Feirinha da Pavuna, Patrimônio da População Negra do Rio de Janeiro

Ouça o podcast desta matéria no  SoundCloudSpotifyYouTube e outros

Por Ingra Maciel, no Rio On Watch

Enquanto tomo um café, ouço no fundo um samba e o canto dos pássaros que passeiam todas as manhãs pelas palmeiras que arejam meu quintal. Não fosse a pandemia, com certeza essa semana eu já teria frequentado algumas vezes, um dos pontos mais movimentados do bairro: a Feirinha da Pavuna. De um lado, feirantes e suas barracas de legumes, frutas e verduras. Do outro, um pouco de tudo o que é necessário em um lar.

(mais…)

Ler Mais

Webinário discute criminalização de práticas indígenas tradicionais

Evento online, que conta com o apoio do MPF, ocorre em 9 e 29 de abril

Ministério Público Federal no Amapá*

O Curso de Licenciatura Intercultural Indígena da Universidade Federal do Amapá (Unifap) promove, nos dias 9 e 29 de abril, o Webinário Diálogos Indigenistas: criminalização de práticas tradicionais. Com apoio do Ministério Público Federal (MPF) e de outros órgãos e entidades, o debate busca abordar casos concretos, com ênfase nos povos indígenas do Amapá e norte do Pará. Interessados devem fazer a inscrição para o evento pelo formulário online

(mais…)

Ler Mais

MPF destaca a importância do tombamento do terreiro da Gomeia

Aprovado na Alerj, o tombamento, que vai à sanção do governador, pode garantir a preservação da memória e do patrimônio cultural, além de assegurar a realização de projetos no local

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

Em diálogo com os integrantes da Comissão Gomeia, que realiza ações pela memória de Joãozinho da Gomeia, o Ministério Público Federal (MPF) da Baixada Fluminense, por meio do procurador da República Julio José Araujo Junior, destacou a aprovação hoje (24) do Projeto de Lei nº 2905/2020, que estabeleceu o tombamento por interesse histórico e cultural do estado do Rio de Janeiro do terreiro da Gomeia, localizado em Duque de Caxias (RJ). De autoria dos deputados Monica Francisco, Luiz Paulo e Waldeck Carneiro, pautado pelo presidente da Assembleia Legislativa (Alerj) deputado André Ceciliano, o projeto vai agora à sanção do governador em exercício, Cláudio Castro.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres indígenas lançam cartilha sobre plantas medicinais usadas contra Covid-19 no Rio Negro

Na Foirn – Terra e Cultura

Mulheres Indígenas de várias etnias do Rio Negro lançaram na manhã deste sábado, 20/03, a Cartilha Conhecimento Indígena: Plantas medicinais e receitas usadas contra a Covid-19 no Rio Negro, em iniciativa conjunta da Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira (ASSAI) e Instituto Socioambiental (ISA), apoiada pela FOIRN.

A cartilha é fruto de oficina realizada no início de setembro de 2020, idealizada pela indígena Cecília Albuquerque, da etnia Piratapuia, uma das fundadoras da ASSAI. Além de receitas, a obra compartilha depoimentos de conhecedores tradicionais sobre o uso da medicina tradicional na pandemia.

(mais…)

Ler Mais

Defensoria Pública do MS homenageia Abril Indígena com quatro sextas-feiras de debates

A Defensoria Pública do Mato Grosso do Sul dedicará as sextas-feiras do mês de abril a um webnário do qual participarão, como palestrantes, exclusivamente lideranças indígenas do Estado. Já os debatedores serão integrantes da DP especialistas na temática abordada durante a palestra. No último dia, defensores das diversas regionais do MS discutirão o seu papel na defesa dos direito indígenas,

O evento será realizado entre os dias 9 e 30 de abril, sempre das 9 às 12 horas. A palestra de abertura – Cosmovisão Guarani e Kaiowá – será proferida por Tonico Benites, com mediação da defensora pública Neyla Ferreira Mendes. Haverá emissão de certificados para as pessoas que se inscreverem no site da DP (instruções no pé das fotos).

(mais…)

Ler Mais

Diálogo com as plantas

No Peru, o povo Shipibo-Konibo enfrenta um vírus em diálogo profundo com a ciência e a espiritualidade indígena.

Por Florence Goupil, em A Pública

Durante a pandemia, os povos indígenas da Amazônia se isolaram em suas comunidades e tentaram se refugiar nas plantas da vasta floresta. Foi assim que fizeram os Shipibo-Konibo, conhecedores da floresta e dos usos medicinais de várias plantas. A crise global gerada pela pandemia tem comprometido e deixado em perigo esse conhecimento da biodiversidade, ameaçando a vida dos mais velhos nas comunidades.

(mais…)

Ler Mais

Dinheiro público banca a formação de missionários para evangelizar indígenas

Braço de uma das maiores universidades privadas do país tem verba do MEC e de programa de Michelle Bolsonaro para formar evangelizadores.

Por Fernanda WenzelPedro Papini, no The Intercept Brasil

VIROSES MORTAIS, trabalho escravo e abuso sexual são parte do legado deixado por missionários evangélicos entre os indígenas brasileiros. Um passado criminoso, do qual eles agora tentam se descolar enviando missionários camuflados como professores, fisioterapeutas e enfermeiros a terras indígenas.

(mais…)

Ler Mais

Conhecedoras tradicionais realizam ação solidária de combate à covid-19 em São Gabriel da Cachoeira

Na Foirn

Os remédios tradicionais indígenas estão sendo usados, desde o início da pandemia, no combate à Covid-19 no Alto Rio Negro. Nesta segunda onda da crise em saúde, em ação solidária apoiada pela Foirn, conhecedoras tradicionais indígenas estão preparando chás e doando às pessoas em tratamento na Unidade de Atendimento Primário Indígena (Uapi/Dsei/SGC).

(mais…)

Ler Mais

Quem tem autoridade para identificar indígenas? Por Manuela Carneiro da Cunha

Na Comissão Arns

Chegou-me há poucos dias o Parecer da Procuradoria Jurídica da FUNAI que teria fundamentado essa Resolução. Como o tal Parecer me cita extensa e elogiosamente, cabe-me declarar que as citações literais de meus textos são fiéis, mas que de nenhuma forma justificam a Resolução da FUNAI.

A questão central está posta: quem tem autoridade para identificar indígenas?

(mais…)

Ler Mais

Há uma invasão evangélica com apoio da Funai para disseminar que a vacina é ‘obra do demônio’, denuncia liderança indígena

A líder indígena Cristiane Julião Pankararu denunciou à TV 247 no programa Giro das 11 o horror pelo qual diversas comunidades dos povos originários estão passando. Pastores e líderes evangélicos radicais estão atuando nas reservas com apoio da Funai para desencorajar os indígenas a tomarem a vacina contra Covid. Assista

Brasil 247

247 – A líder indígena Cristiane Julião Pankararu denunciou no Giro das 11, da TV 247, o horror pelo qual diversas comunidades vêm passando durante a pandemia da Covid-19. Além de serem um dos grupos sociais mais afetados, ela denunciou o abuso praticado por grupos evangélicos e pela própria Funai, com pastores e líderes evangélicos pressionando os indígenas a não tomarem a vacina, com um discurso negacionista.

(mais…)

Ler Mais