Após morte de adolescente no Rio, MPF pede à Polícia Federal que realize operações somente em casos de urgência durante pandemia

De acordo com ofício enviado ao diretor-geral da PF, adensamento populacional causado pela quarentena aumenta o risco de mortes em comunidades

Procuradoria-Geral da República

O Ministério Público Federal (MPF) enviou nesta segunda-feira (25) ao diretor-geral da Polícia Federal (PF), Rolando Alexandre de Souza, ofício em que sugere que operações para cumprimento de mandados judiciais no atual contexto de isolamento social sejam realizadas apenas em casos de extrema urgência. O pedido ocorre após a morte do adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, em operação conjunta da Polícia Civil e da Polícia Federal em 18 de maio, realizada na comunidade Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo (RJ). De acordo com a Câmara de Controle Externo da Atividade Policial e Sistema Prisional do MPF (7CCR), responsável pelo ofício, a medida visa evitar que outras operações tenham o desfecho trágico como o ocorrido recentemente.

(mais…)

Ler Mais

Em Congonhas/MG, mineradoras operando e comércio parado gera conflito

MAB defende que riqueza acumulada pela exploração seja aplicada em socorro e proteção do povo

No Mab

Os comerciantes de Congonhas (MG) reivindicaram em manifestação o tratamento desigual para com os decretos de funcionamento entre lojas e mineradoras. Os trabalhadores foram para porta da casa do prefeito Zinho (PSDB) questionar tal ação da prefeitura e pedir a reabertura do comércio.

(mais…)

Ler Mais

Na 18ª Semana dos Museus, museus comunitários combatem a pandemia com ações no território e aulas virtuais

No RioOnWatch

A 18ª Semana de Museus (SNM) é uma ação de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) que reúne instituições museológicas, durante uma semana -este ano entre os dias 18 e 24 de maio- em torno de atividades abertas ao público. Este ano o mote norteador da 18ª Semana de Museus é: “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão”, porém os eventos presenciais planejados para a 18ª SNM foram cancelados e as atividades foram oferecidas em uma programação online.

(mais…)

Ler Mais

Em denúncia ao poder público de Curitiba, organizações reivindicam plano emergencial para população vulnerável

Sem medidas municipais para abrandar impactos da pandemia, comunidades periféricas enfrentam maior risco de morte

Lizely Borges, na Terra de Direitos

Com quase dois meses da confirmação do primeiro caso de coronavírus em Curitiba (PR), registrado em 11 de março, e curva crescente da manifestação da doença na capital, o poder público não formulou – até o momento – políticas públicas substanciais para abrandar os impactos sociais e econômicos da pandemia na população de baixa renda.

(mais…)

Ler Mais

Onde o vírus é mais perverso

A pandemia veio apenas para agravar a desigualdade social e o auxílio emergencial deixa ainda mais clara a necropolítica

Yanne Teles*, Brasil de Fato

Recentemente foi lançado o Auxílio Emergencial, um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, que tem como objetivo garantir uma renda mínima aos brasileiros em situação mais vulnerável durante a pandemia da covid-19

(mais…)

Ler Mais

Estudo revela desigualdade de recursos para pacientes no Rio para o tratamento da Covid-19

Proadess (Icict/Fiocruz)

Estudo realizado pela Fiocruz mostra que os recursos de saúde essenciais para o tratamento de pacientes da Covid-19 no estado de Rio de Janeiro estão distribuídos de forma bastante desigual, com grande concentração na região da capital do estado. Em contrapartida, a região da Baía da Ilha Grande, que engloba os municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty, apresenta a maior carência de leitos de UTI, equipamentos e profissionais, proporcionalmente ao tamanho da população local.

(mais…)

Ler Mais

“Chaga vergonhosa”, afirma o presidente da CDHM sobre a morte do menino João Pedro e a letalidade da juventude negra no Brasil

Pedro Calvi / CDHM

João Pedro Matos Pinto, um menino de 14 anos, morreu baleado na última segunda-feira (18) dentro da casa do tio em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, durante uma operação da Polícia Federal com apoio das polícias civil e militar do estado. De acordo com a família, João Pedro estava brincando com os primos quando traficantes teriam pulado o muro para fugir da polícia e então o jovem foi atingido. Já as polícias afirmam que o adolescente foi atingido durante um confronto com esses criminosos. O jovem foi resgatado por um helicóptero da Polícia Civil e levado até o grupamento de operações aéreas dos Bombeiros onde, segundo a corporação, já chegou morto. A família não pôde entrar no helicóptero, ficou sem informações e passou a madrugada fazendo buscas em hospitais e delegacias. O corpo teria sido encontrado na manhã de terça-feira (19), no Instituto Médico Legal da cidade. O pai de João Pedro, Neilton Matos, conta que o filho tinha planos de ser advogado. Os sonhos do menino foram enterrados junto com o corpo dele, ainda na terça-feira, no cemitério São Miguel, também em São Gonçalo.

(mais…)

Ler Mais

Polícia mata 13 pessoas no Complexo do Alemão e realiza operações em várias favelas do Rio, em meio à pandemia

Por Edmund RugeTatiana Lima, no Rio On Watch

Complexo do Alemão, Zona Norte, 15 de maio. Moradores descem becos e vielas carregando cinco cadáveres enrolados em lençóis e papelão, que são levados até a entrada da favela Nova Brasília. Os corpos ficaram ali, na chuva, até que amigos e familiares viessem identificar e buscá-los. À medida que as famílias em todo o Brasil enfrentam um número crescente de mortos pela Covid-19, as favelas continuam perdendo vidas, mas não apenas para a pandemia, e sim para outro perigo mais familiar: a “guerra às drogas”.

(mais…)

Ler Mais

Nas favelas, até a pandemia de coronavírus é invisível

Dados levantados pela ONG Redes da Maré apontam que a covid-19 já pode ter matado ao menos 35 pessoas no Complexo da Maré. Porém, apenas oito óbitos foram contabilizados oficialmente

Por Eliana Sousa Silva e Dalcio Marinho, no El País Brasil

Às 18 horas do dia 14 de maio, o Painel Rio COVID-19 confirmava 1.509 óbitos provocados pelo novo coronavírus na cidade do Rio de Janeiro. Desde o início da pandemia, há preocupação com sua escalada em potencial nas favelas e periferias. A previsão de que a mortalidade poderá ser maior nesses territórios é fundamentada em fatores da desigualdade socioeconômica: a intensa circulação de moradores que não podem parar de trabalhar; a proximidade e o tamanho dos domicílios, becos e travessas contribuindo para o contato entre as pessoas; a dificuldade de acesso aos recursos para prevenção ou tratamento da doença, entre outros.

(mais…)

Ler Mais

Com foco nas periferias e ocupações, redes e organizações reivindicam ações imediatas para contenção da Covid

Em documento encaminhado aos órgãos públicos o diverso coletivo defende completa mudança na política econômica e social

Na Terra de Direitos

Diante da intensificação das vulnerabilidades da população brasileira, em especial a de menores rendimentos – marcadamente composta pela população negra, pela intensa crise epidemiológica da Covid-19 e a ausência de ações governamentais dirigidas à favelas e ocupações urbanas para contenção da pandemia, um coletivo de redes e organizações sociais, entre elas a Terra de Direitos, defende um conjunto de propostas imediatas e estratégias de ação de combate à Covid-19. O documento tem sido instrumento de reivindicação perante os órgãos públicos.

(mais…)

Ler Mais