Visión Amazonía: combatiendo la deforestación con apoyo alemán

Cada 6 de noviembre se celebra el Día mundial para la Prevención de la Explotación del Medio Ambiente en la Guerra y los conflictos armados. En Colombia, el postconflicto provoca el aumento de la deforestación

Por Judit Alonso, en DW / Servindi

Al menos el 40% de los conflictos internos registrados en los últimos 60 años han tenido relación con la explotación de los recursos naturales, tanto por su valor, como la madera, los diamantes, el oro, los minerales o el petróleo, como por su escasez, como la tierra fértil y el agua, según el Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente (PNUMA). Por este motivo, cada 6 de noviembre se celebra el Día mundial para la Prevención de la Explotación del Medio Ambiente en la Guerra y los Conflictos Armados. (mais…)

Ler Mais

Ibama identifica 22 pessoas envolvidas na exploração ilegal de ipê em terras indígenas no noroeste de MT

Do Ibama

O Ibama identificou 22 pessoas envolvidas na exploração ilegal de ipê nas Terras Indígenas (TIs) Aripuanã, Roosevelt e Parque do Aripuanã, no noroeste do estado, em operação realizada em conjunto com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Gerência de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil de Mato Grosso.

Durante as ações de fiscalização, realizadas em 9 frentes de exploração ilegais, agentes ambientais apreenderam 13 caminhões, 3 pá-carregadeiras, 4 tratores adaptados para a retirada de árvores, 2 tratores de esteira, 2 reboques florestais, 8 motos, 12 motosserras, 6 armas de fogo e 1 caminhonete. A madeira seguiria para serrarias de Espigão do Oeste (RO) e Aripuanã (MT). (mais…)

Ler Mais

MPF participa da operação de combate ao transporte ilegal de madeiras no Maranhão

Investigações foram realizadas pela PF, que pediu medidas para combater a organização criminosa – MPF oferecerá denúncia assim que concluídas as averiguações

Procuradoria da República no Maranhão

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão participa dos trabalhos da Operação Via Perditionis que foi deflagrada pela Polícia Federal, na data de hoje (8), com o cumprimento de ordens judiciais, decretadas pela Justiça Federal no Maranhão, para prisão temporária e preventiva, busca e apreensão, além de afastamento de servidores públicos federais de seus cargos. (mais…)

Ler Mais

Vivemos um hiato temporal brasileiro socioambiental

Por Sucena Shkrada Resk*, no Blog Cidadãos do Mundo

A agenda socioambiental brasileira sofre, nas últimas décadas, de um anacronismo crescente, no qual o que muito do que está escrito nas legislações nacionais e, inclusive, em tratados internacionais ratificados pelo país, não se configura na prática da realidade diária. Parece que tudo está fora do tempo, um passo à frente e dois atrás. Neste contexto, os órgãos do setor seguem cada vez mais fragilizados no bojo da gestão pública, reflexo de uma crise multidisciplinar que envolve uma relação conflitante entre todos os poderes, os “players” econômicos e a própria sociedade, apesar de uma parcela ativa. Sendo assim, o que percebemos é que vivenciamos um hiato estabelecido nesse vaivém. E toda uma história democrática de construção parece estar sendo limitada atualmente à narrativa bibliográfica. Estamos em um estado de suspensão e apreensão por aquilo que ainda está por vir. (mais…)

Ler Mais

Degradação ambiental dentro da Floresta Amazônica é de interesse da União

Segundo TRF1, Justiça Federal tem competência para julgar caso de desmatamento no Pará

No MPF

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região decidiu, na última quarta-feira (31), que a Justiça Federal tem competência para julgar casos de degradação ambiental em áreas situadas dentro da Amazônia Legal. No caso específico, houve utilização de fogo em uma área de 500 hectares de vegetação primária do bioma amazônico no município de Marabá (PA). Para a 5ª Turma do TRF1, a situação da propriedade repercute não só localmente, mas no equilíbrio de todo ecossistema. (mais…)

Ler Mais

Amazônia está próxima de atingir percentual irreversível de desmatamento

Relatório mostra que 20% da floresta foi destruída desde 1970. Índice deve se agravar no governo Bolsonaro (PSL)

Júlia Dolce, Brasil de Fato

O último relatório “Planeta Vivo”, do Fundo Mundial para a Natureza (WWF, em inglês), divulgado na semana passada, mostrou que a área da Floresta Amazônica foi reduzida em 20% nos últimos 50 anos devido ao desmatamento. Segundo o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas, a porcentagem de desmatamento entre 20% e 25% do bioma representa um ponto de inflexão. Ou seja, a partir deste ponto, o dano à floresta se torna irreversível. (mais…)

Ler Mais

Articulação Estadual de Fundos e Fechos de Pasto lança nota pública: “Não precisamos de uma data para definir quem somos”

Por CPT Bahia/ Diocese de Juazeiro

Nós, Comunidades Tradicionais de Fundos e Fechos de Pasto vimos, por meio desta nota, expressar nossa preocupação e repudiar o prazo de 31 de dezembro de 2018 imposto pelo Estado da Bahia para que nossas comunidades se autoidentifiquem e protocolem na Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e na Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA) os requerimentos de emissão da certificação e de abertura do processo de Regularização Fundiária. O prazo é evidentemente uma afronta à Constituição Federal. (mais…)

Ler Mais

Para alimentar salmão norueguês, soja brasileira desmata e explora trabalho escravo

Três empresas brasileiras que exportam concentrado de soja para a Noruega têm fornecedores que já foram flagrados com trabalho escravo, desmatamento ilegal e posse ilegal de terras

Por André Campos e Antônio Biondi, Repórter Brasil

Principal produtora mundial de salmão, a Noruega compra do Brasil maior parte da matéria-prima usada para alimentar seus cardumes. Todos os meses, milhares de toneladas de proteína de soja concentrada saem dos portos brasileiros e cruzam dez mil quilômetros do oceano Atlântico rumo aos tanques de peixes do país nórdico. O problema é que essa cadeia de negócios da soja brasileira está marcada por crimes ambientais e trabalhistas. (mais…)

Ler Mais

Desmatamento: Amazônia perdeu 20% e Cerrado, 50%, desde 1970, aponta relatório do WWF

O Fundo Mundial para a Natureza (WWF, da sigla em inglês), ONG de defesa do meio ambiente, acaba de divulgar a versão 2018 do seu relatório Planeta Vivo. E as conclusões não são nada boas, principalmente para o Brasil.

Por Edison Veiga, da BBC News Brasil, no IHU

A análise, feita por 50 pesquisadores em todo o mundo com base em pesquisas de 19 organizações, apontou para um desmatamento intenso, que reduziu, de 1970 para cá, 20% da Floresta Amazônica e 50% do Cerrado, biomas bastante representativos do país. (mais…)

Ler Mais