Milícia no Rio de Janeiro: como é a vida em Rio das Pedras, bairro dos suspeitos da morte de Marielle

Por Luiza Franco*, na BBC News Brasil

Quando deixou sua cidade no Nordeste, ainda jovem, rumo ao Rio de Janeiro, Zélia (nome fictício) sabia da fama de perigosa que a cidade carregava, mas tinha ouvido falar que o lugar onde se instalaria, Rio das Pedras, perto da Barra da Tijuca, na zona oeste, era mais calmo.

Sua fama de “favela tranquila” não se deve à ausência de violência, mas à imposição de certa ordem pela força e pelo medo, não do tráfico, mas da milícia, grupo armado violento formado por integrantes e ex-integrantes de forças de segurança do Estado, como policiais, bombeiros e agentes penitenciários.

(mais…)

Ler Mais

Atingidos de Jaci Paraná denunciam prefeitura de Porto Velho e hidrelétricas do rio Madeira

Moradores cobram a elaboração de Planos de Segurança de Barragens com participação da comunidade e que a prefeitura consulte a comunidade antes de destinar os 30 milhões de reais que devem ser aplicados como compensação social em Jaci Paraná pela Santo Antônio Energia.

No MAB

No dia 8 de fevereiro, no distrito de Jaci Paraná, foi realizada uma das várias audiências que estão sendo feitas para a revisão do Plano Diretor da cidade de Porto Velho. A reunião contou com mais de 700 moradores da localidade e muitas denuncias foram apresentadas, tanto em relação à Prefeitura de Porto Velho, quanto sobre as usinas de Jirau e Santo Antônio no rio Madeira.

(mais…)

Ler Mais

“Eles são os caçadores e nós somos bichos aqui em baixo”, diz moradora de favela alvejada por tiros vindos de torre da polícia

Pública teve acesso ao relatório feito por Defensorias na favela de Manguinhos, no Rio de Janeiro, onde moradores acusam policiais civis de usar atiradores ‘snipers’ contra jovens

Por José Cícero da Silva e Natalia Viana, em Agência Pública

Desde setembro do ano passado, moradores da favela de Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro, relatam uma situação de completo terror: jovens de mochilas e boné, geralmente em motos, têm sido alvejados por tiros certeiros e repentinos.

(mais…)

Ler Mais

Construção de barragem provoca medo em moradores de Pedreira (SP)

Na cidade da região de Campinas, um dique de 600 metros de extensão e 50 metros de altura ficará a 800 metros do bairro Ricci e a menos de dois quilômetros do centro da cidade

por Cida de Oliveira, da RBA 

rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho, em 25 de janeiro – até esta quarta (13) eram 165 pessoas mortas e outras 74, desaparecidas –, aumentou ainda mais o medo e indignação dos moradores de municípios da região de Campinas, no interior de São Paulo. Desde março do ano passado, o Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), vinculado ao governo estadual, está construindo duas barragens na região: a Pedreira, no rio Jaguari, que ocupa áreas das cidades de Pedreira e Campinas; e a Duas Pontes, em Amparo, no rio Camanducaia. 

(mais…)

Ler Mais

A história de João Victor Teodoro, que via FIES cursa Relações Internacionais para entender e ajudar o mundo

João Victor Teodoro, morador do Pavão-Pavãozinho, tem trabalhado ativamente em sua comunidade, para tornar o mundo um pouco melhor. Através do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) ele ingressou no Curso de Relações Internacionais na Faculdade Estácio, o que veio a ampliar cada vez mais seu horizonte de ação. Conheça neste perfil um pouco da história de João Victor

por Mareen Butter, em RioOnWatch

O jovem de 26 anos nasceu no Pavão-Pavãozinho, na Zona Sul do Rio, mas aos dois anos sua família se mudou para Botafogo, bairro de classe média. Filho de líder comunitário, João decidiu voltar a morar no morro aos 20 anos, quando saiu de casa devido a conflitos com familiares. O pai de João já havia falecido, mas ainda era muito querido no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, por ter tentando unir a favela durante seus anos na frente da Associação de Moradores.

(mais…)

Ler Mais

O estado de Minas a serviço da Vale

A Pública investigou documentos sobre licenciamentos ambientais em Minas Gerais e concluiu que, para atender aos interesses da mineradora, integrantes do governo Pimentel ignoraram riscos e alteraram leis

Por Alice Maciel, Agência Pública

Partiu do ex-secretário da Fazenda do governo de Fernando Pimentel (PT), José Afonso Bicalho, o primeiro “empurrão” dentro do governo de Minas para acelerar o licenciamento ambiental da mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. Foi ali que ocorreu o rompimento da barragem, no último dia 25, espalhando um mar de lama e deixando 165 mortos e 155 desaparecidos até o início da manhã de hoje (12/2). Outros sete licenciamentos ambientais de projetos da mineradora foram beneficiados pela canetada do então secretário, que também é membro do Conselho Fiscal da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), sócia da Vale na Aliança Geração de Energia. Enquanto era secretário da Fazenda, Bicalho, que fez 70 anos, foi retirado do processo conhecido como mensalão tucano por prescrição do crime.

(mais…)

Ler Mais

Caso Hydro, um ano: confirmada audiência pública em Barcarena (PA) nesta sexta-feira sobre cumprimento do TAC

No próximo dia 17, completa-se um ano que os MPs receberam denúncias da comunidade de Barcarena sobre lançamentos irregulares de água da chuva não tratada pela Hydro no Rio Pará

Ministério Público Federal no Pará

Será nesta sexta-feira (15) a nova audiência pública convocada pelo Ministério Público Federal (MPF) e pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) relacionada ao caso dos lançamentos irregulares de água da chuva não tratada pela empresa Hydro no Rio Pará, denunciados em 17 de fevereiro do ano passado por várias comunidades de Barcarena (PA).

(mais…)

Ler Mais

Rio Doce: MPs e Defensorias Públicas se reúnem com governador do ES para falar das consequências do desastre de Mariana

Instituições e Governo firmaram compromisso de trabalhar de forma integrada para atender aos interesses da população atingida pelo desastre

Ministério Público Federal no Espírito Santo

As instituições dos Sistema de Justiça que atuam em defesa das pessoas atingidas pelo rompimento da barragem de Fundão, ocorrido em 2015, em Mariana (MG), reuniram-se com o governador do Estado do Espírito Santo, Renato Casagrande, na última quinta-feira, 7 de fevereiro, e entregaram nas mãos do chefe do Executivo dois documentos: um ofício sobre o fornecimento de água na comunidade remanescente do Quilombo do Degredo, em Linhares (ES), e um com uma série de solicitações ao Governo do Estado, reafirmando que sua atuação é de extrema importância para que os atingidos pelo desastre possam recuperar suas vidas.

(mais…)

Ler Mais

Adeus, meninos do Rio

Editorial da Ponte

Eles vinham de lugares como Lagarto, em Sergipe, Além Paraíba, em Minas Gerais, Indaial, em Santa Catarina. Quase todos negros. Das falas que deixaram nas memórias dos parentes e das redes sociais, a palavra que mais se repete é sonho. Treinando na categoria de base de um dos maiores clubes do Brasil, os meninos do Ninho do Urubu sentiam que estavam prestes a realizar seus sonhos. Sonhos de poder comprar uma casa para a família, de conhecer o mundo, de serem reconhecidos, respeitados e tratados como gente por todos à sua volta. Sonhos de realização e ascensão social que, no Brasil, são reservados a alguns poucos meninos pobres pretos, os que conseguem passar nas imensas peneiras de furos minúsculos que povoam os mundos do esporte e da música.

(mais…)

Ler Mais