O que o Ocupe Estelita ensina, dez anos depois

Em 2014 chegava ao ápice, no Recife, uma das lutas emblemáticas pelo direito à Cidade. Reivindicou o Comum: paisagem, memória e ambiente. Uniu arte e política por alternativas à captura do espaço público. Ainda ecoa nas lutas urbanas do país

por Marta Santa Cruz Pordeus, em Outras Palavras

O Ocupe Estelita, realizado no Recife (PE) e que agora completa 10 anos, é um exemplo marcante da força e dos limites dos movimentos sociais na disputa pelo espaço urbano. Nas cidades convivem pessoas de diferentes classes sociais, e onde essa diferença é muito marcante coexistem espaços sem o mínimo necessário para uma vida digna, como as palafitas da bacia do Pina, e projetos de luxo, como o que está sendo erguido numa antiga área destinada ao transporte público, ali, bem defronte às palafitas, recentemente removidas. (mais…)

Ler Mais

SP: PM expulsa 200 famílias da ocupação Quilombo Saracura e conduz duas pessoas à delegacia

Ação foi realizada durante a madrugada, mas no meio da tarde a polícia foi ao local com o suposto proprietário do imóvel

Brasil de Fato

Cerca de 200 famílias organizadas pelo Movimento de Moradia do Centro de São Paulo ocuparam um prédio de 16 andares na região da Praça 14 Bis, na madrugada deste sábado (29). A ocupação foi batizada de Quilombo Saracura, devido à descoberta de um sítio arqueológico que guarda memórias do antigo quilombo, durante as escavações da Linha 6-Laranja do Metrô paulista. (mais…)

Ler Mais

As cidades brasileiras reproduzem as desigualdades sociais. Entrevista especial com Vanessa Marx

“Como pode haver moradias vazias e pessoas sem casa? Essa é uma equação que não fecha”, adverte a pesquisadora

Por: Patricia Fachin, em IHU

A expansão do capital nas cidades brasileiras está acelerando os processos de urbanização e segregação e tem como consequência a reprodução das desigualdades nos territórios, diz Vanessa Marx, uma das organizadoras do livro “Reforma urbana e direito à cidade. Porto Alegre”, publicação do Observatório das Metrópoles, na entrevista a seguir, concedida por telefone ao Instituto Humanitas Unisinos – IHU. “Em Porto Alegre, por exemplo, as desigualdades sociais persistem e percebemos um outro fenômeno: as pessoas estão vivendo cada vez mais em condomínios, enquanto outras comunidades seguem sem moradias adequadas, sem saneamento básico”, informa. (mais…)

Ler Mais

Chuvas no Recife desmascaram racismo ambiental como verdadeiro problema, diz Rosa Amorim

Deputada estadual, Rosa defende a reforma urbana e a entrada da população periférica e dos morros no orçamento dos governos

Por Renato Santana, no GGN

As chuvas mais uma vez castigam o Recife, mas para a deputada estadual Rosa Amorim (PT) também desmascaram problemas que acentuam diferenças sociais entre os bairros da cidade com relação ao esgoto, ruas asfaltadas, calçamento, coleta de lixo. Para ela, a chuva não é o verdadeiro problema, senão o racismo ambiental. (mais…)

Ler Mais

Após pedido do MPF, governo federal cria grupo para encontrar solução conciliatória para comunidade do Horto no RJ

Grupo foi instituído por meio de portaria da Secretaria-Geral da Presidência da República

Após pedido do Ministério Público Federal (MPF), formulado por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão do Rio de Janeiro (PRDC/RJ), o governo federal anunciou a criação de um grupo de trabalho (GT) – a ser coordenado pela Secretaria Nacional de Diálogos Sociais e Articulação de Políticas Públicas – que ficará responsável por realizar estudos técnicos com o objetivo de encontrar solução conciliatória para moradias próximas ao Horto Florestal, no Jardim Botânico, município do Rio de Janeiro. A ideia do GT é reunir órgãos de proteção ambiental e patrimoniais, e as pessoas que historicamente habitam o perímetro do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ). Atualmente, os moradores da área conhecida como comunidade do Horto enfrentam diversas ações individuais de reintegração de posse movidas pelo JBRJ. (mais…)

Ler Mais

Cidades: laboratórios na transição ecológica

Elas podem ser vistas como caóticas, mas também são usinas de alternativas às mudanças climáticas e desigualdade. Uma delas é o Orçamento Participativo, ferramenta para democratizar o poder — e promover a ecologia de saberes

Por Gerson Almeida, em Outras Palavras

A cidade como promessa da boa vida

A cidade é uma promessa de vida melhor. Os homens juntam-se para viverem na cidade e ali permanecem a fim de “viver a boa vida”, disse Aristóteles1, que compreendia a cidade como uma associação formada para o bem viver. (mais…)

Ler Mais

Bolsonaro veta lei que proíbe “arquitetura hostil” contra pessoas em situação de rua

Projeto de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES) ficou conhecido como Lei Padre Júlio Lancelotti

Paulo Motoryn, Brasil de Fato*

O ex-capitão Jair Bolsonaro (PL), que está em seus últimos dias no cargo de presidente da República, vetou um projeto de lei que proíbe o uso de materiais e estruturas para afastar pessoas em situação de rua de locais públicos nas cidades. A informação foi divulgada pela Presidência da República na noite desta terça-feira (13). (mais…)

Ler Mais