras de la organización Global Witness revelan un escalofriante aumento en el asesinato violento de los defensores ambientales durante el 2018. En total, fueron asesinados 164 activistas a nivel global.

(mais…)

Ler Mais

Malunguinho: População trans ainda luta “pelo direito à vida”

Por Anna Beatriz Anjos, Agência Pública

O gabinete da deputada Erica Malunguinho (Psol) é um espaço dissonante no segundo andar da Assembleia Legislativa de São Paulo. Quem anda pelos extensos corredores vê, uma após outra, fotos de figuras masculinas fixadas às portas das salas dos deputados. Quando se chega ao gabinete da primeira parlamentar transexual da Casa, não apenas a imagem à entrada é diferente. Abrir a porta revela um ambiente tomado por pessoas jovens que trocam conversas e risadas enquanto trabalham em frente aos computadores. A maioria é de mulheres, mas há homens também.

(mais…)

Ler Mais

Veja lista de ativistas ambientais brasileiros assassinados em 2018

Brasil ocupa 4º lugar de lista divulgada pela ONG Global Witness, com 20 defensores do meio ambiente mortos no ano passado

No Opera Mundi

A ONG Global Witness divulgou na última terça-feira (30/07) um ranking de países onde ocorreram mais assassinatos de ativistas em defesa do meio ambiente em diversos países pelo mundo em 2018. O Brasil ocupa o 4º lugar da lista, com 20 defensores do meio ambiente mortos no ano passado.

(mais…)

Ler Mais