Penha, em Santa Catarina, atropela lei ambiental para virar “Orlando brasileira”

Prefeitura é acusada de ignorar legislação para permitir obras e tornar cidade polo turístico no estado

Por Amanda Audi, Agência Pública

A pequena cidade de Penha, no litoral de Santa Catarina, com 30 mil habitantes, possui o necessário para se tornar um polo turístico e concorrer com outras cidades litorâneas buscadas por veranistas no estado, como Balneário Camboriú e Itapema. Penha tem praias paradisíacas ainda não superlotadas e um grande parque de diversões, o Beto Carrero World. E isso atraiu atenção de investidores. (mais…)

Ler Mais

Asfaltamento da BR-319 pode gerar novas pandemias, alertam cientistas

Estudo aponta que obra, alvo de pressão do Congresso e de alas do governo federal, contribuirá para desmatamento e crescimento de doenças transmitidas por animais.

ClimaInfo

Mesmo antes de receber um só centímetro de asfalto, o trecho do meio da BR-319, rodovia de cerca de 800 km que liga Manaus (AM) e Porto Velho, já vem provocando estragos na Floresta Amazônica. Somente a perspectiva de pavimentação fez crescer o desmatamento e as queimadas em algumas localidades, se estendendo por estradas estaduais a ela ligadas. Mas, além da devastação, a polêmica obra pode ser o vetor de doenças infecciosas, provocadas por microorganismos presentes em animais da região. Assim como foi com a COVID-19. (mais…)

Ler Mais

Desmatamento na Amazônia cai pelo 10º mês consecutivo, mostra o Imazon

Devastação em janeiro foi 60% menor que desmate em igual mês de 2023, quando começou o governo Lula, e menor valor para janeiro desde 2018.

ClimaInfo

O Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), do Imazon, constatou mais uma queda na devastação da Floresta Amazônica. O monitoramento por imagens de satélite feito pelo instituto registrou um desmate de 79 km² do bioma amazônico em janeiro. O número é 60% menor que os 198 km² detectados pelo SAD em janeiro de 2023, quando se iniciou o governo Lula, e o menor para o mês desde 2018. (mais…)

Ler Mais

Uber e Audi usaram créditos de carbono de área com trabalho escravo e desmatamento

Em junho de 2023, 16 trabalhadores contratados para devastar área foram resgatados na Fazenda Sipasa, da Sipasa Seringa Industrial do Pará, em Moju, no Pará.

ClimaInfo

No mundo corporativo do ESG – sigla em inglês para Ambiental, Social e Governança –, a descarbonização de operações, consumo energético e produtos virou uma condição para as empresas se mostrarem “sustentáveis”. Quando não conseguem zerar suas emissões, as corporações apelam a créditos de carbono para compensar o que não pôde ser abatido. (mais…)

Ler Mais

Porto Velho lidera um ranking triplo na Amazônia — e ele não é bom

Conflito, desmatamento e queimadas estão no centro dos problemas enfrentados nos últimos 12 anos na capital de Rondônia

Por Clarissa Levy | Dados: Bianca Muniz | Edição: Thiago Domenici, em Agência Pública

Em um fim de tarde quente do verão de 2012, o agricultor Roberto* desistiu de pegar a carona que havia combinado em um caminhão de madeireiros. Teve uma intuição, disse. Por não ter pego a carona, se safou do que classifica como uma emboscada. Na época, Roberto liderava cerca de 30 famílias que buscavam se estabelecer em uma área concedida pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) para a formação do Projeto de Assentamento Florestal (PAF) no Curuquetê, um vale localizado entre as bordas do município de Porto Velho (RO) e Lábrea (AM) que nessa época ainda era tomado por florestas conservadas. (mais…)

Ler Mais

Amazônia e Cerrado registram queda no desmatamento em janeiro

Região amazônica mantém tendência de queda na devastação, enquanto Cerrado registra diminuição da destruição pela 1ª vez desde julho de 2023, depois de sucessivas altas.

ClimaInfo

Em janeiro, a Amazônia confirmou a tendência de queda do desmatamento no bioma, iniciada no 1º trimestre do ano passado. No entanto, a melhor notícia veio do Cerrado, que vinha sofrendo com uma crescente destruição desde meados de 2023 e, enfim, registrou uma redução dos estragos no mês passado após 7 meses de alta, de acordo com dados do sistema DETER, do INPE. (mais…)

Ler Mais

Dinheiro público pagou seguro para lavouras em fazendas desmatadas ilegalmente

Governo federal subsidiou contratos de seguradoras multinacionais Brasilseg, Allianz, TOKIO Marine, MAPFRE e Fairfax que protegeram fazendas com áreas interditadas para o plantio, mostra investigação.

ClimaInfo

O valor total de apólices de seguros rurais no Brasil bateu recorde em 2022. A cifra chegou a R$ 12,6 bilhões, 40% mais que no ano anterior. Segundo o governo federal, é um serviço que vem sendo cada vez mais demandado por produtores, devido aos eventos climáticos adversos cada vez mais frequentes – resultado das mudanças climáticas, para as quais o agronegócio deu e continua dando grande contribuição. Na safra 2021/2022, as indenizações cresceram quatro vezes em relação ao ano agrícola anterior devido à forte estiagem em partes do país no período. (mais…)

Ler Mais