Professores, estudantes, pais, lideranças, anciãos, mulheres realizam a Oficina ‘Saberes Indígenas na Escola’ na aldeia São José

Por Associação União das Aldeias Apinajé-Pempxà

A Oficina “Saberes Indígenas na Escola” foi realizada nos dias 16 e 17 de novembro de 2018 na Escola Estadual Indígena Mãtyk na aldeia São José, TI Apinajé no município de Tocantinópolis e teve importante participação de lideranças, professores e estudantes indígenas universitários vindos de outras aldeias Apinajé. Participaram ainda professores da UFT de Araguaína, Porto Nacional e Tocantinópolis, além de pesquisadores e acadêmicos indígena Panhĩ e não indígenas da UFT e UFG. (mais…)

Ler Mais

Virada da Consciência Negra celebra a resistência com muita arte e cultura em SP

Evento conta com atrações musicais, artísticas e esportivas em 150 pontos da capital paulista, a partir deste domingo (18) e até quarta-feira (21)

Na RBA

Entre os dias 18 e 21 de novembro, a cidade de São Paulo será palco da primeira Virada Cultural da Consciência Negra em homenagem a um dos principais símbolos da resistência à escravidão, Zumbi dos Palmares. Os eventos, organizados pela Faculdade Zumbi dos Palmares e ONG Afrobras, serão realizados em 150 pontos da capital paulistana com diversas atividades gratuitas, relacionadas à música, dança, teatro, moda, beleza, cinema, mostras de artes visuais e competições esportivas. (mais…)

Ler Mais

Estudantes de escola pública criam dicionário de línguas indígenas

por Mariana Tokarnia, em Agência Brasil

Mba’éichapa significa olá na língua indígena guarani. Foi esse simples cumprimento que inspirou o projeto Dicionário Indígena Ilustrativo: resgatando as línguas ofaié e guarani. Estudantes do 6°ano do ensino fundamental da Escola Municipal Antônio Henrique Filho, de Brasilândia (MS) produziram um dicionário com ilustrações próprias das duas línguas. O livro chegou a ser distribuído nas escolas do município e para a biblioteca da cidade.  (mais…)

Ler Mais

Tecnologias indígenas: esplendor e captura

Milênios de cultura nutriram uma relação de sintonia entre ser humano e natureza. É do que mais necessitamos, em meio à crise civilizatória. Mas é o que mais desprezamos

Por Angela Pappiani*, Outras Palavras

Quando as primeiras caravelas vindas da Europa atracaram em terras americanas, elas traziam a bordo o que havia de mais moderno e avançado, a tecnologia mais desenvolvida da época: naves planejadas e construídas para vencer os oceanos, instrumentos de navegação, mapas, armamentos. E o pensamento desbravador e explorador das grandes potências da época, dos senhores supremos, donos de terras, mares e gentes, com mandato divino para aniquilar ou dominar tudo que não fosse à sua semelhança. (mais…)

Ler Mais

Soletrando palavras nas águas do rio Madeira. Por José Ribamar Bessa Freire

No Taqui Pra Ti

Soletrando palavras nas águas do rio Madeira Numa expedição literária pelos rios da Amazônia, o piloto da embarcação tinha que ter nome de escritor, não tinha não? E ele tem: Fernando Sabino. Esse é seu nome de batismo, compartilhado com o apelido de Beira-Mar. No momento em que escrevo, o nosso timoneiro manobra o leme do barco “Comandante Souza”, que navega pelo rio Madeira, levando escritor, músico, cinegrafista, fotógrafo, professor, jornalista e animador cultural, integrantes da equipe do projeto “Amazônia das Palavras”. (mais…)

Ler Mais

Encontro de Cultura Ancestral reunirá diversas etnias na Foz do Rio Doce

Comunidade indígena de Areal terá quatros dias de atividades relacionadas à integração e regeneração

Por Vitor Taveira, Século Diário

Ancestralidade, Saúde Coletiva e Direitos da Natureza são três expressões chaves do III Encontro de Cultura Ancestral de Areal, comunidade localizada em Linhares, na região da foz do Rio Doce, norte do Estado. O evento acontece entre os dias 15 e 18 de novembro e deve contar com cerca de 150 participantes dentro de uma construção colaborativa. (mais…)

Ler Mais

Exposição ‘Favelando’ inverte o lugar das favelas na Arte, e destaca o poder da Arte como ferramenta transformadora

“A favela não é só um lugar”, explica Ricardo Rodrigues, do Cerro-Corá, comunidade que fica abaixo do Cristo Redentor, na Zona Sul do Rio. “É uma ideia de construção de vida, de superação, de se entender como parte do espaço”

por Joshua Manson, em RioOnWatch

Vestindo uma camiseta onde se lê “Favela Carioca”, que ele mesmo desenhou, a roupa de Ricardo é tão notável quanto suas idéias, pois fala da inspiração para sua exposição “Favelando”, que foi exibida no Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho de 23 de junho a 5 de agosto. (mais…)

Ler Mais

Iphan apura destruição de arte rupestre sagrada para povos do Xingu

Por Juliana Cézar Nunes, da Rádio Nacional, na Agência Brasil

Inspeção do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional ( Iphan) constatou a retirada de um painel com gravuras rupestres localizado na Gruta de Kamukuwaká, em Mato Grosso. O sítio arqueológico é tombado pelo Iphan como patrimônio cultural do país desde 2010 e considerado local sagrado por 11 etnias indígenas do Alto Xingu. (mais…)

Ler Mais

Ato de vandalismo destrói gravuras históricas sobre mito indígena em caverna do Xingu

Lígia Mesquita, da BBC News Brasil

“É triste. A caverna era como uma escola para nossos filhos, é onde ensinamos a história [do nosso povo], cantamos músicas e fazemos alguns rituais”, diz o indígena Pirathá Waurá à BBC News Brasil sobre a depredação sofrida na caverna Kamukuwaká, em Paranatinga (MT), às margens do rio Tamitatoala, no Alto Xingu. (mais…)

Ler Mais