‘Setenta por cento dos alimentos no Brasil apresentam resíduos de agrotóxicos’, alerta pesquisador Luiz Cláudio Meirelles

No Informe Ensp

“Setenta por cento dos alimentos no Brasil apresentam resíduos de agrotóxicos”. A afirmação foi exposta pelo pesquisador do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), Luiz Cláudio Meirelles, durante a última sessão do ‘Encontros do Cesteh’, que teve como tema O monitoramento de resíduos de agrotóxico em alimentos no Brasil. Na ocasião, Meirelles alertou para o fato de que o Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do mundo, chegando a consumir cerca de um milhão de toneladas por ano, o que causa impactos negativos à saúde humana e ao meio ambiente. Segundo o pesquisador, a exposição aos resíduos de agrotóxicos nos alimentos constitui umas das principais fontes de contaminação da população. (mais…)

Ler Mais

RN – MPF apresenta ação contra carcinicultores que poluem rios no Vale do Açu

Atividade exercida em área de mangue não apresenta o devido tratamento dos efluentes e já prejudicou, inclusive, o trabalho de pescadores da região

Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação civil pública (ACP) contra três empresas e um empresário responsáveis por causar danos ambientais à área localizada nos arredores dos rios dos Cavalos e Logradouro, afluentes do rio Piranhas-Açu. Os réus criam camarões em cativeiro e não possuem o adequado sistema de tratamento de efluentes, despejando os resíduos da produção nos cursos d’água, ilegalmente. (mais…)

Ler Mais

Regras sobre monitoramento de aviões que pulverizam agrotóxicos serão submetidas à consulta pública

Assunto foi discutido em reunião na Anac com a presença dos membros do Grupo de Trabalho Agrotóxicos, da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do MPF

Procuradoria-Geral da República

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai submeter à consulta pública, via internet, a regulamentação sobre o sistema de monitoramento eletrônico para aeronaves agrícolas que pulverizam agrotóxicos. A decisão foi um dos resultados de reunião pública realizada nessa segunda-feira (18) na Anac, com a presença de representantes do Ministério Público Federal (MPF). (mais…)

Ler Mais

Cooperativa condenada por extração de ouro sem licença ambiental, em local de desova de quelônios, deve recuperar áreas degradadas

MPF requer que Coemfam se abstenha de realizar atividades de extração de minérios e recuperar as áreas já degradadas, sob pena de multas

O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas requereu à Justiça Federal o cumprimento da sentença que condenou a Cooperativa dos Extrativistas Minerais de Manicoré (Coemfam) a implementar uma série de medidas compensatórias aos danos ambientais causados pela extração de minério de ouro, realizada sem licença ambiental, em área localizada na margem esquerda do rio Madeira, próxima à Ilha de São João, local de desova de quelônios. O processo foi iniciado a partir de ação civil pública, ajuizada pelo MPF em 2014.

(mais…)

Ler Mais

Canaã dos Carajás: Há mais de três anos cerca de 700 famílias pelejam em defesa de seus territórios contra a Vale

Em O Furo

Nos acampamentos de ocupações de terras no campo encontramos pessoas e famílias  naturais de diversos Estados, de crianças a idosos, de diversos credos e religiões, com as mais diversas experiências e trajetórias, na sua maioria carregam a marca deixada pela opressão, dominação, espoliação e exploração. (mais…)

Ler Mais

MPF e MPPA investigam denúncia de novos vazamentos na refinaria Hydro Alunorte, em Barcarena (PA)

Os integrantes da força-tarefa notificaram a empresa Hydro para que preste esclarecimentos em até 48 horas

Ministério Público Federal no Pará

O Ministério Público recebeu por volta das 14 horas desta quinta-feira (14) uma denúncia de que estavam ocorrendo novos vazamentos na área do Depósito de Rejeitos Sólidos n° 2 (DRS-2) da refinaria de alumina Hydro Alunorte, em Barcarena (PA), e de que inclusive estaria ocorrendo uma movimentação de maquinário no local. (mais…)

Ler Mais

Sem fiscalização da Cetesb, lixão aquático contamina manguezais em Cubatão

Maior do que o Maracanã e com 25m de profundidade, depósito questionado pelo MPF recebe sedimentos tóxicos, sem tratamento e prejudica atividade de pescadores. Cetesb terá de explicar irregularidades

por Cida de Oliveira, da RBA

Moradora antiga de Cubatão, a aposentada Marly Vicente da Silva, 62 anos, é do tempo em que o município localizado na Baixada Santista era conhecido em todo o mundo como “Vale da Morte” pelo alto índice de poluição emitida pelas indústrias, em sua maioria dos setores siderúrgico e petroquímico. A casa em que morava na década de 1970, em Vila Parisi, era alvo de uma chuva diária de fuligem. Conforme lembra, as fraldas branquinhas do filho, então recém-nascido, ficavam pretas logo após serem estendidas no varal. (mais…)

Ler Mais